A diferença sutil entre ‘sim’ e ‘não’ em japonês!

A diferença sutil entre 'sim' e 'não' em japonês

Un! Uun! Un? Semelhantes, mas com significados totalmente diferentes.

É preciso muito empenho e dedicação para um estudante iniciante atingir níveis de conversação em japonês, mas, por sorte, a Internet está cheia de excelentes ferramentas que poderão ser úteis nas dificuldades em relação ao aprendizado de língua japonesa.

Mas até mesmo os japoneses concordam que o japonês pode ser considerado uma das línguas mais difíceis do mundo e o quanto o idioma pode se apresentar ambíguo em alguns casos. Por exemplo, as palavras “sim” e “não” podem ser ditas como “Hai” (はい) e “Iie” (いいえ) respectivamente. Mas existem outros termoss que podem substituir essas duas palavras.

Vejamos o exemplo do usuário japonês @chomado que postou no Twitter sobre o que lhe disse um amigo americano que visitou o Japão. Seu amigo reclamou o quanto era difícil distinguir entre o “sim” e o “não” japonês mostrando o exemplo de um jogo de videogame.

Como podemos ver na imagem acima, você tem duas opções de escolha: “Un” (うん) que significa “sim” (pronunciado “oon”), enquanto o “uun” (ううん) significa “não” (pronunciado “ooon”). E não podemos esquecer do “un?” (うん?), equivalente a um “sim?” inquisitivo.

Apesar de serem parecidos, a entonação das pronúncias destas três palavras são diferentes, felizmente, mas ainda assim pode parecer um pouco complexo para algumas pessoas. Essas palavras fazem parte de um conjunto de onomatopeias chamado Aizuchi, que por sua vez desempenha um papel importante dentro de uma conversação em japonês.

Outro exemplo de ambiguidade da língua japonesa é a palavra “ii yo” (いいよ), que pode ter sentidos opostos e tudo depende do contexto e da entonação da voz. Ao mesmo tempo que pode significar uma confirmação, também pode significar uma negação.

Ou seja, dependendo da situação, pode significar “OK” ou “com certeza!”, mas também pode ser usado para dizer que não aceita algo que lhe é oferecido.

Por exemplo, se um caixa de um supermercado japonês perguntar-lhe se você precisa de uma sacola plástica para embalar sua compra, responder-lhe com um “ii yo” pode ser uma resposta um pouco vaga e pode acabar criando alguma confusão entre você e seu interlocutor.

Japonês e português são opostos em termos de estruturas gramaticais, e essa ambiguidade em coisas simples como “sim” ou “não” é apenas uma das muitas pedrinhas no sapato de quem estuda japonês. Mas tudo é resolvido com a conversação no dia a dia que nos ajuda a aprender as entonações corretas das palavras e como usa-las em diferentes contextos.

Fonte: allabout-japan.com

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *