As cinco palavras japonesas mais ofensivas!

Semana da Língua Japonesapalavras ofensivas em japonês

Como em qualquer outro idioma, há palavras consideradas muito ofensivas no Japão. Nem precisamos dizer que não é adequado usar essas palavras no dia a dia. Aliás, os japoneses as usam raramente, especialmente os mais velhos. No entanto, é válido aprender o significado de algumas delas para evitar uma gafe enquanto você estiver falando com um nativo.

Provavelmente, a palavra mais usada nesse sentido, seja baka(ばか) ou Ahou (あほう) que significam algo como “bobo”, “tolo” ou “idiota”. Nem sempre é usado com sentido de ofender. Ou seja, às vezes pode ser usado em tom de brincadeira entre amigos e pessoas próximas (Embora não seja tão ofensivo, não devemos dizer a superiores ou desconhecidos).

No entanto, existem outras palavras ou expressões que devem ser evitadas a todo custo, pois são consideradas realmente um palavrão, um insulto. A título de curiosidade, resolvemos reunir algumas delas. Mas lembre-se que não pega nada bem usa-las no Japão, entendido? 😉

#5. Kichigai (キチガイ), Kasu (カス)

Kichigai pode ser traduzido como “louco” ou “demente”. É considerado tão ofensivo que normalmente é censurado quando escrito ou falado no Japão. Você pode até escutar essa palavra entre amigos, mas nunca na mídia japonesa. Já Kasu, pode ser traduzido como “lixo” ou “algo sem valor”, se referindo a alguém a quem se considera inútil ou insignificante.

#4. Abazure (あばずれ), Yariman (やりまん )

Todo idioma possui palavras ofensivas específicas para os gêneros femininos e masculinos, e o japonês não é exceção. Duas que são específicas para mulheres é abazure e yariman. Ambas fazem referência à mulheres que tem uma vida sexual ativa, com muitos parceiros.

Abazure vem da palavra abaremono (“alguém que age como louco”), e costumava ser usado tanto para homens como para mulheres no Período Edo, no entanto hoje em dia é usado exclusivamente como um insulto feminino. Já yariman, tem significado parecido, portanto dispensa comentários, mas um termo similar usado no dialeto de Kansai é “Panko” (パンコ).

#3. Shi’ne! (しね), Kutabare! (くたばれ)

Shi’ne! pode ser traduzido como “Morra!” Realmente não há nada tão insultante do que dizer isso para alguém. Talvez seja equivalente a algumas expressões em português como “Vá para o inferno!” ou “VSF”. Já kutabare, vem do verbo kutabaru, que significa “que caia morto”. Essa ofensa consegue ser ainda pior e muitas vezes é censurado na mídia japonesa.

#2. Kusottare (くそったれ), Ketsumedo yarou (ケツメド野郎)

Você provavelmente já deve ter ouvido a palavra kuso, que significa literalmente “merda” ou a palavra yarou, que significa algo como “patife” ou “imbecil”. Se já não fossem ruins por si só, ainda podem ganhar um tempero ainda mais explosivo quando você adiciona um complemento, como kusottare (Lixo, escória, ralé) ou ketsumedo yarou (bastardo idiota).

Kusottare é uma palavra muito da década de 80, e atualmente está bastante obsoleta. Já Ketsumedo yarou é ainda mais ofensivo e censurado na mídia, embora seja usado às vezes em séries de anime. É uma boa expressão para quem quer começar uma boa briga.

#1 Manko (まんこ)

Manko significa “vagina”. Embora não pareça um insulto, é uma das palavras mais inadequadas que você pode dizer no Japão. Essa palavra é pouco usada e também mega censurada na mídia japonesa. Vale relembrar o caso da artista japonesa Megumi Igarashi (pseudônimo Rokudenashiko) que foi multada em 400 mil ienes (cerca de 11 mil reais) por sua “Vagina Art”.

Além disso, a artista chegou a ser presa duas vezes em 2014 por obscenidade. Portanto, evite essa palavra de todas as maneiras, especialmente na frente de meninas, apesar de não ser incomum meninos falarem isso entre si. Não só essa, como as demais palavras aqui postadas devem ser evitadas ou usadas com cautela pois podem realmente “pegar mal” no Japão.

PS: A tradução literal de muitas palavras japonesas podem não fazer muito sentido em outros idiomas, por isso os significados são adaptados aos termos que supostamente teriam o mesmo impacto no idioma local. Isso é muito percebido nas legendas de animes, doramas e filmes ou traduções de mangás.

PS²: Evite usar qualquer tipo de palavras ofensivas no Japão pois apesar de estarem presentes em mangás, animes e filmes, elas não costumam fazer parte do cotidiano dos japoneses, que culturalmente adotam um estilo formal e polido na hora de se relacionar com as outras pessoas, detestam ser o foco das atenções e causar algum incômodo no meio onde vivem.

Dito isso, me diga o que achou dessas palavras consideradas insultos, ofensas e palavrões no Japão e se teria alguma outra para compartilhar conosco. Embora não seja de bom tom usa-las, acredito ser válido aprende-las com o intuito de enriquecer o nosso vocabulário japonês.

Fonte: Rocketnews24.com

Quer Aprender Japonês?

2 Comentários

  1. Neusa

    Parabéns muito bem explicada esses termos!!!!

  2. Wellington

    Muito bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *