Bolsas de estudos no Japão

Como ganhar bolsas de estudos no Japão
Dicas para conseguir uma Bolsa de estudos no Japão
Quer ir para o Japão com visto de estudante? Pois saiba que isso é possível, já que o governo japonês anda facilitando os procedimentos de triagem para os estudantes que desejam estudar lá. Hoje, são cerca de 125 mil estudantes estrangeiros que estudam no Japão e a proposta é que esse número aumente para 300 mil em 2020.

Enfim, o objetivo deste artigo é fazer um apanhado geral de como conseguir bolsas de estudos ou estágios para brasileiros que querem ir para o Japão. Algumas associações e entidades ligadas ao governo japonês oferecem muitos cursos em diversas áreas. Muitos desses cursos são sem nenhum custo, incluindo os cursos preparatório em língua japonesa nos primeiros meses de estadia.

Um exemplo especialmente voltados para universitários, são as 6 bolsas em universidades japonesas, oferecidas pelo Governo Japonês através de programas como o MEXT (Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia).

Tipos de bolsas incluídas no MEXT:

Bolsas de Estudos no Japão

Bolsas de Estudos no Japão

Pesquisa, pós-graduação, graduação, escola técnica, cursos profissionalizantes, cujas inscrições ocorrem anualmente entre os meses de abril e junho. Já os cursos de Treinamento de Professores e Cultura e Língua Japonesa, abrem inscrições no mês de janeiro e fevereiro. Veja mais informações no link abaixo:

Bolsas de Estudo MEXT (Monbukagakusho)

O requisito principal é ter nacionalidade brasileira, (não é necessário ter descendência japonesa). O processo seletivo consiste em uma análise no histórico escolar do candidato, projeto de pesquisa e prova de línguas (japonês ou inglês), além de uma entrevista sobre as motivações do candidato para estudar no Japão.

Você precisa estar disposto a superar as dificuldades da língua e especialmente os choques culturais, que obviamente existem entre Brasil e Japão, porém é uma boa oportunidade para os brasileiros que querem aperfeiçoar a língua japonesa ou até fazer faculdade ou pós-graduação no Japão. No site do Consulado Geral do Japão, você também poderá obter mais informações sobre estas bolsas de estudos.

Fora o MEXT, há também outros programas que oferecem bolsas ou estágios para brasileiros. Dê uma conferida nos links abaixo:

Programas da Fundação Japão ou diretamente do site do FJSP
Japan Exchange and Teaching Programme (JET)
Programa Capes/JSPS (inscrições até 12 de setembro de 2012).
Study Japan (Programação dos cursos nas instituições japonesas).
JASSO: Japan Student Services Organization

Programas de estudos para descendentes de japoneses

Tem também o Asebex (Associação Brasileira de Ex-Bolsistas no Japão), órgão que  funciona como intermediário para se conseguir diversas bolsas de estudos, entretanto, a maioria delas é voltada para descendentes de japoneses:

Nippon Zaidan – Esse projeto é oferecido pela Associação dos Nikkeis no Exterior e tem como objetivo oferecer uma oportunidade a jovens descendentes de japoneses de realizar sonhos e projetos que contribuam para o desenvolvimento de seu país, visando também promover um maior nível de entendimento entre o Japão e seu país de origem através da bolsa de estudos no Japão.

Kenjinkais – Esses projetos são oferecido pela Associações de Província (Kenjinkais), esse projeto de intercâmbio cultural, tem o objetivo de manter os imigrantes em contato com a província de origem. O intercâmbio cultural, ocorre na forma de eventos comemorativos, bolsas de estudo ou estágios (cerca de 300 bolsistas vão ao Japão anualmente). O Brasil é o único país da América Latina no qual existem Kenjinkais de todas as províncias do Japão.

Kenpi Ryugaku – Esta bolsa é de âmbito internacional, onde além do Brasil, quase todos os países da América onde existem colônias japonesas (Peru, Paraguai, Argentina, Uruguai, México, Bolívia, Canadá e Estados Unidos) podem participar.

Kenpi Kenshu – Diferente da bolsa Kenpi Ryugaku, esta bolsa é voltada principalmente para o aperfeiçoamento profissional, permitindo aos jovens realizarem estágios em escritórios, fábricas ou hospitais, lado a lado com profissionais japoneses.

JICA (Japan International Cooperation Agency) – Promovem aperfeiçoamento profissional, quase 300 cursos de treinamento no Japão, nas mais diferentes especialidades e também bolsas em várias áreas, em diferentes níveis, para diferentes faixas etárias e com períodos de duração dos mais variados.

Nikkei Scholarship-“Projeto Realização do Sonho” – A Associação Kaigai Nikkeijin Kyokai realizam projetos variados para os nikkeis que desejam realizar estágios e estudos no Japão.

Uma experiência que vale a pena

Para quem quer conhecer e se aventurar no Japão e de quebra conhecer mais da cultura e da língua, vale a pena pesquisar mais à respeito dessas bolsas, lembrando que cada programa tem regulamentos diferentes. Alguns tipos de bolsa, oferecem moradia de graça e até um subsídio mensal para as despesas pessoais do estudante, que podem ser entre 135 e 175 mil ienes (cerca de 3.400 a 4.500 reais).

Outros tipos de bolsas não oferecem esse subsídio, e portanto para se manter e estudar no Japão, o bolsista terá que conciliar o curso com arubaito (trabalho temporário). Há também muitas universidades japonesas que oferecem cursos em inglês, dentre elas estão as célebres Universidade de Tsukuba, Universidade de Toquio e Universidade de Nagoya. Essas faculdades podem ser uma boa alternativa para quem é fluente no inglês e não domine o japonês.

Como vimos, não são poucas as opções, só tem que ir bem preparado, pois no Japão, as coisas funcionam bem diferente do Brasil, sendo preciso disciplina, paciência e força de vontade da parte do bolsista. Embora muitas das bolsas postadas aqui, já tenham passado a data de inscrições, dá para ir já se organizando e correr atrás de informações para o próximo ano.

Se alguém souber de algum outro programa que ofereça bolsa de estudos no Japão que eu não tenha mencionado aqui, por favor, comente, assim o leque de opções aumenta. Também será muito bem vindo e de grande valia os depoimentos de bolsistas que foram ao Japão, através desses programas.

Boa Sorte à todos que tentarem!

Quer Aprender Japonês?

77 Comentários

  1. Raíssa S. Borges

    Nossa, esse artigo foi simplesmente fantástico!Tenho completa adoração pelo Japão por causa da forte influência de meu falecido irmão, e meio que adotei o sonho dele para mim, que era ter a chance do morar no Japão. Tenho 13 anos, só que gosto de planejar minha vida muito delicadamente. Já havia feito diversas contas para planejar minha viajem ao Japão com 17 anos, iria começar à trabalhar aos 14 anos para que em 2 anos e meio conseguisse dinheiro para a passagem, só que esse artigo realmente fez eu mudar totalmente os planos. Sei que falta muito tempo, mas nesse período vou me esforçar ao máximo para aprender falar inglês e chegar ao japonês intermediário. Modesta parte, consigo ir muito bem na escola e pretendo manter a rigorosidade que tenho comigo mesma para continuar assim! Muitíssimo obrigado pelo artigo. Prometo que tentarei! Aliás, com quantos anos é possível realizar a prova? Desculpe pelo comentário atrasado novamente hehe, e pelo comentário longo, é que comecei a acompanhar o site à pouco tempo por isso o atraso, novamente muito obrigada pela informação,o site é simplesmente esplêndido! Parabéns pela qualidade! Abraços!!!

  2. harumitsu nakamura

    Gostaria de receber mais informações

  3. Revitti

    Olá RAÍSSA S. BORGES nesse site você consegue os detalhes da bolsa MEXT: http://www.sp.br.emb-japan.go.jp/pt/cultura/bolsa1.htm Espero que possa ajudar, eu faço 15 anos esse mês e também pretendo morar no Japão. Vou tentar a bolsa MEXT de graduação quando terminar o ensino médio. Ah, aconselho você a já ir escolhendo que área pretende estudar e se esforçar pra conseguir notas equivalentes ou superiores a 7 ou B (Bom), se você conseguir isso e estudar inglês e japonês 15 minutinhos todos os dias você com certeza vai conseguir realizar seu sonho (^-^)/ Ganbatte!!

  4. Raíssa S. Borges

    Oi REVITTI, Muito obrigada pelo conselho, com toda certeza me foi muito útil, pretendo escolher o curso de LÍNGUA E CULTURA JAPONESA, me esforçarei bastante, e quem sabe não nos vemos lá no Japão? hehe (^_^)/ Ganbatte!

  5. Paula

    OIe raíssa,tenho o mesmo sonho que vc tambem estou pranejando viajr para o Japão com 17 mas ainda tenho 13 :3 e vou me esforçar muito

  6. Hiro Oliveira

    Cara… Artigo Realmente Fantástico, Eu conheço um outro método porém os critérios são um pouco diferentes do que as de mais bolsas, O Nome da bolsa é “Ciência sem Fronteiras”
    Vou deixar um link aqui do site, Se realmente tiverem interesse Entrem no site e pesquisem mais sobre a bolsa..
    http://www.cienciasemfronteiras.gov.br

  7. Matsukita

    Muito booom o seu artigo, morei 3 anos no Japão no ano 2005. E agora estou pretendendo fazer intercâmbio lá, e não sabia por onde começar a procura. Agora ja começo a trilhar meu caminho, rs. Obrigada !!!!!!

  8. Sam

    Olá, gostaria de tirar uma dúvida. Acerca do MEXT, se eles vêem o histórico escolar, e exigem notas acima de 7, se a pessoa ter repetido de série e/ou ter terminado o ensino médio por meio de supletivo ou ENEM, Já perde todas as chances de conseguir a bolsa certo?

    Agradeço muito se alguém responder, obrigada.

  9. Gisele

    Até que sei um pouquinho de japonês, mas inglês… ´_`

  10. Fellipe Lucas

    Olá, eu sou flente no Inglês mas não sei nada de Japones, ou seja, se caso eu quiser fazer intercambio é obrigatoriamente saber o Japones ou o inglês já basta por ser uma lingua mundialmente conhecida?

  11. José

    Muito bom! Gostaria de saber se uma pessoa que já tem ensino superior completo – mas tem 21 anos – pode concorrer as bolsas de graduação. É possível?

  12. the violinist

    Olá! Gostei muito da matéria e me ajudou a entender um pouco, mas ainda estou com dúvida em algumas coisas, eu vou tentar fazer um curso profissionalizante de música no Japão e estou muito nervoso em relação à prova de matemática, não me dou muito bem com a matéria rs, tem como dar algumas dicas do que eu deveria estudar? Em que área eu deveria me aprofundar? E eu estudo japonês mas vou fazer prova em inglês, ir mal na prova de japonês pode ser eliminatório? E quantas vagas existem para curso profissionalizante? Desculpa o texto imenso e agradeço desde já.

  13. F.

    Quanta coincidência! também tenho 13 anos e pretendo ingressar em uma universidade Japonesa (^w^)/
    Estou torcendo por todos, Ganbatte!

  14. Diego Arashiro

    Gostaria de saber se tem algo para quem já está morando no Japão e quer entrar em uma faculdade japonesa.
    Inicio do ano estou indo para o Japão e tenho o nível 1 de proficiência, mas como faz tempo que não estudo em escola japonesa acredito não conseguiria passar em um vestibular…

  15. Lucas Palma

    É possível conseguir uma bolsa falando apenas inglês e estando no Ensino Médio ?

  16. willagamer

    eu também tenho 13 e pretendo ir para lá (^3^)/ o pior é que não sei oque irei cursar (-3-)…

  17. Barbara Nunes

    eu to na mesma situação q vc willagamer kkk

  18. Ianca Polizelo イアンカ ポリゼロ

    No ano passado eu fiz as provas para ganhar a bolsa MEXT, mas infelizmente não passei, pois como fiquei sabendo dessa bolsa dois dias antes de encerrar as inscrições não tive tempo de estudar… mas para as pessoas que estão interessadas nessa bolsa posso contar um pouco da experiência para ajudar.
    NÃO É PRECISO SABER JAPONÊS para ganhar a bolsa MEXT, mas o que acontece é que quem sabe a língua, pelo menos o básico, tem mais chances de ganhar.
    As notas do histórico escolar SÃO IMPORTANTES sim, pois se você tirar as mesmas notas que outro candidato o critério de escolher quem fará a entrevista serão as notas escolares dos últimos 3 anos do aluno, quem for melhor na escola será chamado para a entrevista… então se você ainda não começou o ensino médio e pensa em saber essa bolsa, estudem e tirem notas bem boas ok? Lembro que serão analisadas apenas os últimos 3 anos de escola que você fez, ou seja, se você fizer a prova com 17 anos, serão analisadas as notas do ensino médio, se você já entrou na faculdade, serão analisadas as notas da faculdade e do ensino médio, então esforço viu.
    Mais dúvidas sobre o MEXT estou aqui :3

  19. Ianca Polizelo イアンカ ポリゼロ

    Heey, eu fiz as provas do MEXT ano passado e posso te responder isso :3
    Olha, a prova de matemática é um pouco difícil, pois ela será em inglês né. Mas o conteúdo que caiu no ano que fiz foi basicamente ensino médio: trigonometria, gráficos, geometria e equações… o que mais caiu mesmo foi trigonometria.
    Sobre a prova de japonês, você não será desclassificado sobre for mal na prova de língua japonesa. O pessoal lá não usa a prova de japonês como eliminatória, tanto é que muitas pessoas até não fazem essa prova. – Isso é verdade mesmo, inclusive no dia os aplicados falam que quem não souber japonês pode deixar em branco e sair que não será prejudicado… Mas você tem que mandar MUITO bem nas demais ok?
    Espero ter ajudado :3

  20. Ianca Polizelo イアンカ ポリゼロ

    Olha, no Japão são poucas as pessoas que falam inglês, então se você for pra lá estudar o japonês é válido sim ir apenas sabendo o inglês, pois terá aulas de japonês o dia inteiro, mas se for para estudar em escola normal mesmo apenas sabendo o inglês creio que não vai conseguir muito bem.

  21. Ianca Polizelo イアンカ ポリゼロ

    Oii!!
    As notas do histórico escolar são importantes sim para o MEXT, porém se você terminou seus estudos pelo ENEM ou supletivo não tem problema, pois você terá que incluir então o histórico que ganha ao finalizar os estudos. Repetir de ano ou tirar menos de 7 também não te desclassifica automaticamente… eles irão olhar suas notas se você tirar a mesma nota que outra pessoa e os dois foram bem o bastante para ser chamado para a entrevista.

  22. Ruka Chan

    Eu tenho uma duvidas querida, terminei o ensino médio ano retrasado, e sei o japonês básico( estou estudando MUITO desde janeiro, e estou melhorando bastante) intermediário, minhas notas em sua maioria eram altas, e queria saber quando terão outras bolsas da MEXT, obrigado desde já 🙂

  23. Beatriz Rovelino

    Oi,
    Tenho 15 anos e quero fazer um intercâmbio para o japão quando for fazer faculdade ou uma pós mesmo, mas o problema é que eu não sei qual é o melhor momento para se ir e não sei falar japonês também. Eu faço algumas aulas basiquinhas pela net mesmo (de graça) mas não conseguiria conversar e muito menos escrever em japonês, porém atualmente sei falar inglês em um nível intermediário (esse ano é meu 5º ano cursando inglês) e queria saber se apenas sabendo o inglês eu conseguiria uma bolsa e até mesmo aprender japonês lá. E poderia me dizer também se faculdade ou pós-graduação de arquitetura e urbanismo valem a pena no Japão? pois é essa profissão que quero seguir desde que tenho 10 anos. E tem meus pais também que insistem em dizer que fazer um intercâmbio seria abandoná-los aqui por muito temo e não sei como convencê-los. Desculpe, o comentário ficou grande demais né? 😛
    Grata desde já.

  24. Kelvin Veroneze

    Ruka Chan, se informe sobre a bolsa MEXT (datas, etc) aqui: http://www.sp.br.emb-japan.go.jp/pt/cultura/bolsa1.htm

    Importante dizer que apesar de não precisar do japonês é preciso de inglês avançado para fazer a prova, que é administrada em inglês ou japonês (não há opção de fazê-la em português). Outro ponto de extrema importância é que candidatos a bolsa de graduação que querem cursar matérias na área das ciências humanas DEVEM ter conhecimento de japonês pois é cobrado na prova (mesmo quando feita em inglês). As questões de japonês nesse caso são de nível intermediário a avançado.

  25. leila monteiro

    oi,eu tenho 16 anos,e gostaria de saber se tem alguma bolsa de estudos pro Japao pra ensino medio,ou pro termino do ensino medio? e se tiver,sera que tem inscricoes esse ano mas pro esembarque pro proximo ano? eu estudo japones,sei falar o basico,mas sei escrever,pegando frases e passando pro papel. poderia ame ajudar?onegai

  26. Nossa, também tenho 13 anos como muitos aqui, que coincidência kkkk, vou trilhar este caminho até o Japão em 2020! Ganbatte para vocês!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *