Curiosidades sobre o saquê – Bebida japonesa

Saquê
Curiosidades sobre o saquê – Bebida japonesa
Saquê (ou osaquê) é uma bebida milenar fermentada de origem japonesa. Seus únicos ingredientes são arroz e água e o teor alcoólico é em torno dos 16%. Sabe-se que a produção da mesma se iniciou no século III, em Nara, a antiga capital do Japão.

Produzido a partir da fermentação do arroz, o saquê é enquadrado na mesma categoria do vinho, pois passa por um processo de fermentação por meio de leveduras até se transformar na bebida que conhecemos como saquê.

Ikazaya, variedade de sake

O arroz mais cobiçado pelos fabricantes é o arroz mais polido (sakamai). Para se fazer um saquê premium, por exemplo, utiliza-se o arroz yamadanishiki, o melhor arroz do mundo para a produção de saquê. Apesar de ser uma bebida popular no Japão, ela é muito valorizada, sendo oferecida aos deuses xintoístas em cultos religiosos.

Como o Saquê é preparado?

Arroz e água são os únicos ingredientes necessários para a produção do saquê. Primeiramente é feito o koji, que é o arroz fermentado separadamente. O koji é misturado ao arroz cozido ao vapor, até a formação do shubo, uma pasta de grãos.

O shubo é colocado dentro de grandes recipientes para ser fermentado por 30 dias, aproximadamente. Após isso, o saquê é filtrado e pasteurizado.

saque azuma kirin dourado

O saquê é servido de que forma?

Geralmente, a bebida é servida antes das refeições. Para preservar seu sabor, a melhor temperatura para seu consumo é 35ºC, mas também pode-se tomar frio ou misturado a outras bebidas, transformando-se em exóticos e interessantes coquetéis. Existe o saquê culinário que é utilizado na preparação de diversos pratos orientais, como Frango Xadrez, soba, entre outros pratos da culinária japonesa.

História sobre o Saquê:

Até o século passado, o saquê ainda era produzido artesanalmente, onde o arroz era primeiro lavado e depois colocado em tinas para cozinhar.
E após esta etapa de fermentação, a pasta resultante era ralada e só então, misturada manualmente até chegar ao produto final. Hoje em dia existem mais de 1600 fabricantes de saquê no Japão.

O saquê deixou de ser uma bebida artesanal, para dar lugar a produção em massa. No entanto, existem fabricantes japoneses que ainda utilizam métodos, que lembram esse antigo processo.

tipos de saque

Alguns Tipos de Saquê:

Junmai-shu – É o saquê mais puro, com arroz, água e koji, e que não sofre acréscimo de álcool. O arroz é “polido” de forma que perde a parte externa, conservando menos de 70% do seu volume original.

Honjozo-shu – Tem pequena quantidade de álcool etílico destilado, o que melhora o sabor, tornando o saquê mais suave. O arroz recebe o mesmo tratamento de Junmai-shu.

Ginjo-shu – O arroz é “polido” para conservar apenas 60% do seu formato original. Isso diminui a gordura e as proteínas. Além disso, esse saquê é fermentado a uma temperatura baixa por muito tempo.

Daiginjo-shu – Através do polimento, o arroz perde pelo menos 50% de seu volume original, chegando em alguns casos a perder até 65%. É um tipo de saquê que exige muito trabalho em cada nível do processo.

Clique aqui para conhecer alguns saquês importados disponíveis no Brasil.

Quer Aprender Japonês?

5 Comentários

  1. Olá tudo bem? Parabéns pelo site! Tem email de contato?
    Tenho um site sobre a cultura japonesa em Mato Grosso do Sul, sei site tem sido uma rica fonte para nós. Tenho que agradecer por isso. Domo Arigato!

  2. admin

    Cultura Nikkey, obrigada pelo comentário e elogio.
    Email pra contato, tenho esse: kawanami . silvia@gmail.com (sem espaços)
    Arigatô e volte sempre!

  3. Pingback: Akane Nikiura - A japonesinha expert em saquê | Curiosidades do Japão

  4. Pingback: Principais marcas de cerveja no Japão | Curiosidades do Japão

  5. Maiara

    Muito boa a matéria, to fazendo curso de garçom e precisava pesquisar sobre a bebida. Ajudou bastante, a linguagem tambem daora. Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *