Documentário: Luz Branca, Chuva negra

Documentário Luz Branca Chuva Negra
Luz Branca, Chuva Negra: A destruição de Hiroshima e Nagasaki
Este ano marca o 70° aniversário da Bomba Atômica de Hiroshima. Resolvi postar um documentário muito interessante com relatos de sobreviventes, conhecidos como “hibakusha”. As duas bombas (de Hiroshima e Nagasaki) mataram cerca de 210 mil pessoas e continua deixando suas marcas, mesmo atualmente.

Estima-se que ainda existam milhares de sobreviventes e a grande maioria ainda carrega sequelas daquele dia fatídico. A maior preocupação atual é com a ameaça das armas de destruição em massa, já que o arsenal nuclear mundial pode provocar um estrago equivalente a 400.000 bombas de Hiroshima.

Luz Branca Chuva Negra

No documentário “Luz Branca, Chuva Negra: A destruição de Hiroshima e Nagasaki”, produzido pelo HBO em 2007, o cineasta Steven Okazaki visita as duas cidades bombardeadas e compartilha vários testemunhos incríveis e emocionantes de 14 pessoas que sobreviveram ao ataque nuclear, além de quatro americanos envolvidos nos bombardeios atômicos.

Se você tem interesse nesse tipo de documentário, vale a pena conferir os testemunhos de quem viu essa tragédia de perto. Só assim podemos ter uma vaga ideia do sofrimento e dor que aquelas pessoas passaram. Digo “vaga ideia”, pois só quem mesmo passou por isso sabe o quão terrível foi.

No começo do documentário, foi com surpresa que ouvi as respostas de jovens japoneses quando indagados sobre o que eles sabiam sobre o dia “6 de Agosto”. Dos entrevistados, ninguém sabia ou lembrava do que se tratava. Achei isso muito estranho… Será que isso não é estudado nas escolas?

Fiquei intrigada com essa questão. O assunto parece ser um tabu no Japão e muitos evitam falar disso. Talvez esses acontecimentos façam parte de um passado que muitos preferem esquecer. Mas as memórias de quem vivenciou as explosões das bombas continuam nítidas como há quase 70 anos.

Muitos sobreviventes de Hiroshima e Nagasaki disseram que preferiam ter morrido. Lidar com a dor física e com a perda dos parentes parecia-lhes insuportável. Além das cicatrizes das queimaduras pelo corpo todo, muitos não puderam ter filhos, outros tiveram filhos, mas com deformidades.

Tiveram que lidar com os efeitos imediatos da bomba e os efeitos posteriores como o câncer, sem contar o preconceito por ser um hibakusha. Mas por trás de todo o sofrimento, existe o aprendizado. Nesse caso, seria sobre as tristes consequências das guerras e armas nucleares, que reacendeu no coração de todos o forte desejo pela paz mundial.

Luz Branca, Chuva Negra

Alguns trechos do documentário contem cenas fortes e reais das vítimas das bombas. Se você for uma pessoa muito sensível, aconselho a não assisti-lo:


Link do vídeo (Youtube)

Quer Aprender Japonês?

3 Comentários

  1. Pingback: Hibaku Jumoku - Árvores da Esperança | Curiosidades do Japão

  2. Marcos de Souza

    A Barbarie do “ser humano”. em nomede que???????

  3. Felipe Pereira Rego

    Obrigado por postar o link do documentário, nunca havia visto.
    Toda a crueldade e sofrimento causado por nós os seres humanos. Hiroshima e Nagasaki já num passado distante, e hoje ainda toda violência e sofrimento se repete, o que mostra que a humanidade não aprendeu e evoluiu nada mesmo com os eventos dos bombardeiros atômicos.
    E ao meu ver, nunca aprenderá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *