Furin – Os tradicionais Sinos de Vento do Japão

Furin, os tradicionais sinos de vento

Fūrin, os tradicionais sinos de vento do Japão

Fūrin (風鈴) significa literalmente “Sinos de Vento” e tem origem chinesa. É um objeto simples que se caracteriza na maioria das vezes por uma esfera ou cilindro de vidro, cerâmica, metal, bambu, madeira, etc. Dentro dele tem um pêndulo que balança ao sopro do vento, ecoando um som parecido como o de um sino.

Durante o verão quente japonês, podemos vê-los e ouvi-los com mais frequência, não só em áreas tradicionais, como também em distritos modernos. O Furin, ou furina como também é chamado, é colocado na frente da janela ou porta, e seu som anuncia a brisa refrescante durante os dias quentes e úmidos no verão.

Mas engana-se quem pensa que o Furin é apenas um objeto decorativo. Quando ele foi trazido ao Japão, acreditava-se que ajudava a proteger as pessoas contra todos os tipos de males, além de ajudar a afugentar os maus espíritos. Devido a isso, eles costumavam ser pendurados nos quatro cantos de templos e santuários. Seu tilintar também era usado para espantar pequenos animais de perto das residências.

furin, sinos de vento no Japão

A maioria dos sinos são acompanhados por um papel pendurado em sua parte inferior, na qual pode vir com a inscrição de um poema ou dizeres de proteção.

O “Furin” também é chamado de “Furina” ou chamado conforme o nome do material usado, como exemplo: “sino de bambu”, “sino de metal”, “sino de vidro”, “sino de madeira” e “sino de concha”. Hoje em dia, podemos encontrar uma grande variedade de Furin decorativos.

Furin decorativos sinos de vento

Origem do Furin

Estima-se que os primeiros tenham surgido por volta de 1100 aC na China para fins religiosos. Tratava-se de um sino de metal sem badalo chamado Yong zhong, feito por artesãos qualificados e usado principalmente em cerimônias religiosas.

Posteriormente, os chineses criaram o Feng ling, semelhante ao Furin de hoje em dia. Os feng lings eram pendurados em templos e pagodas para afastar os maus espíritos e atrair felicidade e sorte às pessoas que frequentavam o local.

Furin Yong-zhong e Feng-ling

Durante os Períodos Heian (794-1185) e Kamakura (1185-1333), o costume também se estendeu à aristocracia japonesa, que passou a pendurá-los em suas varandas. O Furin atingiu o seu pico de popularidade durante o Período Meiji (1868-1912). Porém, o Furin é chamado de o Som do Edo, pois ele nos dá a sensação nostálgica do Japão antigo, que se caracteriza especialmente pelo Período Edo (1603-1867).

furin, sinos de vento no Japão 2

Sinos doces

O som do toque de cada tipo de Furin difere um do outro. Seu ritmo ocorre naturalmente dependendo do material que é feito e do movimento do vento. Seu som característico é chamado de “som doce” e tem até um nome específico em japonês: Yuragi, que significa “flutuação“. Mas também pode significar “balbucio de um rio” ou “canto de um inseto.” Depende da interpretação de cada um.

Veja também:
Sudare, persianas japonesas feitas de bambu
Shishi Odoshi – Fonte de água de bambu
Significado da Flor de Lótus no Japão
Teru Teru Bozo, amuleto para os dias chuvosos
Hábito de se tirar os sapatos no Japão

Furin tradicional de cada região

No Japão, há ainda muitas pessoas que se dedicam em produzir o Furin de forma artesanal e o interessante é que cada região mostra diversas tradições locais através do Furin. Um exemplo são os sinos de vento de Aomori, representando os trajes típicos do “Nebuta Festival”, um festival que ocorre anualmente no verão.

Já o “Shinchu Furin” é o sino de vento de Toyama, feito de metal com uma técnica tradicional que garante a qualidade final em termos de textura e brilho do metal. Já o “Yamagata Furin” é um sino de vento feito de ferro, tradicional de Yamagata. Graças ao seu design moderno, este furin se tornou bastante popular.

O “Kamo Furin” é produzido na região de Izu, conhecida por ser grande fonte de silicato, um ingrediente essencial para a fabricação de vidro. Não é à toa que a esta região se destaca na fabricação de vidro. O furin de Nishi-Izu é resistente em vista de outros, pois seu vidro é mais grosso e cada sino produz um som único.

O “Oden Mari Furin” são os sinos de vento tradicionais de Akita. Ele é feito com um temari, uma bola bordada artesanalmente com um fio especial. O “Edo Kiriko furin” é o sino de vento tradicional de Tóquio. Seu design é delicado e bonito. Não é à toa que é chamado de Dream and Romance” (Sonho e Romance).

Furin de cada província
Já o “Kise furin” é o sino de vento tradicional de Osaka. Apesar da aparência frágil que nos desperta o sentimento de ternura, este furin é resistente pois é produzido em uma camada de vidro colorido sobre outro vidro transparente.

Já o “Ruri Furin” é o sino de vento tradicional de Nara, feitos por artesãos que desenvolveram técnicas de sopro, produzindo um vidro utilizando a pedra semi-preciosa Ruri (lapis lazuli). O “Ruri Furin” é produzido com muito cuidado para garantir que tenham a mesma qualidade brilhante da pedra semi preciosa.

Em Kyoto, a especialidade é o “Bamboo Furin“, cujo formato lembra uma elegante cabaça. Já em Shiga, o furin tradicional de lá se chama “Shigaraki”, feito de cerâmica, assim como o furin tradicional de Miyazaki, chamado de “Sannoh”. Já o de Yamaguchi, o “Fugu furin” é o mais popular, representando um peixe baiacu.

Furin das províncias
Existem muitos outros furin tradicionais de cada região, como o “Swastika Furin” de Kagoshima (budista cruz), o “Agano Furin” de cerâmica de Fukuoka, o “Imari Furin” de Saga, o “Ryukyu Furin” de Okinawa, entre outros de outras províncias. Olha que graça o tradicional Daruma Furin, encontrado no Templo Kawasaki Daichi:

Daruma Furin Kawasaki
Você pode encontrar o furin em muitos lugares turísticos e também durante algumas feiras (como o Hozuki Ichi, no templo de Senso-ji, em Asakusa). A estação de trem de Mizusawa em Ōshū, província de Iwate é uma das 100 paisagens sonoras do Japão por causa da sua grande quantidade de Furin pendurados em suas plataformas.

furin Mizusawa Eki
Hoje em dia, o Furin é usado em Feng Shui, por invocar um relaxamento e um sentimento mystical. Acredita-se que o som produzido interaja com a energia de cada pessoa, ajudando a acalmar o estado de espírito. Por isso o ideal é colocá-lo em um lugar onde receba uma brisa leve, para evitar que produza um som estridente.

Vídeos com o Furin


Link do Vídeo

Link do Vídeo

Fontes de pesquisa: Wikipédia, Pingmag

Quer Aprender Japonês?

7 Comentários

  1. Tanuki

    O furin que comprei em Matsushima no ano passado é de ferro,parece uma espécie de casinha.Não sabia dessa variedade e muito menos que cada região tem as suas.Eu não retiro após o verão,afinal, minha cidade praticamente tem 6 meses de chuva e 6 de sol.

  2. Rodrigo

    Muito legal!!
    O som dos fūrin é muito relaxante, e é muito interessante cada lugar do Japão adaptá-lo.

  3. Japão em Foco

    Oi Rodrigo! Oi Tanuki!
    Realmente é muito legal cada região ter seu furin tradicional né?! Que bom que gostaram do artigo! Abraços!

  4. Douglas Bezerra

    Os modelos japoneses são lindos, dá até vontade de ter todos! ^^
    Todos conseguem ser bem originais sem deixar os traços tradicionais. Aqui chamam de mensageiro dos ventos.
    Abraços!

  5. Eizo

    Olá

    Gostaria de saber onde encontro furin para comprar no Brasil.

    Obrigado

    Eizo

  6. Japão em Foco

    Oi Eizo!
    No mercado livre e no Ásia Shop você poderá encontrar alguns modelos à venda. Espero ter ajudado! Abraços!

  7. wellington

    gosteido trabalho gostaria de ver outros modelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *