Hayao Miyazaki, o Mestre da Animação Japonesa

Totoro and Miyazaki

Hayao Miyazaki, o Mestre da Animação Japonesa

Quando se pensa em anime, logo nos vem a cabeça o nome de Hayao Miyazaki, afinal ele é um dos maiores criadores e produtores de animação no Japão. Seus personagens convincentes e suas animações de tirar o fôlego, lhe renderam não só o reconhecimento em sua terra natal como fama internacional.

O problema é que o Grande Mestre da Animação Japonesa e um dos fundadores do Studio Ghibli resolveu pendurar as chuteiras. Durante o 70.º Festival de Veneza, na Itália, Hayao Miyazaki, aos 72 anos anunciou sua aposentadoria para a tristeza dos seus milhares de fãs espalhados pelo Japão e pelo mundo.

O anúncio foi comunicado aos japoneses através de um “alerta”, tipo um plantão na TV. Isso é só para você ter uma ideia da magnitude e repercussão que essa notícia teve no Japão, pois plantões como esse só acontece quando se trata de uma notícia muito importante, como em casos de terremotos e desastres naturais.

Hayao Miyazaki, o mestre da animação japonesa

Enfim, se for mesmo verdade, “Kaze Tachinu” (O Vento Leva) será seu último trabalho nas telinhas do cinema. Pra quem cresceu assistindo aos seus filmes, é difícil acreditar nisto, mas o que alivia é saber que o seu legado permanecerá vivo para sempre através de suas obras espetaculares como “O Castelo no Céu”, “Meu Vizinho Totoro”, “Porco Rosso”, “Princesa Mononoke”, “A Viagem de Chihiro”, “O Castelo Animado”, “Ponyo: Uma amizade que veio do fundo do mar”, e muitos outros.

Não é a primeira vez que Miyazaki anuncia que vai se aposentar. Em outras ocasiões em que ele fez isso, acabou mudando de ideia e nos presenteando com mais filmes de qualidade. Em uma entrevista ele disse: “Eu tenho um desejo insaciável de continuar produzindo filmes. Eu quero criar filmes que inspirem as crianças.”

Portanto, fica aquela dúvida: Será que Kaze Tachinu é realmente sua última animação ou será que ele ainda tem uma carta na manga? Só no futuro saberemos… Mas aproveitando o embalo, que tal assistir ao trailer oficial de “Kaze Tachinu” (O Vento Leva), seu mais recente e quem sabe o último filme? 🙂

Link do vídeo (YouTube)

Sobre Hayao Miyazaki

Hayao Miyazaki nasceu em Tóquio em 5 de janeiro de 1941 e era o segundo de quatro irmãos. Durante a Segunda Guerra Mundial, o pai de Miyazaki Katsuji trabalhava em uma fábrica que fazia lemes de aviões de combate, de propriedade de seu irmão (tio de Hayao Miyazaki). Durante este tempo, Miyazaki desenhou aviões e desenvolveu um fascínio com a aviação, o que podemos notar em muitos dos seus filmes.

Devido à Segunda Guerra Mundial, a família de Miyazaki mudou-se diversas vezes e nesse meio tempo, sua mãe ficou com tuberculose espinhal que a deixou de cama por 9 anos (1947 a 1955). Essa fase difícil da sua vida foi retratada em “Meu Vizinho Totoro”, tornando essa animação em algo “autobiográfico”.

Seu interesse pela animação surgiu quando ele esta cursando o terceiro ano da escola Toyotama High School, ao assistir ao filme “Hakujaden” (A Lenda da Cobra Branca), o primeiro longa-metragem colorido a ser exibido no Japão. Ele se formou em economia em 1962, mas logo depois conseguiu um emprego na Toei Animation.

Nesta fase, ele se envolveu em diversos clássicos do início da animação japonesa. Em outubro de 1965, ele se casou com sua colega de trabalho, Akemi Ota, com quem teve dois filhos. Ele disse uma vez que os seus filhos foram muito importantes para a criação de seus filmes, pois queria fazer algo especial para eles assistirem.

Desde essa época, Miyazaki já chamava a atenção para o seu talento de desenhar e o fluxo interminável de ideias que percorriam em sua mente genial. Em 1971, Miyazaki se junta a Isao Takahata e Yoichi Otabe na produtora A-Pro, onde ficou até 1973.

A partir de então, ele e seus dois colegas se mudam para a Nippon Animation, onde ficam envolvidos durante cinco anos com uma série animada teatral. Em 1978, dirigiu sua primeira série de TV, “Mirai shônen Konan” (1978) (Conan, o garoto do futuro), e depois mudou-se para Tokyo Movie Shinsha em 1979 para dirigir seu primeiro filme, o clássico “O Castelo de Cagliostro (1979)”.

 Castelo de Cagliostro (1979)

Além de animação, Miyazaki também foi escritor de mangá. Sua principal obra foi o mangá Kaze no tani no Naushika (no qual levou doze anos para ser concluído). O sucesso foi tão grande, que serviu de inspiração para a versão anime criada em 1984, “Nausicaa – A Princesa do Vale dos Ventos (1984).

O sucesso do filme deu forças à Hayao Miyazaki e Isao Takahata em abrir seu próprio estúdio de animação, o Studio Ghibli (Sutajio Jiburi), em que Miyazaki, desde então, tem escrito, dirigido e produzido muitos outros filmes de sucesso com a ajuda de Isao Takahata e atualmente Toshio Suzuki.

Studio Ghibli

Todos os filmes produzidos por Hayao Miyazaki foram sucesso de críticas e bilheteria. Princesa Mononoke (1997) por exemplo, levou diversos prêmios nacionais e internacionais. Este filme foi campeão de bilheteria por muitos anos, só perdendo o posto quando Titanic, foi lançado em terras nipônicas.

Sua primeira animação no Studio Ghibli foi “O Castelo no Céu” (1986), seguido de “Meu Vizinho Totoro” (1988), “Serviço de entregas da Kiki” (1989), Porco Rosso (1992), “On Your Mark (1995)”, A Viagem de Chihiro (2001), “O Castelo Animado” (2004), “Ponyo: uma amizade que veio do mar” (2008), “O Vento Leva” (2013) .

Studio Ghibli Hayao Miyazaki

Ao todo, são 19 filmes produzidos pela Studio Ghibli, sendo que 11 deles tem a autoria atribuída à Hayao Miyazaki, além de alguns curtas. As principais características de suas obras são as crianças como personagens centrais, o pacifismo, comum em pessoas da sua geração que vivenciaram os horrores da guerra e sua relação humana e única com a natureza, além das aventuras e aspirações.

É difícil ter que escolher um dentre tantos longa-metragens de Hayao miyazaki, mas deixo lançado o desafio: Qual é o filme do grande mestre da animação japonesa que você mais gostou de assistir? Abaixo a lista completa com suas obras:

Título no Japão
Título no Brasil
Kariosutoro no shiro
Kaze no tani no Naushika
Tenkû no shiro Rapyuta
Tonari no Totoro
Majo no takkyûbin
Kurenai no buta
On your mark
Mononoke-hime
Sen to Chihiro no kamikakushi
Hauru no ugoku shiro
Mei to Konekobasu
Hoshi wo Katta Hi
Mizugumo Monmon
Gake no ue no Ponyo
Kaze Tachinu
O Castelo de Cagliostro
Nausicaä do Vale do Vento
O Castelo no Céu
Meu Vizinho Totoro
Serviço de entregas da Kiki
Porco Rosso
Videoclipe
Princesa Mononoke
A Viagem de Chihiro
O Castelo Animado
Mei and the Kittenbus
The Day I Harvested a Planet
Water Spider Monmon
Ponyo à beira Mar
E o Vento Leva

Aproveite para ver também:

Os 20 animes mais populares no Japão
Tezuka Osamu – O pai do Mangá Moderno
Akira Yoshizawa, o pai do origami moderno
Personagens famosos de videogames e seus designers

Studio Ghibli Museum

Ghibli Museum Mitaka

O Ghibli Museum Mitaka (三鷹 の 森 ジブリ 美術館, Mitaka no Mori Ghibli Bijutsukan) inaugurado oficialmente em 1 de Outubro de 2001, mostra muitas curiosidades sobre os filmes e faz você viajar literalmente para as histórias do Studio Gibli. Fica localizado no Parque Inokashira em Mitaka, subúrbio de Tóquio.

Muitos dos seus famosos personagens estão lá, incluindo um robô em tamanho real do “O Castelo no Céu”. O primeiro andar apresenta a história e as técnicas de animação e tem um pequeno teatro que mostra curtas criados exclusivamente pelo Studio Ghibli para o museu. O segundo andar abriga uma Sala de Exposições especial, onde são apresentadas exposições temporárias especiais em datas distintas.

Ghibli Museum Mitaka

O museu tem ainda um café, um parque infantil, um jardim no terraço e uma loja de presentes. Ao projetar o museu, Hayao Miyazaki tinha como objetivo criar um local interessante, relaxante e enriquecedor para a alma. Com certeza é uma parada obrigatória para os fãs incondicionais das animações do Studio Ghibli.

O Ghibli Museum funciona das 10:00 às 18:00 e é preciso comprar o bilhete antecipado e agendar a visita. Você pode adquirir o bilhete nas lojas de conveniência Lawson ou reservá-lo através do telefone do serviço LAWSON TICKET” (Tel: 0570-000-403) ou ainda pela Internet neste site www2.lawsonticket.com.

O museu fica a 15 minutos a pé da estação Mitaka Station. A partir desta estação, também há ônibus que vai para o museu a cada 10 minutos. A partir da estação Shinjuko, leva-se aproximadamente 20 minutos até a estação Mitaka.

Vídeo do Mitaka Ghibli Museum


Link do vídeo (YouTube)

Fontes de Pesquisa: Wikipedia/Hayao Miyazaki e Wikipedia/Studio Ghibli

Quer Aprender Japonês?

  • Pingback: Os 20 animes mais populares do Japão | Curiosidades do Japão()

  • Nãoooooooo porque 🙁 eu adorei a viajem de chiriro na verdadde tttooodas animaçoes que ele fez bom mas ele ainda tera muitos fas 🙂 😀 bom mas não podemos nos desanimar 😆 bom la vai algumas ideias para o japão em foco

    Quadro ideias de Katsuya

    ‘escritores japoneses famosos e lendarios’
    ‘ editoras e revistas de manga’
    ei acho que vc ja viu aquele video no youtobe educação brasileira x educação japonesa vc poderia postar aqi pra quem nao viu ver e lembre se são so sujestoes amigaveis

  • Douglas Bezerra

    Assisti apenas A Viagem de Chihiro, achei gostei muito. Agora quero ver Kaze Tachinu, me parece ser ótimo!
    Deve ser muito legal visitar o Ghibli Museum ^^
    Abraços!

  • Ótimo o seu post, como todos os outros do blog!
    Amo Miyazaki infinitamente. Meu preferido é “Meu vizinho Totoro”, muito fofo. Acho que junto com Ponyo, são os mais “de criança”.

    No quadrinho que você fez com a filmografia, tem uns títulos trocados: Hauru no ugoku shiro é O Castelo Animado, Sen to Chihiro no kamikakushi é A Viagem de Chihiro e Mei to Konekobasu é Mei and the Kittenbus. 🙂

    Escrevi sobre o Studio Ghibli no meu blog. Dá uma olhadinha lá: http://nuncaviet.blogspot.com.br/2012/05/studio-ghibli.html
    Bjos!!

  • Rodrigo

    Miyazaki realmente é o mestre da animação japonesa, tem uma mente genial e muito criativa.
    Não assisti todos seus filmes ainda, mas dentre os que vi meu favorito é Sen to Chihiro no kamikakushi, até porque foi um dos meus primeiros contatos com a cultura japonesa,e me lembro que quando pequeno fiquei fascinado pelo filme (fascinação que segue até os dias de hoje).
    As trilhas sonoras de seus filmes feitas por Joe Hisaishi são fantásticas, e combinam perfeitamente com os filmes, assim os consolidando como obras- primas.
    Gosto muito também de um outro animador chamado Makoto Shinkai, que é também muito talentoso. Se gostar da idéia seria leg ver um post sobre ele também =D
    Excelente post como sempre!
    Até!

  • Japão em Foco

    Oi Pessoal!
    Obrigada pelos comentários de todos. Todas as sugestões estão anotadas! Dani, obrigada por me alertar sobre os erros. Já consertei! E obrigada por compartilhar o link da sua postagem. Ficou excelente como sempre! Abraços à todos!

  • Ahhhhh…:( Não queria que ele parasse de fazer filmes….as animações dele são tão D+!… Sou fã! 😀
    Acho que os filmes que eu mais gosto dele são “A princesa Mononoke” e “Meu vizinho Totoro”. (“totoro, totoro, totoro, totoro, laralaralara….” kkkk :P)

    Abraços, Laura ^x^ ^o^ ^-^

  • Japão em Foco

    Oi Laura!
    Eu não assisti a todos os filmes dele ainda, mas adoro Totoro também rs!
    Abraços!

  • Ah! Eu tb não, até pq alguns nem tem aqui no brasil – mesmo q seja baixado, é sempre com qualidade ruim, ou dublado, ou o áudio ou a legenta ta com problema…enfim, nunca ta muito bom o filme ( por ex: eu assisti a princesa mononoke pq peguei emprestado de uma amiga colombiana e o totoro vi de um amigo que já morou no japão e gravou…)

    Abraços!

  • Japão em Foco

    Oi Laura!
    É verdade! Às vezes quero baixar também alguns filmes e animes japoneses, mas não acho com boa qualidade. Fazer o que né? Obrigada pelo comentário! Abraços!

  • Mayumi

    Eu vi uma entrevista que fizeram com ele no canal NHK, dizendo ele que realmente vai ser a última animação, e ele ainda citou: dessa vez é verdade.

  • Pingback: Santuários Japoneses - Butsudan e Kamidana | Curiosidades do Japão()

  • Japão em Foco

    Oi Mayumi!
    Que pena né! Ainda bem que ele deixou um grande legado para que a gente possa sempre se recordar de suas belas obras né! Abraços!

  • Pingback: Aprenda a fazer origami Totoro | Curiosidades do Japão()

  • Lais

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAdoro todos esses filmes, kkk, bom pelo menos os que já assisti! Pena se for verdade que ele vai parar de fazer filmes 🙁 Piedade faz isso comigo não! Meu primeiro filme foi a Viagem de Chihiro eu era pequena quando assisti no canal Futura, e fiquei imaginando quando poderei ver isso de novo??? Quando uma vez vi o DVD em uma loja e falei: -Acho que já vi esse filme antes… Aí eu comprei e tipo, fascinação até hoje como um dos comentários disseram, adorei o Totoro e Ponyo e logo assistirei o resto (sabe é que só quando vi Ponyo relacionei aquele boneco que parece o Totoro como a “logo” do studio, o burrice minha! Mas realmente não sabia que foi ele que fez, saber adoro blogs assim! Parabéns pelo blog já to em 2015! Quem leu leu quem quer deixar 2013… FIM)

  • Denison Guizelini

    Sempre adimirei todos os filmes de Miyazaki e de seu estúdio!
    Tive a oportunidade de ir a Mikata e conhecer o museo.
    É relativamente pequeno,mas com conteúdo espetacular.

  • Barbara Furtado

    Admiro muito ele, por ter criado Chihiro, um dos meus filmes favoritos!