Hiroshima, uma cidade que sobreviveu à tragédia da bomba atômica

hiroshima4

A cidade de Hiroshima é uma fênix pois realmente renasceu
das cinzas. Veja como ela está 72 anos após a tragédia!

Quando ouvimos falar de Hiroshima, a primeira coisa que vem à mente é a “explosão atômica“, causada pela bomba nuclear “Little Boy”, que ocorreu há 72 anos atrás, em uma bela manhã de 6 de agosto de 1945. Além de destruir a cidade de Hiroshima, o “Little Boy”, exterminou mais de 140 mil pessoas, alguns instantaneamente, outros mais tarde, a partir dos efeitos da radiação.


Na verdade, se formos colocar em números a quantidade real de vítimas dessa tragédia, estima-se que pode chegar a 270 mil (sem contar as 100 mil de Nagasaki). Ou seja, uma explosão de menos de 1 minuto, matou 270 mil pessoas. Isso é para termos ideia da proporção do estrago que as bombas atômicas podem acarretar.


Link do vídeo (YouTube)

Hiroshima tinha na época cerca de 330 mil habitantes e era uma das maiores cidades do Japão. A explosão, que chegou a uma temperatura de 5 mil ºC fez com que milhares de pessoas fossem desintegradas vivas e a cidade inteiramente destruída em um raio de 3 km. A cidade se transformou em um deserto.


Em meio a destruição, via-se os destroços de um prédio, o Hiroshima Dome, uma das poucas construções que sobreviveu à explosão, se tornando Patrimônio Mundial da UNESCO em 1996. Esse prédio passou a ser conhecido como Genbaku Dōmu (Prédio da Bomba Atômica).

Neste local, cercado por um parque lindo, foi construído Parque da Paz de Hiroshima, que está localizado bem no local onde ocorreu a explosão.

Hiroshima 68 anos depois da bomba
Este parque abriga um museu (Veja o vídeo), bem como dezenas de memoriais, que tem o compromisso de transformar esta imensa tragédia em algo positivo – O desejo pelo fim de guerras nucleares. Quando a bomba explodiu, havia rumores de que nos próximos 75 anos, nada iria crescer novamente em Hiroshima.

Mas, desafiando todas as expectativas humanas, flores desabrocharam e a cidade se reergueu com a ajuda dos hibakushas (sobreviventes da bomba atômica).

Os perigos radioativos permanecem até hoje, porém Hiroshima foi reconstruída e se tornou uma das cidades mais lindas e modernas do Japão, além de ser tida como exemplo de superação pelos japoneses, assim como a cidade de Nagasaki.

Hiroshima, 68 anos depois da bomba
Hoje, 72 anos depois do ataque, a cidade ganhou cores, vida, beleza, cultura, além da tecnologia de ponta, dos edíficios Hi-tech e dos arranha-céus. Veja um vídeo de Hiroshima em time lapse e mais fotos noturnas da cidade. Nem dá para imaginar que essa Hiroshima de hoje é a mesma de 72 anos atrás, dado o seu grande avanço nas últimas décadas.


Link do vídeo (YouTube)

hiroshima4

Quer Aprender Japonês?

20 Comentários

  1. Douglas

    É muito bonita a cidade, acho que todo japão é ^_^
    Ainda bem que tiveram forças e conseguiram superar tudo isso e dar uma boa volta por cima!

  2. Japão em Foco

    Oi Douglas!
    Pois é meu amigo! O Japão é como Fênix… sempre consegue renascer das cinzar e se superar das tragédias né… e olha que já foram muitas que aconteceram por lá, como terremotos, tsunamis, enchentes, taifus, etc. Realmente é um povo que merece todo o nosso respeito! Abraços!

  3. Pingback: História de Sadako Sasaki e os 1000 origamis | Curiosidades do Japão

  4. Pingback: Gembaku no ko - Filhos de Hiroshima | Curiosidades do Japão

  5. Carlos Vieira da Silva

    Muito boa tarde e muito obrigado por toda a informação prestada neste site que é de grande valor para quem se interessa pela cultura do Japão e vista sobre um ponto de vista latino o que para mim é o melhor de dois mundos. Só queria aqui tentar esclarecer uma questão. Algumas das imagens que se vêem neste artigo relacionado com a explosão da bomba atómica em Hiroshima estão a ser acompanhadas com imagens que são da cidade de Yokohama. Existe alguma justificação para esta questão? Obrigado e boa continuação.

  6. Dereh

    Interessante, mas tenho a impressão de que a maioria das fotos que ilustram a matéria são na verdade de Yokohama. Salvo a rua com bondinho e as do domo.

  7. Marcia

    Lamentável o que ocorreu durante a WWII não só com o Japão, mas com todos envolvidos.Espero não estar viva caso aconteça uma nova guerra.

    PS.Algumas fotos deste artigo são de Yokohama e não de Hiroshima

  8. Japão em Foco

    Oi Pessoal…
    Realmente algumas das imagens eram de Yokohama, mas já fiz a alteração. Desculpem pelo equivoco 🙁 Um abraço à todos!

  9. stefanobahia

    Muitos não sabem… mas vários nativos das Ilhas Marshall morreram por causa de testes nucleares dos EUA !

  10. O EUA é um país assassino e ainda tiveram a cara de pau de criar e produzir o filme Pearl Harbor para se fazer de vítima. É incrível como muita gente não consegue se libertar da lavagem cerebral que eles fazem usando filmes e séries além de artistas!

  11. Mauricio S Santos

    parabens ao povo japones,guerreiros,disciplinados,um exemplo a ser seguido,com tantas tragedias,sempre se superando cada vez mais,parabens

  12. Nondemiro

    Eles ficaram irritadadinhos quando Santos Dumont foi homenageado nas Olimpíadas do RJ.
    Isso é só uma pequena amostra da arrogância deles quando se trata de história.
    Pra eles, quem inventou o avião e os primeiros humanos a voar, foram os irmãos Wright enquanto que Santos Dumont foi um zé qualquer e ponto final

  13. Rodrigo

    Eu gosto muito deste site, mas não concordo em tratar a bomba atômica como uma tragédia. Usamos este termo com tsunamis, incêndios, acidentes, o que houve em Hiroshima e Nagasaki foi um ATENTADO – o maior da história. Foi um atentado terrorista covarde dos EUA; não podemos eximir e nem esquecer que os americanos atacaram o Japão já fragilizados numa Segunda Guerra Mundia já terminada.
    Sei que o foco do artigo não é este e aproveito aqui para parabenizar o texto, mas não vamos nos esquecer de quem cometeu esse “tragédia”.

  14. blek

    A visita ao museu da paz (ou da bomba) é um algo inesquecível para quem a fez, deveria ser obrigatória não para todo japonês (que de coitadinho nada tinha no passado, basta ver as atrocidades cometidas por eles durante seu período belicista/ultranacionalista), mas para todo ser humano. Fora isso a cidade não tem muitas atrações, a maioria dos prédios são mal conservados, não tem belos parques e atrações quanto outras cidades, e a poluição em alguns meses é terrível. Eu achei uma cidade muito comum e até feia, minha opinião.

  15. MARIO LUIZ

    Como ser humano envergonho-me pelo horror que foi a destruição das cidades japonesas com suas respectivas mortes.

  16. Saudades do Japão morei lá por mais de 10 anos, Silvia, estou no Brasil também agora tenho um blog sobre Tecnologia, Games, Curiosidades do Mundo e Notícias ligadas as 3 categorias, que vai completar 1 ano e recebo por volta de 10 mil pessoas, mas eu chego lá, seu blog está de parabéns.

  17. leonardo de oliveira barros

    eu sou um admirador desse pais que sofreu muito por causa dessas malditas bombas que foram lançadas pelo os estados unidos, mais a partir disso o japão começou a criar sua própria tecnologia que iria supera outros países.
    não foi só o avanço tecnológico,mais educação foi uma das partes mais importantes para cultura japonesa
    por isso tenho muito orgulho de ser fã do japão e outra coisa que motiva a seguir meus sonhos porque pretendendo
    ir estudar no japão inglês e japonês.

  18. Infelizmente o povo de lá sofre as sequelas até os dias de hoje, morei mais de 10 anos no Japão e não tive coragem de ir lá, receio talvez não lembro o porque …. Isso é muito triste tenho parentes no Japão e estou com medo da Coréia do Norte ….

  19. Gaby

    Gostaria de saber mais sobre o bioma, a alteração na flora e na fauna. Já que não encontrei nenhum site que me informasse nada a respeito:/

  20. Ricardo Hiroshi Morikawa

    Caros internautas, penso que devemos ver Hiroshima como um alerta para cuidarmos de nosso lugares, onde moramos, trabalhos, passeamos, dar valor devido a qualidade de vida, de preferência, sem contaminações, radioativas, sujeiras, lixo orgânicos e inorgânicos em locais inadequados. Separar os descartes faz bem para humanidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *