Nabemono, uma comida típica do inverno japonês

📩 Clique aqui para receber nossos artigos por email!

Nabemono

Nabemono: Uma refeição nutritiva que aquece o corpo nos dias mais frios!

Nabemono (鍋物) é a junção de “nabe” (panela) + “mono” (coisa), ou seja coisas na panela. Faz referência aos pratos quentes preparados e servidos na mesa, muito populares especialmente nas épocas mais frias. Em inglês, esses pratos são chamados de “Hot Pot” (Panela Quente). No Japão existem muitas variedades de Nabemono, incluindo versões regionais.

A preparação é feita em uma caçarola de barro (土鍋 donabe) ou ferro fundido (鉄鍋 Tetsunabe). As panelas de barro tem a vantagem de manter a comida quente durante um bom tempo após o fogo ser desligado, já a de ferro fundido, tem a capacidade de distribuir o calor uniformemente e por isso são muito usadas em determinadas preparações como o sukiyaki (鋤焼).

Uma das características mais marcantes acerca do Nabemono é o fator social, uma vez que a caçarola é colocada sobre um fogão portátil e colocada no centro da mesa. A comida é então compartilhada por várias pessoas da família ou amigos. A medida que o guisado ou cozido é consumido, as pessoas adicionam mais ingredientes à panela durante a refeição.

Esta prática estimula o convívio social entre as pessoas e a cooperação de todos os presentes, fazendo com que esta refeição seja muito divertida. Antigamente era comum que a preparação fosse realizada sobre um Irori (囲炉裏), uma espécie de lareira revestida com barro e pedra embutida no assoalho da casa e cuja principal finalidade era o de aquecer o ambiente.

Como preparar um Nabemono

yosenabe (atmatome.jp)

Existe dezenas de variedades de Nabemono no Japão. Alguns dos mais populares são o sukiyaki e o shabu-shabu, com carne bovina, o yosenabe, com peixes e frutos do mar, o yudoufu (tofu cozido em caldo de alga kombu), o chanko-nabe (comida tradicional dos lutadores de sumô), o oden (com ovos, massas de peixe, alga kombu, konnyaku).

Existem também as variedades regionais como o Udon-suki, de Osaka, um tipo de yosenabe que se caracteriza por macarrão de udon mais grosso que o habitual e o Motsunabe, um tipo de ensopado de Fukuoka que é feito com carne e / ou miudezas de carne de porco.

Tem ainda o Houtou-nabe, uma especialidade de Yamanashi, consiste em um tipo de udon, estufado em miso com kabocha picada, couve chinesa, cenoura, etc. Já o Ishikari-nabe, especialidade de Hokkaido, consiste em salmão cozido em miso e caldo de legumes, junto com outros ingredientes típicos como daikon, tofu, konjac, couve chinesa, batata, cebolinha, Shungiku, cogumelo shiitake e manteiga.

No Japão também é comum encontrar restaurantes especializados nesse prato, oferecendo em seu cardápio uma gama de variedades regionais e ingredientes. Se você está no Japão, não deixe de experimentar alguns dos mais populares pratos de Nabemono.

Você também pode se aventurar e preparar alguma das receitas em casa pra toda a família. O processo é muito simples e os ingredientes são fáceis de encontrar em qualquer lugar, mesmo pra quem mora no Brasil. Segue abaixo, a receita de Yosenabe (ensopado com peixe, frutos do mar, algas Kombu e vegetais), compartilhada pelo chef Carlos Watanabe.


Link do vídeo (YouTube)

E você? Já experimentou algum tipo de Nabemono? Qual o seu preferido? 🙂

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *