Quill – A Vida de Um Cão-Guia

Quill – A Vida de Um Cão-Guia

Conheça a história de Quill – Um labrador treinado para ser Cão-Guia

Quill (クイール) é um filme lançado no Japão no ano de 2004, inspirado em uma história real. Conta a história de Quill, um Labrador Retriever que nasceu com uma mancha bem peculiar. Ao fazer 1 ano de idade, Quill passou a ser treinado pelo sr. Satoru Tawada, um dos maiores treinadores de cães-guia do Japão. Pouco tempo depois, Quill tornou-se o cão-guia de Mitsuru Watanabe.

O filme na verdade foi adaptado de um romance chamado Modoken Quill no Issho (盲導犬クイールの一生), escrito por Ryohei Akimoto e Kengo Ishiguro. O romance transformou-se um um grande bestseller no Japão, com mais de 700.000 exemplares vendidos. Um dorama com 7 capítulos também baseado no romance foi exibido no canal NHK em 2003, um ano antes da estreia do filme.

Quill – A Vida de Um Cão-Guia

O ator Kippei Shiina foi escolhido para fazer o papel do treinador Satoru Tawada e Kaoru Kobayashi foi escolhido para viver Mitsuru Watanabe, um homem de meia idade com deficiência visual. O filme é de uma sensibilidade incrível e é difícil manter os olhos secos durante o decorrer da história. Além disso, nos mostra um pouco sobre como é realizado um treinamento com cães-guia.

O filme, dirigido por Yoichi Sai, foi lançado no Japão em 13 de Março de 2004 e ganhou dois prêmios: Hochi Film Award e o Hong Kong Film Award. Vale a pena assistir esse belo e tocante filme, mas deixe o lencinho por perto, pois as lágrimas irão rolar… Pelo menos, as minhas rolaram e muito 🙂

Sinopse de Quill – A Vida de Um Cão-Guia

O filme começa com o nascimento de 5 filhotes da raça Lavrador Retriever. Um deles se destaca por ter uma mancha preta incomum no seu pelo na forma de um pássaro. Dentre os cinco, o filhote com a mancha peculiar foi escolhido para se transformar em um cão-guia. Primeiramente ele é levado para a casa do casal Isamu e Mitsuko em Kyoto, que serão seus donos adotivos por um ano.

Eles dão ao filhote o nome de Quill, que significa “grande pena de ave” em razão da mancha em forma de pássaro que o cãozinho tem do lado esquerdo do corpo. Durante esse tempo, o casal se encarrega de dar muito amor e carinho para Quill, para que o cão possa adquirir confiança nos humanos.

Após fazer um ano de vida, Quill é entregue à Satoru Tawada, um conceituado treinador de cães-guia. Nessa hora o coração aperta ao ver os olhinhos tristes de Quill observando seus donos adotivos enquanto é levado na kombi de Tawada. No início do treinamento, Quill tem dificuldades de aprender os primeiros comandos, porém certo dia, Quill surpreende o treinador com sua extrema calma e paciência, características consideradas muito importantes para um cão tornar-se um cão-guia.

Tawada escolhe Mitsuru Watanabe para ser o dono de Quill. No ínicio, Watanabe resiste à ideia de usar um cão-guia mas depois de um acidente, acaba aceitando a ideia de andar acompanhado de um cão. Depois de um tempo de treinamento, Watanabe leva Quill para morar em sua casa junto com sua família.

Watanabe e Quill acabam tornando-se bons amigos, porém depois de dois anos convivendo juntos, Watanabe que sofre de diabetes precisa ser internado no hospital por causa de uma insuficiência renal. Quill fica ao lado de Watanabe no leito de hospital, mas depois é levado por Tawada ao centro de treinamento onde esperou por três anos até que Watanabe finalmente recebeu alta do hospital.

Os dois tiveram a chance de fazer a última caminhada juntos. Infelizmente, Watanabe falece e Quill participa também do funeral de Watanabe. Quill é levado novamente ao centro de treinamento, onde viveu por mais 7 anos. Depois de Watanabe, Quill não teve mais nenhum dono com deficiência visual.

Com 11 anos de idade, Quill é levado para viver novamente com o casal Isamu e Mitsuko, seus pais adotivos e lá passa seus últimos momentos. Ao completar 12 anos e 25 dias, Quill, já bem velhinho e com a saúde debilitada, acaba caindo no quintal enquanto brincava com seu antigo amiguinho de pelúcia. Depois de alguns dias, Quill morre ao lado de seus donos adotivos.

Apesar da simplicidade, o filme nos emociona pois conseguimos entender toda a história através dos olhos de Quill. Seu olhar se mostra triste às vezes, mas quando está trabalhando, ou seja, guiando seu dono, sua fisionomia muda totalmente. Dá para ver no seu olhar o quanto essa função o deixa feliz.

Todos os cães são especiais e amam incondicionalmente, sem nada pedir em troca. Um cão-guia não é diferente… O amor que eles sentem pelo dono e a responsabilidade em guia-lo e protege-lo dos perigos é realmente algo que nos comove muito. Se você gosta de cães, tenho certeza de que vai gostar do filme. Apesar da essência simples e sem rodeios, o filme acalenta nosso coração.

Assista ao filme Quill – A Vida de Um Cão-Guia

* Ative a legenda em português nas configurações do vídeo.


Link do vídeo (YouTube)

Se você assistir o filme Quill – A Vida de Um Cão-Guia, nos conte sobre o que achou. Aproveite também para ver outras histórias relacionadas com cães no Japão:
Momoko, o cão que recolheu lixo por 14 anos
Adoráveis cães em trajes de quimono
Kawakami Inu, os descendentes dos lobos japoneses
A história do homem que salvou a raça Akita da extinção
A emocionante história de Mari e seus três filhotes
Cão atendente faz sucesso no Japão
Conheça as raças de cães originárias do Japão

Referência: Wikipedia

Quer Aprender Japonês?