Conheça o japonês que cria um jacaré como animal de estimação há quase 4 décadas


Conheça o japonês que cria um jacaré como animal de estimação há quase 4 décadas

A maioria das pessoas se contentam com gatos ou cães como animais de estimação. Mas um japonês levou as coisas para um outro nível, adotando um jacaré 🐊

Essa é uma amizade que muitas pessoas vão achar improvável. Nobumitsu Murabayashi, de 68 anos mantém um jacaré gigante como animal de estimação e até mesmo caminha com ele no centro da cidade de Kure, Hiroshima, Japão – com a permissão da prefeitura.

Os dois tornaram-se inclusive celebridades por lá. O jacaré que recebeu o nome de “Caiman” (que curiosamente significa jacaré em inglês) tem 2.1 metros de comprimento e cerca de 100 kg. Os dois vivem juntos desde 1982, quando Murabayashi comprou o jacaré ainda bebê em uma feira de animais exóticos e obteve licenças legais para criá-lo.

O “bichinho de estimação” é da espécie Caiman crocodilus, conhecido como jacaretinga ou jacaré-de-óculos, sendo natural da América Central e noroeste da América do Sul. A expectativa de vida desses répteis na natureza é de 70 anos e em cativeiro, 20 a 30 anos.

Nobumitsu confessa que seu pet cresceu mais do que ele esperava e se preocupa com o futuro dele: “Se ele pode viver até 70 anos então preciso me esforçar para viver mais 30 anos”. Ele conta que sempre se comunica com ele através de ações como escovar os dentes, etc.

A amizade inusitada rendeu várias aparições na TV local e transformou Murabayashi e seu pet em celebridades locais. Em Kure, é comum ver o senhor de idade levando Caiman em uma coleira pelas ruas da cidade. Como é de se esperar, esses passeios chamam a atenção dos transeuntes. Até as crianças do jardim de infância brincam e tiram fotos com ele.

O gentil gigante vive com o Sr. Murabayashi e sua esposa, onde ele vagueia livremente pela casa e tem até a sua própria cama. Mas se a amizade entre os dois vai de vento em popa, o mesmo não se pode dizer da vida conjugal de Murabayashi e sua esposa.

“A cada dia minha esposa fica mais e mais brava, então eu passo boa parte do meu tempo com o Caiman”, ele brincou. Em casa, o jacaré passa a maior parte do tempo na sala de tatami – uma sala tradicional japonesa usando pisos feitos de palha de arroz – e no banheiro.

Apesar de Caiman passar boa parte do seu tempo no banheiro do casal, mas também tem sua própria banheira grande de água na frente da casa como podemos ver no vídeo no final do artigo.

Mas, Murabayashi admite, manter-se atualizado com os hábitos alimentares de seu animal de estimação pode ser complicado, além de ter que trocar anualmente o papel washi das portas deslizantes internas devido a danos causados por seu inquilino.

Apesar do governo da cidade autorizar Murabayashi de manter o animal incomum em casa, ele precisa obter permissão sempre que decide levá-lo para passear. E você? O que achou dessa história? Teria coragem de ter um animalzinho de estimação como o do sr. Murabayashi? 🙂

Confira o vídeo abaixo:


Link do vídeo (YouTube)

Fontes: www.catersnews.com, www.dailymail.co.uk

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *