Hihokan Atami, o museu dos tesouros escondidos

Atami Sex Museum

Hihokan Atami, o museu dos tesouros escondidos

A cidade de Atami é uma pequena cidade localizada no extremo leste da Província de Shizuoka, a menos de duas horas de carro de Tóquio. É famosa por suas fontes termais, o que lhe rendeu o seu nome, que significa “mar quente”, mas isso não é as únicas características dessa cidade costeira japonesa.

Atami também é famosa por ter um dos melhores “Hihokan” do Japão, expressão eufemística usada para museus adultos, que significa “casa dos tesouros escondidos”. O Museu Adulto de Atami está localizado em frente ao Castelo de Atami e pode-se chegar lá de carro ou através de um teleférico.

Castelo de Atami
atami museum

Ele possui três níveis de exposições que abrangem uma infinidade de acessórios envolvendo a sexualidade japonesa, com coisas bem sem noção, retratando o fetiche através de figuras históricas ou culturais, bem ao estilo hentai. Tudo bem do gostinho dos otakus de plantão, embora cause estranheza ao mundo ocidental.

Para visitar um lugar como esse, é preciso deixar o puritanismo de lado e se entregar ao estilo erótico japonês, com boas e ácidas pitadas de humor, já que lá você encontrará coisas bem bizarras, como a genitália de uma baleia em tamanho real, manequins em cenários eróticos e outras coisinhas a mais.

Museu adulto de atami
Apesar do tema impertinente, este museu é apreciado e muito visitado por jovens maiores de 18 anos, adultos e velhos, além dos turistas estrangeiros que aproveitam a viagem até o Castelo de Atami e dão um pulinho ao Museu, que fica logo em frente. Detalhe: Não se pode fotografar e nem filmar o interior do museu.


Atami Sex Museum
Vale lembrar que o que é obsceno para nós, no Japão possui outra conotação, inserida na cultura otaku, portanto, devemos usar nosso bom senso para procurar entender um pouco mais dessa cultura, tão peculiar em todos os âmbitos imagináveis e inimagináveis.

Aproveite para conhecer também sobre os festivais de fertilidade do Japão, o que é bem pertinente a esse assunto.

Veja um vídeo com o museu abaixo:

Quer Aprender Japonês?

2 Comentários

  1. Douglas

    Não acho nada do museu obsceno, pelo contrário é muito engraçado. Mais obsceno que esse museu eu acho a tv que passa valores e culturas muitas vezes inúteis.
    Gostei desse museu eu entraria rindo e sairia rindo, muita coisa engraçada!!!

  2. Japão em Foco

    Oi Douglas!
    Também não achei obsceno, mas sabe como é né… tem muitas pessoas que às vezes acabam interpretando assim… Eu também achei interessante, engraçado e nada vulgar, ao contrário do que anda passando nas novelas hoje em dia. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *