Ijime, maus tratos nas escolas do Japão

📩 Clique aqui para receber nossos artigos por email!

Ijime, uma triste realidade no Japão

Ijime, a triste realidade do Bullying no Japão

O Ijime ( いじめ / 苛め ) é como se chama o Bullying no Japão e infelizmente esse é um grande problema nas escolas japonesas, levando muitas crianças à abandonarem as escolas e até ao suicídio. Todos os anos são registrados milhares de casos de Ijime, segundo o Ministério da Educação do Japão, o que torna essa situação dramática em um grave problema na sociedade japonesa.

Segundo a revista Alternativa, no ano de 2012, em um período de 6 meses (entre abril e setembro) foram registrados 144 mil casos, mais que o dobro do ano passado inteiro, que chegou a 70 mil casos de Ijime, envolvendo tanto maus tratos físicos como psicológicos entre os alunos das escolas japonesas.

Ijime , o bullyng no Japão

Dos 144 mil casos, 278 foram considerados críticos, envolvendo risco de vida. Por conta disso, campanhas contra o bullyng dentro das escolas, envolvendo alunos e professores serão incentivadas pelo Ministério da Educação, afim de conter esses números exorbitantes que podem causar graves sequelas emocionais.

A maior incidência de casos se deu no Shoogaku (Primário), com 88.132 episódios (aumento de 50 mil em relação ao ano passado), seguido pelo Chuugaku (Secundário) com 42.751 incidentes. Em terceiro, vem o kookoo (Ensino Médio), registrando 12.574 casos e na escola de apoio especial, foram 597 casos.

Ijime , o bullyng no Japão

O aumento dramático, pode ser resultado da tecnologia e também do acesso fácil à internet e redes sociais, que fazem com que os agressores intimidem suas vítimas também através desses meios de comunicação, fazendo com que elas sejam agredidas, torturadas, chantageadas e humilhadas também virtualmente.

Os maus tratos compreendem em repetidas agressões verbais, físicas e psicológicas. É comum um grupo de agressores, extorquir dinheiro da vítima, roubar os seus pertences, humilha-la, xingá-la, queima-la com bitucas de cigarro, entre outras agressões ainda piores que tudo isso, que causam danos irreversíveis às vítimas.

Muitas crianças acabam abandonando a escola por medo das agressões. Outras são ainda mais drásticas e preferem tirar a própria vida do que continuar a viver aquela vida humilhante. As formas mais comuns de suicídio é enforcamento, se jogar de um lugar alto, como um edifício ou penhasco, se atirar na frente de um trem, etc.

Ijime , o bullyng no Japão 6

Essa apuração foi realizada a mando de Hirofumi Hirano, ministro da Educação, após a repercussão da notícia do suicídio de um aluno do segundo ano do chuugaku, na cidade de Otsu (Shiga). O menino vinha sofrendo assédio moral por seus colegas e os professores faziam vista grossa para o que acontecia. Em 11 de outubro, ele resolveu por fim à sua vida, pulando do alto do seu prédio de 14 andares.

Esse garoto é apenas um dos milhares de casos que ocorrem desde sempre no Japão. Nem a neta do Imperador Akihito, passou ilesa ao Ijime. A princesa Aiko, de 8 anos, filha do príncipe Naruhito e da princesa Masako, deixou de frequentar as aulas por um período, alegando que a causa seria o Ijime por parte dos colegas.

O vídeo abaixo, eu achei no Youtube e fiquei chocada com as cenas. O cara que gravou teve sangue frio para filmar isso, pois eu fiquei aterrorizada só de assistir. Um grupo de meninas praticando o Ijime contra uma outra, que aparentemente parece ser frágil e não esboça nenhuma reação. Covardia sem limites!

Professores x Ijime

O Ijime, infelizmente está enraizado na sociedade japonesa, desde os tempos mais primórdios, o que torna um problema ainda mais difícil de ser resolvido de vez, embora seja possível reduzir o número de incidentes. O pior é saber que esse hábito terrível começa por aqueles que deviam denunciar os abusos: Os professores.

Eles são a maior causa do Ijime, pois o que dizer de professores que praticam maus tratos contra crianças diferentes, chegando até mesmo a ridiculariza-los perante as outras? Elas crescem achando que isso é normal e acabam sendo encorajados a praticar esses atos nefastos, praticado por grupos na maioria das vezes.

ijime, bullyng no Japão

As vítimas são sempre os colegas mais “frágeis” fisicamente ou psicologicamente, sem a mínima estrutura para enfrentar o bando delinquente. Não delatam os maus tratos, por vergonha e por causa do descaso das autoridades das escolas a esse respeito. Além de cometerem ijime e influenciar as crianças a faze-lo, eles fingem não ver o que está acontecendo e omitem o fato, ao invés de denunciar.

Portanto, é preciso mudar a mentalidade dos educadores, para que se possa cortar o mal pela raiz. Só assim o Japão poderá ter esperança de ver menos casos de ijime acontecer nas escolas e ver as crianças mais felizes e seguras em uma escola com ambiente acolhedor, responsável pela formação acadêmica e psicológica do aluno.

Vamos ver se a partir de agora esse quadro de descaso dos professores e autoridades da escola em relação ao Ijime, começa a mudar positivamente nas escolas do Japão. Você já foi vítima de Bullying ou conhece alguém que foi? Aproveite para deixar sua opinião a respeito. :smile:

Aproveite para ver uma reportagem do Serginho Groisman sobre Bullying no Japão, inclusive retratando vítimas brasileiras que sofrem desses tipos de maus tratos na escolas japonesas:

Ijime, Dame, Zettai (Baby Metal)

Conheça a música Ijime, Dame, Zettai, do grupo Baby Metal, que aborda essa questão do Ijime.

Letra de Ijime, Dame, Zettai

Yume wo miru koto sore sae mo motenakute hikari to yami no hazama hitori
Kizutsuita no wa jibun jishin dake ja naku mitsumetsuzukete kureta anata

Jishin (motte) motezu ni (makenaide)
Kakuretsuzuketa (ijikecha iya!)
Kinou (yesterday) made no jibun sayonara (baibai!)

Ijime (dame!)
ijime (dame!)
kakkowarui yo (dame! Dame! Dame! Dame!)
Kizutsuite kizutsukete kizu darake ni naru no sa
Kitsune (tobe!)
kitsune (tobe!)
kitto toberu yo (tobe! Tobe! Tobe! Tobe!)
Kurushimi mo kanashimi mo subete tokihanate kimi wo mamoru kara

Namida misezu ni nakidashisou na yoru wa kokoro no oku no heya ni hitori
Kizutsuketa no wa hoka no dareka dake ja naku kizukanai furi shiteta nakama

Nanimo (nothing) iezu ni (say nothing) akiramekaketa (poisutekinshi)
Kinou (yesterday) made no jibun sayonara (baibai!)

Ijime (dame!)
Ijime (dame!)
Kakkowarui yo (dame dame dame dame!)
Kizutsuite kizutsukete
Kizudarake ni naru no sa

Kitsune (tobe!)
Kitsune (tobe!)
Kitto toberu yo (tobe tobe tobe tobe!)
Kurushimi mo kanashimi mo
Subete tokihanate
Kimi wo mamoru kara

Itami, kanjite, zutto, hitori
Kokoro, kidzukanai furi
Mou, nigenai
Ijime, dame, zettai!

Itoshikute setsunakute kokoro tsuyokute
Kore ijou mou kimi no nakigao wa mitakunai

Ijime (dame!)
Ijime (dame!)
Kakkowarui yo (dame dame dame dame!)
Kizutsuite kizutsukete
Kizudarake ni naru no sa

Kitsune (tobe!)
Kitsune (tobe!)
Kitto toberu yo
Kurushimi mo kanashimi mo
Subete tokihanate
Kimi wo mamoru kara

Ijime, dame, zettai
Ijime, dame, forever
Ijime, dame, zettai
Ijime, dame, dame!

Quer Aprender Japonês?

49 Comentários

  1. Douglas

    Nem tudo é perfeito,acho uma burrice e falta do que fazer ficar torturando os outros por motivos bestas.
    No vídeo é covardia pura a menina nem se mexe, nem tenta correr, e os outros se achando sendo que são um monte contra só uma ¬¬
    Na segunda série, teve uma época que eu apanhava de umas 3 meninas pois eu era gordinho, era quase todo dia apanhando, depois contei para professora e na reunião ela falou com a mãe das meninas e ficou tudo bem, sempre quando eu era gordinho alguém fazia piada entre outras comparações sem graça. Agora gordo já não sou, tenho 1,69 e 57Kg ^^
    Acho que todos nos Japão deveriam se preocupar mais e combater o ijime para que isso vá parando de ocorrer.
    Abraços!

  2. Só um LIXO de sociedade permite coisas assim. A criança, assim como o velho e os animaizinhos, são sagrados.

  3. Mayara

    Realmente esse fato é muito triste, fiquei chocada com o video, meninas se achando melhor do que essa pobre vítima, elas são meninas sem caráter, não tem nada pra fazer alem de atormentar os outros?!Bando de covardes. Essas campanhas de bullying tem que ser implantadas mais rapidamente, antes que a situação piore.
    Ganbatte Nippon! 😉

  4. Anne

    Ac ho muito triste ver que isso ocorre com tanta frequencia nas escolas! o vídeo me deixou muito chocada!! ainda mais o artigo dizendo que o ” ijime” começa pelos professores , isso me deixou irada ! um dia ainda terei a chance de ajudar a todas as pessoas que necessitadas de ajuda, como essa menina que nao reagiu, e que demostrou que sofre tamanha humilhaçao! Não consigo entender a cabeça de alguém que pratica Bullying ou “ijime”, sinceramente…….. eu entendo que tem pessoas que passaram por traumas e que viveram em um ambiente violento, e sendo assim acha que a violencia que é algo natural, e que nao sofre puniçoes! Mas mesmo assim acho que tem que ter um coraçao muito corrupto e mal para fazer algo desse tipo! Concluindo, acho que o Japao tem que tomar uma atitude sobre isso! nao é a toa, que o Japão é o País com maior índice de suícidios! amo o Japão e se for da vontade de Deus ainda irei lá, para ajudar a todos os necessitados! Deus abençoe a esse país, e a cada uma dessas pessoas que sofrem assim! #PrayforJapan. (ore pelo Japão)

  5. Tainá Barbosa

    Eu sofro bulliyng e acho isso ridículo.No Japão não era pra existir isso.Um país tão lindo como ele,um país de primeiro mundo.Acho que as autoridades deveriam tomar medidas mais drásticas,principalmente com os professores,e se possível,demití-los das escolas,porque senão,muitos sonhos e profissionais serão perdidos cedo,por causa dessas atrocidades idiotas.Eu também sofro bullying e também sei como é doloroso ser humilhado diante de tudo e todos.

  6. Nossa! Eu não sabia que o bullyng ou ijime era tão frequente no japão! Fiquei muito chocada e surpresa com toda essa história… 😥 Na escola em que eu estudo não acontece um bullyng tão forte (como agressão ou opressão), mas sim humilhação mais pro lado da “brincadeira” como as pessoas que fazem isso dizem…Tenho uma colega em que seu irmão sofreu bullyng na sua escola anterior, mas quando foi para minha, ele melhorou muito e foi muito bem acolhido pelos colegas. 🙂
    Nunca fui vítima de bullyng, mas minha mãe foi, e com ameaças depois da aula e se não duvido até um pouco de agressão, pois ela não fala muito sobre isso…acho que é muito ruim mesmo lembrar dessas coisas… 🙁

  7. Nathalia

    Se fosse comigo eu n deixava, eu batia se tentassem bater em mim, isso é uma falta de respeito e educação,e uma grande covardia por que normalmente acontece em grupo contra uma pessoa em locais que ninguém ve. Além disso, quem é a garota perto do banco q n faz nada ?

  8. Japão em Foco

    Oi pessoal…
    Realmente o bullying é uma triste realidade que não faz parte só do Japão e sim do mundo inteiro. No Japão, a gente fica mais horrorizado porque o número de suicídios de crianças que se matam por causa das agressões físicas e psicológicas é alto, pois elas são educadas a se calar diante das opressões que sofrem, ou seja, praticamente não podem contar com ninguém…ou pelo menos não podiam, pois parece que as coisas estão mudando, pra melhor nesse sentido. Esperemos que uma dia, as pessoas tomem consciência e passem a respeitar o próximo como se fosse a si mesmos, sem preconceitos e sem diferenças….aí sim teremos um mundo melhor! Abraços!

  9. Pingback: Sukeban - Gangue Colegial Japonesa | Curiosidades do Japão

  10. 🙁 ~Poxa Fikei Muito Abalado com isso. .Isso Pode Ater Acabar em Morte , ,Muitas pessoas nao aguentam a Exploração na escola e na rua sobre Bullying. ..

  11. Japão em Foco

    Oi Lucas!
    Infelizmente, muitas pessoas vivem essa situação lamentável,
    não só no Japão como em toda parte do planeta!!!
    Abraços!

  12. Pingback: Aokigahara, a Floresta dos Suicídios | Curiosidades do Japão

  13. Pingback: Documentário Children Full of Life (Crianças cheias de vida) | Curiosidades do Japão

  14. Eu

    Isto esta mudando,hoje em dia,o aluno que denuncia eh realizada averiguacao. e ,se constatado,da inquerito policial.Ainda bem,pois,o pais tem uma cultura bonita,uma educacao exemplar e nao deveria ter sua imagem manchada por esse tipo de comportamento.O Japao ainda e um dos melhores paises para se viver.

  15. Japão em Foco

    Oi Eu!
    Ainda bem que as coisas estão mudando no Japão e que o Ijime esteja sendo realmente encarado como um problema que precisa ser contido. Se Deus quiser, um dia esse problema terrível poderá estar controlado ou quem sabe ainda sanado… 🙂 Abraços!

  16. Calu Santos

    Acho que esta muito timida esse mudanca, pois o ijime ocorre a inumeras geracoes. Ate pais cometem ijime contra os filhos, exigindo que sejam sempre o melhor na clase, o numero 1 nisso e naquilo. Depois vem o ijime na escola- professores e “colegas”. Depois vem o ijime no trabalho, tem empresas em que os buchos batem nos funcionarios! Esta sociedade deixou de ser bela ha muito tempo. Esta corrompida, emporcalhada e nao e culpa dos estrangeiros, pois sao os que mais sofrem com isso td. Devemos denunciar mesmo, qualquer tipo de humilhacao, mal trato, abuso, quem sabe assim as vitimas aprendam que ijime nao e algo normal e deixem de ser tao passivos e indiferentes diante do problema!

  17. Pingback: Life, um dorama sobre Ijime (Bullying) | Curiosidades do Japão

  18. Japão em Foco

    Oi Calu!
    Realmente é um grave problema que o Japão enfrenta! Espero que um dia o Ijime deixe definitivamente de existir, embora eu saiba que é difícil por ser uma questão cultural. Abraços!

  19. Calu Santos

    Obrigada pelo seu comentario.
    Eu estudei o fundamento de Senpai e Kouhai para tentar compreender o porque de atualmente haver maus tratos entre pessoas num mesmo agrupamento; seja escola, trabalho ou ate mesmo nos hobbies.
    Na origem, o Senpai era a pessoa em quem os Kouhais se espelhavam, era um exemplo a ser seguido, era respeitado porque conquistava o respeito devido a seus principios e sua conduta irretocavel. Com isso, era um tipo de mentor dos novatos, que lhes dava instrucoes, ensinava sobre as rotinas, enfim como um irmao mais velho que cuida do mais novo. E assim devia ter continuado.
    Entao isso de o Ijime ser “cultural”, nao corresponde com o principio da questao. Alguem transformou o ijime em cultural para justificar, se e que e possivel. Desculpe, mas dizer que ijime e cultural e manchar ainda mais a milenar cultura japonesa, pois pais que se preze, nao abraca como parte de sua cultura, algo sujo e vergonhoso. E uma vergonha para o Japao, que outros paises saibam sobre o ijime, sobre os suicidios. Nao vejo em que dizer que Ijime e cultural suaviza o problema… Mas tbem torco p que acabe.

  20. Japão em Foco

    Oi Calu!
    Talvez “cultural” não seja a forma mais correta de explicar que o Ijime, infelizmente, faz parte da sociedade japonesa desde os tempos mais remotos. Desculpe, se me expressei mal. A verdade é que o Ijime passou a ser tão banalizado no Japão, que as pessoas acabaram não enxergando o problema, mesmo sabendo que ele existe. Até hoje, eu também não consigo entender o motivo desta banalização, já que a cultura milenar japonesa prega coisas opostas a este tipo de atitude e violência contra pessoas que aparentemente não conseguem se defender. Espero que um dia acabe, pois se trata de uma covardia muito grande para com um ser humano! Abraços!

  21. Pingback: Karoshi, morte por se trabalhar demais | Curiosidades do Japão

  22. Calu Santos

    Esse blog e muito importante pois esta aberto a opinioes, agradeco por poder participar.
    Infelizmente no Japao costuma-se esconder a sujeira embaixo do tapete e fingir que ela nao existe. Enquanto isso, criancas vao se suicidando. Por que no Brasil o Ijime nao chega a ser um problema social. Primeiro porque os pais orientam os filhos que na escola nem todos serao bonzinhos nem seus amigos. Caso alguem tente anusar de vc, fazer gozacoes ou humilhacoes, conte imediatamente p mamae ou papai. O Brasil, com toooodos seus problemas, ainda tem um laco de familia forte, o que nao ocorre aqui. Familia e so um grupo de gente que mora na mesma casa, mas um nao sabe da vida do outro. Por isso as criancas nao se sentem confiantes para consultar os pais quando estao sofrendo. E muito triste. Nao me conformo! Abraco a todos!

  23. Denis

    É muito difícil lutar contra isso.
    Fui vitima disso por 5 longos anos. E as respostas para isso são realmente difíceis.
    Eu já pensei em suicídio, entre outras coisas, fugir, pensar em algum jeito de adoecer… acabei optando por responder com a maior violência possível. E isso também é perigoso.
    Quase morri e quase matei.

    Os maiores, os responsáveis por formarem essas pessoas, em todos os âmbitos (mental, emocional, etc…) precisam tomar a rédea da situação, mas com profundidade, querendo penetrar na individualidade de cada um dos que participam dessa reencenação da disputa humana por aceitação, por poder, por estar acima dos demais, da reação diante do nossos medos internos quanto a fragilidade/diferença humana… tanto o lado oprimido quanto o opressor tem sérios problemas…

    Precisamos prestar atenção, porque tudo isso não aponta apenas o que praticamos dia-a-dia da forma mais sutil, quanto o fim derradeiro de tudo isso. Precisamos prestar atenção…

  24. cata vento

    AH… isso tem no mundo inteiro, no Brasil também tem muito, e ja sofri na 4 serie (aqui no Brasil mesmo) ijime (bullying)

  25. cata vento

    em todos os lugares havera pessoas ruins, mas havera pessoas boas e legais tambem

  26. Calu Santos

    OLa a todos.
    Acho bacana que este tema continue interessando.
    Eu concordo c vc Denis, ambos os lados tem serios problemas de ordem mental/emocional. Sempre ouco os pais ensinando as craincas a serem yasashii, entao ainda nao consegui descobrir quando ocorre a metamorfose de yasahii para kowai, nem o porque ocorre. Mas isso nao e algo p eu descobrir e sim as autoridades. Descobrir e cuidar. Nosso dever e apontar o problema. Os estrangeiros mudam de escola, param de estudar, vao para escola internacional, ou voltam a seu pais de origem, mas os japoneses nao tem opcoes. Se matam. E isso e ruim p quem? P o proprio pais que cada vez mais fica com a populacao reduzida e envelhecida, entao, as autoridades tem que acordar. Agora so se fala em Tokyo 2020, ate que outra crianca se sucidide… Lastimavel!

  27. Japão em Foco

    Oi Pessoal!
    O bulliyng é de fato um problema social grave que assola o mundo inteiro e é preciso descobrir de que maneira podemos conter tudo isso. Agradeço a opinião de vocês! E saibam que este canal está aberto à todos, portanto fiquem à vontade de falar sobre o assunto ok. Abraços!

  28. Calu Santos

    Ola meus caros;
    Eu nao sei se vcs tem filhos, eu nao tenho, mas se tivesse e por falta de condicoes de deixa-lo estudar numa escola internacional, tivesse que manda-lo para uma escola japonesa, viveria com o coracao na mao, como diz o ditado.
    Claro que em todo o mundo existem os abusadinhos, mas pelo menos na escola publica onde eu estudava, um desses abusadinhos foi expulso, acho que o Japao deveria adotar uma postura mais firme com essas “criancas desequilibradas”. Voces ja ouviram falar de monster parents? Pais monstros do origem a filhos monstros. Quem sao os pais monstros? Sao aqueles que nao educam o filho e acham que isso e obrigacao da escola, dos professores. Eles sao tao ausentes da vida da crianca que nem sabem qual e o hobbie do filho. Dai quando a crianca se envolve em algum problema, esses pais, alegam que seu filho e um anjinho e que jamais faria isso… e passam a culpar a escola o professor, a perseguir o professor. O problema da educacao aqui, comeca em casa. Querem uma sugestao? Va a algum hospital psiquiatrico aqui no Japao fazer uma visita. A maioria das pessoas que encontrarao por la, sao professores. Falo porque fui e vi. A coisa e horrivel! Espero que nunca passem por nada parecido… Abracos

  29. Japão em Foco

    Oi Calu!
    Obrigada por seu comentário!
    Realmente há muitos casos de pais negligentes na educação dos filhos. O ideal é haver sempre uma parceria entre a família e a escola pois dessa forma é possível educar as crianças com os princípios mais básicos, incluindo amor, respeito pelo próximo, solidariedade, educação, entre outras coisas! Abraços!

  30. Pingback: Hana Yori Dango - Melhor Dango do que Flores | Curiosidades do Japão

  31. Emanuel

    Bom, já fui vítima de bullying, e sinceramente, não vi muita diferença entre o bullying japonês e o brasileiro. No Brasileiro tem alguns educadores que são contra e tentam ajudar o aluno, porém pelo menos 80% dos educadores ignoram o que está acontecendo, alguns dão aula ignorando que um de seus alunos está sendo espancado por três ou mais. Geralmente professores assim só reclamam se todos estão praticando o ato na sala de aula, pois enquanto tem pelo menos dois alunos dando atenção a ele, não tem problema.

  32. Japão em Foco

    Oi Emanuel!
    Realmente é uma situação bem triste e ocorre em todos os lugares e em todas as esferas sociais né!!! Talvez seja uma coisa que não acabe nunca, pois a maldade humana infelizmente não tem limites! Abraços!

  33. Stephany

    Realmente, é lamentável o que uma sociedade como eles, que tem capacidade de muito mais, deixam acontecer com suas crianças.
    Fui vitíma de bullying quase toda minha vida escolar, não contei nada para meus parentes até que eles descobriram por si só [tentei suicídio e me cortei], com certeza, o bullying destrói uma pessoa de uma forma irreparável, mas para aqueles que superam isso, é uma grande forma de se tornar mais forte, apesar dos danos e da falta de confiança e ódio pelo seu eu.
    Queria poder achar alguma maneira para ajudar, não só o Japão, mas também outros países que tem grande quantidade de bullying em suas escolas, como os Estados Unidos.
    Ótimo texto, havia um tempo que estava procurando pelo tema, muito obrigada.

  34. Bikutoria

    Olá, bem essa palavra BULLYING é mt grave pra pessoais.
    eu ja tinha sofrido essa, mas atualmente nao estou mais sofrendo.
    eu acho essa… é ridiculo, faz mal as pessoas, mal educados ou mal respeitados.
    etc.
    mas mesma tristeza que as pessoas foram suicido.

  35. Calu Santos

    Toda a sociedade admite que o problema existe; mas ficar so ai, nao adianta. Como reagir contra isso? Recentemente os pais de um aluno que se suicidou foi a justica e ganharam a causa. Com certeza para eles o que contou mais foi a justica admitir que a escolha falhou, que a sociedade falhou por fingir que nao via os abusos, falhou por nao punir os culpados, falhou por nao dar atencao ao sofrimento do menino que acabou se matando. Foi um avanco, e espero que outros pais sigam por este caminho.

  36. Japão em Foco

    Oi Pessoal!
    Obrigado pelos comentários! 😉
    Os passos são lentos, mas progressivos né? Quem sabe um dia esse problema possa ser minimizado ou extinguido de uma vez… Abraços!

  37. Cristina

    Eu fui vítima de ijime num país europeu quando era pré-adolescente, inclusive tortura psicológica e física, mas meus professores sempre estiveram do meu lado e me defenderam, inclusive a direção da escola. Mas, o que eu sofri comparado ao que acontece no Japão, não é nada.
    Acho que o Japão deveria aprender um pouco com o Brasil, pelo menos no colégio particular onde eu trabalho, qualquer mínimo comentário maldoso por parte de algum aluno, é publicamente chamado à atenção. A direção, professores e inclusive os funcionários, não permitem nem sequer que o bullying crie raiz.

  38. Calu Santos

    Cristina entao sua escola esta de parabens! Apesar de ser particular e no Japao ter um ditado que eu odeio “Okyakusan e Deus”, creio que seja qual for a instituicao, dever ter suas regras e faze-las ser respeitadas. Por que nao so a escola necessita de alunos, os pais tambem necessitam de uma instituicao que instrua bem seu filho, entao deve haver respeito mutuo. O que ocorre nas escolas onde os diretores sao uns frouxos, e que ficam com medo dos pais, e como existem os pais monstros como ja falei… Ou seja, por pura covardia, deixam de fazer o que e correto, que e zelar bem bem dos alunos dentro da instituicao. Desejo sinceramente que muitos pais levantem a voz antes de perder um filho e que a justica cumpra sua parte punindo esses alunos psicopatas, e enviando-os para tratamento, porque essas criancas sao enfermas! Mas isso nao justifica o crime de prejudicar psicologicamente par atoda a vida alguem ou induzi-la ao suicidio.

  39. Pingback: Ketsueki gata - Tipo Sanguíneo no Japão | Curiosidades do Japão

  40. Hinata

    👿 eu fico puta com isso ,odeio ver alguem sofrer , minha mãe me disse q quando eu ver alguem na escola ou qualquer lugar sofrendo bullying e pra eu ajudar , e q ficar olhando e o pior bully q existe .

  41. Calu

    Ola Hinata.
    Acho que a maioria das criancas se sentem mal quando veem um colega sofrendo maus tratos, mas nao se envolvem para nao passarem a ser tambem perseguidos pelos agressores. O medo das vitimas e o que da forca aos malfeitores. Em outras questoes sociais como violencia domestica tambem. O agredido nao deve se calar e sim buscar ajuda. Muitas criancas pensam que se suicidando, vao chamar atencao ao problema e que vao tentar resolver… Infelizmente nao e o que vem acontecendo ha decadas. Chamar atencao conseguem, mas resolucao, esta distante. A sociedade e muito conivente com isso e nao demonstra boa vontade em resolver. Ate a Princesa Aiko sofreu disso na escola!

  42. Pingback: Sakakibara Seito | Curiosidades do Japão

  43. que triste o ijime.quero muito estudar no japao mas tenho medo de sofrer ijime. 🙁

  44. dark9999

    Se fosse só no Japão, EUA sempre tem Bully, ate nos filme e series famosas issoa sempre e mostrado. Ate que não sofri muito Bully, mais o ensino fundamental na minha sala era foda, ninguém escapava ate as meninas e bonitas. Bolinha de papel, encarnação mechendo com a mae, encarnação nas mancadas, merece. Depois que entrei no ensino médio uma parte desse alunos da putaria mudaram de colégio e continuei depois fico light, comecei a namorar no 1 ano e ate termina o ensino médio, já no 3 ano que comecei a ir em festa. Antes nem ligava para isso.

  45. Hayd-chan

    nossa…eu realmente não sabia q o bullying no japão era assim tão digamos…frequente…eu sofro bullying desde os 2 anos de idade dos meus colegas,atualmente tenho 15 anos,mas…não é tão forte mais,por isso nem tem pq reclamar…mas no fundo,eu ainda me sinto mal por isso…já passei por tanta coisa por causa de bullying q nem daria um livro,daria um best-seller…mesmo q não doa mais tanto,pq a minha vida toda eu nunca tive amigos e só fui ter esse ano tb to com meu segundo namorado :3 ,sem contar MUITOS problemas familiares…não importa o quanto eu desabafe ou q essa situação passe,eu á passei por tantas coisas ruins,já tentei me matar tantas vezes e já quase morri tantas vezes…a maioria nem foi por tentativa d suicídio…bem…mesmo assim essa dor vai continuar lá no fundo do meu coração,o pesadelo vai acabar,mas as lembranças dele não serão apagadas…falei demais,opa 🙄 enfim…o bullying em excesso estraga completamente com a vida d uma pessoa,e a dor é tanta q é mal possível suportar…espero q diversas pessoas consigam se livrar dele enquanto é tempo,antes q isso chegue ao ponto como chegou comigo e cause danos irreversíveis assim como comigo…

  46. Hayd-chan

    esqueci d falar,eu sempre recebi apoio da minha mãe,apesar d ela na maioria das vezes achar q era drama meu…por isso eu me omitia bastante e mesmo q eu pedisse ajuda aos professores,eles são uns inúteis e os diretores tb,funcionários tb,eu já quase morri sendo espancada por colegas e mesmo assim nada aconteceu a ninguém,e eu me omiti e me culpo muito até hoje por ter me omitido…pelo menos eu me tornei uma pessoa forte 🙂

  47. Ester

    caramba nunca pensei que isso acontecia no japão na frequencia que ocorre, ainda mais começa pelos professores que triste. Eu era vitima de bullyng ate meus 13 nos por usar oculos eu xorva tanto pensei em me matar varias vezes mas minhas amigas me apoiavam e minha família tbm hje sou uma garota alegre forte continuo xorona mas estou bem melhor. meu sonho era morar no japão mas agora to pensando seriamente rsrs

  48. Isabelle

    Nossa! Fiquei chocada! Abalada! Eu aqui achando que só pq o Japão é um país evoluído não encontraríamos isso nas escolas, mas olha, infelizmente parece q lá a situação é pior do que aqui! Sem palavras! E o que me deixa mais indignada é o fato dos professores não tomarem nenhuma providência mediante isso! Nem assisti ao vídeo (parece que o link fora removido e mesmo q não, não teria estômago para ver tamanha brutalidade pois isso me causa uma revolta indescritível). Pretendo criar um mangá sobre o Ijime, procurando mostrar as pessoas que o ato de praticar ijime é errado! Olha só que desgraça que isso ocasionou: A morte de mais de 1000 crianças e adolescentes! Ridículo!
    Mais uma vez o site vem trazendo uma ótima matéria infelizmente o conteúdo da mesma, Ijime, não seja nem um pouco agradável!
    Amo este site! Até a próxima!

  49. 123helder

    Espero que essa realidade de pessoas fracas de cabeça (OS AGRESSORES), que só conseguem se sentir melhor consigo mesmas disseminando ódio mude…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *