Mottainai – A Filosofia do Desperdício no Japão

Conceito Mottainai

Mottainai: Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Respeitar!

Mottainai [もったいない] é uma palavra japonesa cujo significado mais representativo seria ” desperdício”, porém seu conceito vai muito além, pois é usada em vários contextos. Podemos dizer que o Mottainai está incutido no DNA japonês pois tornou-se uma prática cultural tão enraizada na sociedade japonesa que acabou até sendo conhecida internacionalmente.

Mottainai em seu sentido pleno refere-se não só ao desperdício material, como também aos padrões de pensamento que dão origem à ação que gera desperdício de qualquer natureza, inclusive emocional e espiritual; Por exemplo: Deixar um grão de arroz no prato é considerado um profundo desrespeito de acordo com o Espírito Mottainai.

Mas, uma mente vazia de ideias ou um coração vazio de sentimentos ou cheio de sentimentos rudes também podem ser considerados “mottainai” (desperdício). Jogar fora coisas que poderiam ser reutilizadas ou transformadas em uma coisa nova e aproveitável também é considerado mottainai, na visão de um japonês. Interessante né? 🙂

Origem e significado de Mottainai

mottainai-japan

“Mottai” é um termo que tem origem budista e refere-se à essência das coisas. Também se aplica a tudo em nosso universo físico, o que sugere que os objetos não existem isoladamente, mas estão intrinsecamente ligados uns ao outros.

“Nai” significa negação, por isso “Mottainai” é uma expressão de tristeza sobre o repúdio dos laços que ligam todas as entidades vivas e não vivas. É também um grito de guerra para restabelecer esses laços e reafirmar a importância de tratar todos os objetos animados e inanimados com muito cuidado e sensatez.

Na verdade é difícil traduzir “Mottainai” somente através de palavras, pois não se trata apenas de uma palavra solta, e sim, uma ideia, um conceito, uma filosofia de vida. Cada um tem sua maneira de interpretar e sua própria maneira de utilizar esse conceito ou filosofia dentro da sua própria história de vida.

O Japão por exemplo, desenvolveu este conceito na base de muita dor e sofrimento. Como é uma ilha densamente habitada, com recursos naturais limitados, com poucas terras produtivas para cultivo e por ter passado por provações terríveis como pobreza extrema, fome, guerras, desastres naturais, os japoneses aprenderam a valorizar tudo que pode parecer insignificante, até mesmo um grão de arroz.

Assim como a filosofia Wabi Sabi, a filosofia Motainai pode nos ajudar a entender a forma como os japoneses pensam e se relacionam com a Natureza e a Sociedade, além de nos ensinar lições valiosíssimas sobre essas questões.

Os 4Rs (Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Respeitar)

Praticar este conceito requer aprender a respeitar e valorizar a Natureza, reciclando e reutilizando os recursos limitados o máximo possível. E para empregar esse conceito com sucesso em nossas vidas é necessário promover os “4Rs”: Reduzir o desperdício; Reutilizar recursos finitos; Reciclar o que for possível e Respeitar o ambiente onde se vive.

Podemos notar este conceito na maneira como os japoneses são rigorosos em relação à coleta de lixo por exemplo, que no Japão é muito bem organizada. Em todo canto estão disponíveis lixeiras para que o lixo orgânico seja separado do lixo que será reciclado (plástico, vidro, latas de alumínio, papel, papelão, isopor, etc).

Existem muitas regras no Japão em relação à coleta de lixo. Muitas cidades por exemplo obrigam os moradores a colocarem o lixo em sacos plásticos específicos de cada prefeitura que são vendidos em supermercados e lojas de conveniência. E quem não seguir as regras, com certeza será repreendido pelos vizinhos atentos.

A energia renovável também é outra coisa que vem ganhando força no Japão. Hoje em dia já é possível ver sistemas inovadores de geração de energia que utilizam a energia natural, como solar, eólica e geotérmica. Isso mostra que o país tem uma intensa preocupação com o futuro esgotamento dos recursos naturais.

As várias iniciativas que o Japão tem feito em coletar as pequenas energias naturais ao nosso redor também são um sinal do espírito ecológico do conceito Mottainai, um conceito que o Japão pode se orgulhar e que o Brasil e muitos outros países deveriam aprender e seguir o exemplo. E você? O que você pensa sobre o Mottainai?

Quer Aprender Japonês?

7 Comentários

  1. Rodrigo

    Achei um conceito muito interessante, e que se vê presente em vários aspectos no Japão, seja aproveitando cada pequeno espaço para fazer uma plantação ou construir uma casa, ou até mesmo através da reciclagem e da energia renovável.
    Me lembrou da música da Kyary Pamyu Pamyu ” Mottai Naitorando”
    Ótimo post!
    Até mais.

  2. Pingback: 40 motivos para amar o Japao (3° parte) | Curiosidades do Japão

  3. Pingback: 40 razões para amar o Japão | Curiosidades do Japão

  4. Francis

    Sem saber eu já usava esse conceito em meu dia-a-dia.
    Aprendi desde cedo sobre não desperdiçar coisas em geral. E hoje moro sozinho e eu mesmo faço as coisas em casa. A água usada na maquina de lavar roupa é reutilizada para lavar garagem, banheiro e limpeza da casa, sempre desligo o chuveiro enquanto estou ensaboando o corpo, fecho a torneira enquanto escovo os dentes, faço coleta seletiva do lixo, nunca deixo luz acesa enquanto não estou no cômodo da casa, procuro antes de abrir a geladeira calcular o que vou precisar para não deixa-la muito tempo aberta, e … a não ser que esteja estragada, nunca jogo comida fora em hipótese alguma, sempre reaproveitando o que sobrou para inventar alguma coisa (mesmo sendo homem e não cozinhando tão bem rs).

    Excelente matéria!

  5. Japão em Foco

    Oi Francis!
    Gostei muito de ver a forma como você utiliza esse conceito! Show de bola!!! Parabéns!!! 😉 Eu fico chocada quando vejo pessoas jogando comida fora… ainda mais sabendo que tem tanta gente no mundo passando fome! E outra, economizar água e energia não serve somente para reduzir gastos financeiros. São fontes esgotáveis e se não economizarmos, nossos filhos ou netos vão sofrer as consequências. Pelo menos eu penso assim… 😉

  6. Pingback: Soushoku Danshi - Os homens herbívoros japoneses | Curiosidades do Japão

  7. Pingback: Esvazie sua xícara... (Filosofia Zen) | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *