Os 8 esportes mais populares no Japão

Esportes populares no Japão

Como sabemos, o Japão passou grande parte de sua história isolado do resto do mundo. Mas a partir do final do século XIX, a medida que abria suas portas para o mundo exterior, a nação também abraçou rapidamente uma série de esportes conhecidos internacionalmente.

Surpreendentemente, alguns desses esportes são considerados os mais populares do país, em detrimento inclusive aos esportes ditos nacionais como judô e karatê. Macromill, uma empresa de pesquisa de mercado, entrevistou 4000 pessoas com mais de 20 anos, entre homens e mulheres, com o objetivo de descobrir quais são os esportes mais populares do país.

8. Wrestling: Puroresu (プロレス)

Puroresu é abreviação de “purofesshonaru resuringu”, que significa luta profissional em português ou wrestling em inglês. O primeiro japonês a tornar-se um lutador profissional foi o ex-praticante de sumô Sorakichi Matsuda, que foi para os Estados Unidos em 1880 mas obteve pouco sucesso. O esporte tornou-se popular somente em 1951 com Rikidozan.

Rikidozan (ex-lutador de sumo coreano-japonês) foi a primeira grande estrela de puroresu do Japão, responsável pela popularização do esporte no país. Alguns lutadores mais recentes são Shohei Baba, Antonio Inoki, Mitsuharu Misawa, Kenta Kobashi e Satoru Sayama (Tiger Mask). A palavra Puroresu foi popularizada por Hisaharu Tanabe na década de 1990.

A principal diferença entre o puroresu e o wrestling tradicional americano, é que o Puroresu é tratado como um esporte de combate com misturas de artes marciais e muitos contatos físicos e movimentos mais complexos e perigosos do que outros tipos de lutas profissionais. O “Joshi puroresu” (Puroresu feminino) também vem se tornando popular no país.

7. Boxe: Bokushingu (ボクシング)

A história do boxe no Japão começou em 1854, quando Matthew Perry desembarcou em Shimoda, Shizuoka logo após a Convenção de Kanagawa. Naquela época, os marinheiros americanos costumavam lutar boxe a bordo de seus navios.

Tsunekichi Koyanagi, um lutador de sumo ozeki, foi escolhido pelo xogunato para desafiar um boxeador e um lutador americano em uma série de três lutas de artes marciais mistas. A luta foi assistida por muitos espectadores, entre eles, Matthew Perry. Koyanagi venceu a luta. A partir daí, o esporte se propagou, com a primeira grande luta exibida em 1887.

Yujiro Watanabe, considerado o pai do boxe japonês, treinou desde os 16 anos na Califórnia antes de voltar para o Japão e fundar o Nippon Kento Club em 1921. Várias federações e associações de boxe surgiram depois, culminando na formação da All-Japan Professional Kentō Association em 1931, posteriormente, Japan Pro Boxing Association (JPBA) em 2000.

As regras que regem o boxe profissional no Japão são estabelecidas pela Comissão de Boxe do Japão (JBC) como forma de incentivar os pugilistas japoneses a lutarem dentro do país. Poucos boxers da modalidade masculina se aventuram a conquistar títulos internacionais, e os campeões japoneses geralmente não são reconhecidos em todo o mundo.

6. Auto Racing: Ōtorēshingu (オートレーシング)

As competições automobilísticas no Japão surgiram na década de 1920, mas somente em 1936 que o esporte ganhou um circuito automotivo oficial, com a inauguração da Tamagawa Speedway, uma pista de corrida com formato oval, cujo percurso é de 1,2 km. Isso ocorreu 26 anos antes da inauguração do famoso circuito de Suzuka, na província de Mie.

Soichiro Honda, que mais tarde fundaria uma das maiores empresas automobilísticas do mundo, foi um dos primeiros pilotos a competir na nova pista, enquanto que a Nissan já competia com sua própria equipe de fábrica. Depois de fundar sua empresa, Soichiro resolveu criar uma pista de teste da Honda em 1962, que hoje é o famoso circuito de Suzuka.

Projetado pelo holandês John Hans Hugenholtz, Suzuka é um dos poucos circuitos do mundo a ter o traçado em forma de número 8, intercalado por meio de um viaduto. O circuito é usado em inúmeros eventos automobilísticos e campeonatos mundiais, especialmente a Fórmula 1.

Para não ficar pra trás, a Mitsubishi também abriu um hipódromo, o Fuji Speedway, no início da década de 1960 (agora de propriedade da Toyota). Quase todas as grandes corridas ocorrem em uma dessas duas pistas, apesar de existirem mais de 20 pistas em todo o Japão.

As corridas de drift é outra modalidade que surgiu no Japão e tornou-se bastante popular. Ficou conhecida internacionalmente após alguns filmes como Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio. O objetivo desse tipo de corrida é fazer deslizar a traseira do carro de forma controlada, sendo cada piloto avaliado em diversos parâmetros como velocidade e ângulo de deslize.

5. Golfe:  Gorufu (ゴルフ)

Como muitos dos esportes nesta lista, o golfe foi importado do Ocidente após a Restauração Meiji (1868-1912). Um expatriado britânico com o nome de Arthur Hesketh Groom vivia em Kobe há 33 anos e estava triste e cansado por não poder jogar seu esporte preferido.

Então, ele e seus amigos resolveram criar um campo de golfe de quatro buracos no Monte Rokko, em Kobe, província de Hyogo. O campo original foi concluído em 1901, mas foi expandido em 1903 para nove buracos para se tornar o Kobe Golf Club.

No início, o Golfe permaneceu quase exclusivamente como um esporte para expatriados e japoneses que viveram um tempo no Ocidente. A inauguração de um campo de golf em Tóquio, em 1914, apresentou o esporte aos membros da elite japonesa mais tradicional.

Com o crescente interesse no esporte, logo surgiram mais campos de golfe pelo país, totalizando 71 em 1940. Após a Segunda Guerra Mundial, mais e mais membros da nova classe média começaram a jogar golfe, criando uma nova onda de jogadores.

Hoje em dia, o golfe não é restringido por idade, classe ou gênero. Os jogadores de golfe japoneses mais populares são bastante jovens, incluindo Ryo Ishikawa, que ganhou fama aos 15 anos de idade, bem como Hideki Matsuyama e a melhor jogadora de golfe Ai Miyazato.

4. Sumô  – 相撲

O Sumo é muitas vezes considerado o esporte nacional do Japão, e existe desde a antiguidade. Originalmente decorrente de um ritual xintoísta de uma luta humana com um deus, os torneios de sumo profissional começaram em 1684 no Santuário Tomioka Hachiman-gu em Tóquio.

Existem duas formas de vencer uma luta de sumo: forçar o seu oponente a sair fora do ringue ou entrar em contato com o chão com qualquer outra parte do seu corpo além dos pés. Além disso, o lutador que deixar cair seu mawashi (cinto protetor) é desqualificado.

Anualmente, há seis torneios de sumo no país, com duração de 15 dias. Os lutadores (sumotoris) com menor classificação têm partidas no início do dia, e a arena vai enchendo lentamente à medida que os atletas de maior classificação se dirigem ao dohyo (ringue).

Os dois melhores lutadores, tipicamente um yokozuna e / ou ozeki (o primeiro e o segundo maior ranking para lutadores de sumo) competem no final para fechar o torneio. Yokozuna é uma categoria de grande prestígio, porém desde o ano 2000, tem sido realizada apenas por lutadores não-japoneses, incluindo muitos atletas incríveis provenientes da Mongólia.

3. Tênis: Tenisu (テニス)

Acredita-se que o tênis chegou ao Japão em 1878, quando cinco quadras foram construídas no Yamate Park em Yokohama para ser usada especialmente por estrangeiros. Em 1886, o tênis foi adotado por um professor da escola Normal de Tóquio, Tsuboi Gendo, que serviu como intérprete de George A. Leland (médico americano que ajudou diversas escolas japonesas a desenvolver um novo currículo de educação física durante o período de Meiji).

No entanto, o equipamento de tênis no momento dependia de importações e era bastante caro. Por esta razão, surgiu o “soft tennis” (tênis suave), onde era usado uma bola flexível e de borracha fabricado no mercado interno. A partir de então, o soft tênis passou a ser jogado em praticamente todas as escolas públicas do país, sendo popular até os dias de hoje.

O tênis ocupa um lugar proeminente na cultura japonesa. Foi no tênis que o Japão ganhou as suas primeiras medalhas olímpicas, ambas reivindicadas por Ichiya Kumagai nas Olimpíadas de Antuérpia de 1920. Foi em uma quadra de tênis também que o imperador do Japão, Akihito, conheceu seu grande amor, a Imperatriz Michiko, na cidade de Karuizawa em 1957.

A série de manga “Prince of Tennis” vendeu mais de 50 milhões de cópias. E, a popularidade do esporte aumentou ainda mais a partir de 2015, quando o japonês Kei Nishikori passou a ser considerado um dos 10 melhores jogadores de tênis profissional do mundo. Nishikori já conquistou 10 títulos em torneios profissionais e foi vice em outros cinco.

2. Futebol: Sakkā (サッカー)

Muito antes do futebol, havia um antigo jogo “de chutar a bola” chamado cuju que se desenvolveu na China e se espalhou para a Coréia e Japão, onde recebeu o nome de kemari. No século 19, o tenente-comandante Archibald Lucius Douglas, da Marinha Real Britânica, ensinou o futebol moderno a cadetes da marinha japonesa entre 1873 e 1879.

As associações de futebol começaram a ser organizadas na década de 1920, no entanto, somente em 1930 o Japão teve uma equipe nacional. Em 1936, o Japão estreou nos Jogos Olímpicos de Berlim, onde comemorou sua primeira vitória de 3 a 2 sobre a Suécia.

Antes da Segunda Guerra Mundial, o esporte era comumente chamado de “Shukyu” (蹴球), mas passou a ser conhecido como “Sakkaa” (soccer) devido à influência americana pós-guerra. A primeira liga nacional foi organizada em 1965, composta por oito clubes amadores.

A popularidade do esporte aumentou com a medalha de bronze conquistada nos Jogos Olímpicos do México de 1968. Apesar disso, o futebol permaneceu semi-profissional no país até 1992, quando a Japan Professional Football League, conhecida como J.League foi formada por nove equipes do semi-pro Japan Soccer League e o recém formado Shimizu S-Pulse.

Atualmente, existem 18 clubes profissionais de futebol no Japão. Vários jogadores talentosos surgiram no J.League, incluindo Kazuyoshi Miura, Hidetoshi Nakamura e Shunsuke Nakamura, enquanto outros jogam em clubes internacionais, como Makoto Hasebe e Keisuke Honda. A equipe nacional de futebol masculino é conhecido como “Samurai Blue”.

Apesar do futebol feminino ter menos popularidade nos torneios nacionais, a equipe feminina de futebol do Japão, conhecida como “Nadeshiko Japan”, atraiu grande atenção do público após sua vitória sobre os EUA, na final da Copa do Mundo Feminina da FIFA 2011.

1. Beisebol: Bēsubōru (ベースボール)

O beisebol foi o esporte mais popular no Japão há anos porque tem a maior história de liga profissional no Japão. Sua popularidade é incontestável e abrange pessoas de todas as idades, desde os jovens até pessoas com mais idade, que cresceram assistindo jogos de beisebol pela TV, ao passo que a economia japonesa crescia exponencialmente em seus áureos tempos.

Ao lado do sumô, é considerado um esporte nacional japonês, apesar de nenhum deles ter sido reconhecidos de forma oficial. No Japão, o esporte é chamado de “Bēsubōru” (ベースボール), enquanto que a liga profissional de beisebol” é conhecido como “yakyu” (野球). A primeira liga profissional foi formada em 1936, enquanto que o esporte foi introduzido em 1872.

O Nippon Professional Baseball (NPB) é o principal campeonato nacional de beisebol no Japão, disputado desde 1950. Os torneios foram divididos em dois: Central League (composto por equipes mais antigas) e Pacific League (composta por equipes mais novas). Os torneios começam geralmente no final de Março ou no início de Abril e termina em Outubro.

Os times do Central League são Chunichi Dragons, Hanshin Tigers, Hiroshima Toyo Carp, Tokyo Yakult Swallows, Yokohama BayStars e Yomiuri Giants. Já os times do Pacific League são Chiba Lotte Marines, Fukuoka SoftBank Hawks, Hokkaido Nippon Ham Fighters, Orix Buffaloes, Saitama Seibu Lions e Tohoku Rakuten Golden Eagles.

O beisebol é um esporte levado muito a sério no Japão, inclusive por estudantes do ensino médio, com o National High School Baseball Championships (ou Koshien) um evento muito popular durante o verão.Existem algumas diferenças entre o beisebol japonês e o americano. A bola japonesa é ligeiramente menor, assim como a zona de ataque e o campo de jogo.

Fonte: allabout-japan.com

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *