Arte nas plantações de arroz no Japão

Tanbo no Geijutsu – Arte nos Arrozais do Japão
Desde 1993, uma pequena aldeia japonesa chamada Inakadate, cria imagens deslumbrantes em seus campos de plantação de arroz, mostrando que há sempre um jeito novo de mostrar a beleza da arte, utilizando a natureza como instrumento.

Esse tipo de arte feito em arrozais é chamada no Japão de “Tanbo no Geijutsu” (田んぼの芸術), que significa literalmente “Arte nos Campos de Arroz”.

A ideia iniciou-se como uma forma de atrair visitantes  e assim poderem lucrar também com o turismo na região, que vive basicamente da agricultura e cultivo do arroz.

A ideia deu tanto certo que a região está se tornando cada vez mais conhecida, não só no Japão como também internacionalmente.

Agora, outras regiões no Japão, investiram nessa técnica e também estão criando suas artes em meio a natureza. É realmente uma maneira criativa de tornar algo tão simples que é uma “mera plantação de arroz” em uma grande tela de arte.

Esse tipo de arte nos mostra a essência japonesa, pois mescla duas coisas essenciais no Japão: Arroz e Arte! Arroz porque esse cereal é a base da alimentação dos japoneses e a Arte porque ela está enraizada na história e cultura japonesa.

Os turistas se impressionam tanto, que a grande maioria acha que são usados tintas especiais para compor o desenho, quando na realidade para se obter tais contrastes de cores, os cultivadores plantam três tipos diferentes de arroz, cada um com uma cor diferente em locais precisos. Porém, o desenho só dá o ar da sua graça, conforme o arroz vai crescendo.

Nas vésperas de ser colhido, o desenho toma a sua forma perfeita e cheia de simbolismo. Incrível essa arte, não acha?

Inakadate fica localizada no Distrito Minamitsugaru de Aomori, no Japão. A área total da vila é 22,31 km ² com uma população com pouco menos de 10.000 habitantes.

Cada ano, os agricultores e moradores da região se mobilizam para plantar e assim criar as imagens magníficas. É um verdadeiro trabalho em equipe!

Visto de cima, estas obras de arte são impressionantes. As obras primas podem ser vista entre julho e agosto, até que a safra seja colhida em setembro.

A cada ano, uma imagem diferente é criado e o resultado supera todas as expectativas, tamanha perfeição e riqueza de detalhes. Essa imagem abaixo foi o tema de 2011:

Tema de 2012, retratando o “Shichi Fuku Jin“, os sete deuses da sorte do Japão.

Tanbo-8

Temas de 2013: Gueixa e Marilyn Monroe
Marilyn Monroe

Veja o processo da imagem aparecendo:

Quer Aprender Japonês?

4 Comentários

  1. marcos

    日本を愛してください。

  2. Japão em Foco

    Oi Marcos!
    Também amo o Japão rs
    Abraços!

  3. Pingback: Belos Terraços de Arrozais no Japão | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *