Japão permitirá a abertura de cassinos em resorts integrados a partir de 2020


Uma das principais economias do mundo e próximo país a sediar os Jogos Olímpicos, o Japão vem lidando com vários aspectos que influenciam o fluxo de turistas em todo o país nas Olimpíadas de 2020, em Tóquio.

Em 2016, o Japão permitiu cassinos em resorts integrados que abrangem hotéis, salas de conferências e instalações para eventos no país. Contudo, algumas questões burocráticas no Japão fizeram com que a chegada fosse adiada – então, em julho de 2018, um passo importante foi dado e o parlamento do Japão publicou uma lei que vai permitir a abertura de três cassinos a partir de meados de 2020.

Não se trata apenas de cassinos. Estes espaços terão como objetivo aumentar o número de turistas em todo o Japão, contribuindo para que se torne ‘uma grande nação de turismo’ e, assim, apoiar aquela que é a terceira maior economia do mundo”, disse o porta-voz do governo japonês Yoshihide Suga, durante uma conferência de imprensa.

De acordo com a empresa de consultoria britânica H2 Gambling Capital, o Japão é terceiro país que mais aposta no mundo. Por lá, é permitido apostas em jogos típicos do Japão e em loterias locais.

A Newzoo, empresa de inteligência e análise de mercado com foco principal em jogos, fez um relatório no ano passado e concluiu 77% do público japonês que se interessa por jogos investe recursos em itens de games ou no cenário virtual do mesmo setor. Além disso, o estudo concluiu que 26% da população online do Japão assiste a conteúdos de jogos.

Desta forma, com o acesso dos japoneses e de turistas a jogos clássicos do entretenimento online em cassinos, a H2 Gambling Capital estima que, com a liberação dos cassinos em resorts integrados, o Japão poderá fazer frente a Macau como uma das grandes potências asiáticas em cassinos na próxima década.

Osaka deverá receber o primeiro cassino em resort integrado no Japão

Japão permitirá a abertura de cassinos em resorts integrados a partir de 2020

Após a autorização do governo japonês para a abertura cassinos em resorts integrados, Osaka foi a única cidade de grande porte a mostrar grande interesse imediato, mas esse cenário deve mudar nos próximos meses.

Enquanto Osaka é atualmente a única cidade importante que levantou a mão, ainda estamos na fase de pré-jogo. Acredito que o quadro daqui a seis meses será consideravelmente diferente, com várias cidades e prefeituras levantando a mão para competir contra Osaka e outros por uma das três licenças”, disse Brendan Bussmann, gerente de relações governamentais — em declarações à Forbes.

De acordo com a Global Market Advisors, empresa líder mundial em pesquisa e consultoria em jogos, estima-se que a receita anual de jogos em Osaka ultrapassaria US$ 5 bilhões. Vale destacar que Osaka é a terceira maior cidade do Japão e uma das mais turísticas da Ásia.

O turismo de entrada para Osaka aumentou em cinco vezes entre 2012 e 2017, crescimento maior do que as visitas a capital Tóquio, por exemplo.

Em declarações à Reuters, Takeshi Yamaguchi, diretor de pesquisa da CBRE (empresa de serviços imobiliários) em Osaka, disse que a cidade tem grande potencial de crescimento: “Em comparação com Tóquio, Osaka está posicionada para um crescimento mais longo e sustentável no desenvolvimento e turismo por causa de coisas como o resort integrado.

Se em 2017 Osaka recebeu 11 milhões de turistas em 2017, Yamaguchi projeta que esse fluxo de turistas será muito maior até 2030. “Os visitantes estrangeiros em Osaka poderão chegar a 26 milhões por ano até 2030”, diz ele.

No ano fiscal de 2017, os gastos com turismo na região de Kansai, que incluem as cidades de Osaka, Kyoto e Nara, mais que triplicaram para 1,3 trilhões de ienes (US$ 11,64 bilhões), de acordo com um relatório do banco central.

Exposição Universal de 2025 é um trunfo de Osaka para a próxima década

No ano passado, Osaka conquistou o direito de sediar a Exposição Universal de 2025 — 55 anos após a Osaka World Expo de 1970, um evento marcante que simbolizou o rápido desenvolvimento econômico do Japão em período inicialmente adverso no país.

As autoridades do governo japonês acreditam que 28 milhões de pessoas visitarão o evento de 185 dias de maio a novembro de 2025 e que isso proporcionará um aumento de aproximadamente 2 trilhões de ienes para a economia. Além disso, 3,5 milhões dos 28 milhões de visitantes previstos para a feira de 2025 virão do exterior.

O projeto da Expo, baseado na cocriação de uma sociedade futura para enfrentar os desafios globais, tem uma forte ressonância com a comunidade internacional. Após o memorável sucesso da Exposição Universal de 1970, estamos ansiosos para ver a Exposição Universal ganhar vida mais uma vez em Osaka“, disse o secretário-geral do BIE (Escritório Internacional de Exposições), Vicente Loscertales.

Em amplo crescimento econômico e programada para sediar um evento com de grande alcance mundial em 2025, Osaka indica que está pronta para ser a primeira cidade na história do Japão a abrigar cassinos em resorts integrados e, quem sabe, ditar uma nova tendência em solo japonês.

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *