Kori no Suizokukan – Um aquário congelado no Japão

Kori no Suizokukan - Aquário congelado no Japão

Kori no Suizokukan – Um aquário congelado no Japão
O Kori no Suizokukan (氷の水族館) é um aquário congelado situado na cidade de Kesennuma, na província de Miyagi, local onde ocorreu o tsunami em 2011. O aquário foi inaugurado em 2010 e abriga mais de 450 animais da fauna marinha de mais de 80 espécies, todos capturados nas redondezas e expostos dentro de enormes blocos de gelo.

É praticamente um museu aquático. Com o verão se aproximando, que aliás é mais quente a cada ano, esse aquário serve como uma forma de se divertir ao desfrutar dos vários tipos de peixes e animais aquáticos como caranguejos ou polvos, bem como objetos incomuns, como garrafas de saquê, flores, entre outros objetos embutidos em enormes blocos de gelo, ao mesmo tempo em que se refresca do calor escaldante do lado de fora do aquário.

Kori no Suizokukan - Aquário congelado no Japão
No entanto, os visitantes geralmente permanecem poucos minutos dentro do aquário, devido à temperatura muito baixa (-20° Celsius negativos), que impede o derretimento dos blocos de gelo. Os visitantes também precisam usar roupas especiais para mantê-los aquecidos, pois caso contrário, começam a sentir fortes dores no corpo em pouquíssimos minutos.

Kori no Suizokukan - Aquário congelado no Japão
A técnica utilizada é chamada de Congelamento Flash, um método de resfriamento que não danifica a aparência do peixe e permite, desta forma, manter os olhares vívidos das amostras marinhas como se realmente estivessem vivos. Os blocos de gelo são refletidos por uma luz neon azul, que causa um efeito bem legal.

Assista a alguns vídeos para conhecer um pouco mais desse estranho e exótico aquário no Japão:

Quer Aprender Japonês?

2 Comentários

  1. Pingback: Water Fryer - Fritadeira dentro de um aquário | Curiosidades do Japão

  2. Pingback: Hotel feito de gelo - Alpha Resort em Hokkaido | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *