O conceito de Uchi-Soto na sociedade japonesa

conceito de uchi e soto

No pensamento japonês, há uma grande diferença entre como você trata as pessoas dentro de seu círculo íntimo (familiares e amigos (Uchi – 内) e como você trata as outras pessoas fora desse círculo (Soto – 外). Essa diferenciação é normal, afinal não costumamos tratar pessoas próximas da mesma maneira que tratamos outras as quais não temos muita intimidade.

Muitas vezes temos dificuldade em um primeiro momento de nos integrarmos a um novo grupo (nova escola, novo emprego,…) mesmo que as pessoas do grupo façam o possível para nos encaixar. No Japão, isso pode ser ainda mais difícil; Caso queira juntar-se a um grupo a qual não pertença, mesmo que se esforce muito, existe o risco de não ser bem aceito.

Antigamente, a sociedade japonesa girava basicamente em torno do sistema Ie (家), isto é, em torno da casa e da família. O chefe da família costumava ser o homem mais velho, que tinha a responsabilidade de gerenciar e manter todos os outros membros familiares em harmonia.

Dentro do âmbito familiar como na sociedade como um todo, existe a preferência pela harmonia que na visão deles só é conseguida através do pensamento coletivo. Ou seja, na cultura japonesa, as opiniões individuais não costumam ter muito valor porque a preferência é pelo senso comum, onde todos precisam estar de acordo antes de quaisquer mudanças.

Mas enfim, o que realmente significa Uchi e Soto?

As diferenças entre Uchi e Soto podem ser bastante sutis. Em relação ao conceito “Uchi”, em primeiro lugar vem a família é claro, seguido dos amigos e colegas de trabalho. O restante, ou seja tudo que esteja fora do seu círculo social pode ser incluído como “Soto”.

Soto seria o mundo externo onde estariam incluídos, por exemplo, clientes em geral e também os estrangeiros. O contato com pessoas “Soto” costuma ser feito sempre através do “Keigo”, que é forma mais polida da língua japonesa. Como sabemos, no Japão, os clientes costumam ser tratados com muitíssimo respeito e isso tem um pouco a ver com o conceito “Soto”.

Assim como os clientes em geral, os turistas e os estrangeiros são sempre considerados “soto” na sociedade japonesa. Não importa que você tenha vivido no Japão durante anos, você sempre será tratado como “gaijin”. Mas por favor, não me entenda mal. O fato deles te tratarem como “Soto”, não significa que eles vão te tratar mal. Aliás, muito pelo contrário.

É bem provável que você seja melhor tratado por eles do que pessoas que pertençam ao próprio círculo deles. No entanto, é normal sentir que existem barreiras neste tipo de interação. A comunicação com certeza é uma delas. Além disso, muitos japoneses sentem-se um pouco perdidos ao conversarem com estrangeiros os quais não convivem em seu círculo.

Talvez seja insegurança por não saberem como interagir apropriadamente com eles. E apesar da extrema educação que os japoneses costumam dispensar às pessoas soto, isso nem sempre significa que eles tenham a intenção de tornarem-se seus melhores amigos.

Claro que é possível que alguns deles estejam realmente interessados ​​em conhecer você e sua cultura ocidental, mas a grande maioria, mesmo que inconscientemente, sente que esse tipo de interação pode causar uma espécie de ameaça à harmonia do seu “Uchi”.

Bem, devemos nos lembrar que o Japão é um país que permaneceu fechado por muito tempo e que só recentemente começaram a se abrir um pouco mais para o mundo ocidental. E apesar do conceito uchi / soto ainda estar muito presente na cultura empresarial japonesa, temos a impressão que as gerações mais novas são mais maleáveis a esse respeito.

Talvez devido ao conceito uchi / soto muitas pessoas dizem sentir dificuldades em fazer amizades com japoneses, exceto é claro se fizerem parte do seu “Uchi” como acontece através da convivência que temos com eles no âmbito do trabalho ou algo do tipo.

Mas se você tiver êxito em conquistar amizades japonesas, tenha certeza que terá ganho grandes amigos que estarão sempre ao seu lado. Ah, e não deixe que esses aspectos culturais o impeça de buscar uma aproximação maior com eles. Pode ser difícil mas não é impossível. E saber se comunicar bem em japonês pode com certeza tornar as coisas mais fáceis.

O conceito de uchi-soto também está relacionado a outro conceito japonês: honne e tatemae. Vou exemplificar: Quando você está no seu grupo (uchi), você pode ser honesto (honne) e falar o que realmente sente, mas quando você está com estranhos (soto) você tende a ser mais reservado com suas opiniões, evitando dizer coisas diretamente (tatemae).

Enfim, o intuito desse artigo é apenas mostrar esse significativo aspecto cultural da sociedade japonesa. Assim você estará ciente que essas formalidades podem ser muito mais do que mera hospitalidade; A distinção uchi-soto está sempre presente nas interações sociais no Japão portanto não se sinta frustrado se a sua tentativa de fazer amizade ir por água a baixo.

Bom, espero que tenha conseguido compreender um pouco sobre o conceito Uchi (内) e Soto (外). Caso tenha ficado com alguma dúvida, por favor, poste nos comentários. E compartilhe conosco sua opinião sobre o assunto e se já se deparou com alguma situação relacionada a esse conceito. Obrigada por ter lido o artigo! Nos vemos em breve! 🙂

Participe da 10° Semana da Língua Japonesa 2018!

10° SEMANA DA LÍNGUA JAPONESA

Fontes pesquisadas: ageekinjapan.com, gaijinpot.com japanology.org

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *