Ise-katagami, a refinada arte japonesa de estampa em tecidos!

Ise-katagami

Katagami (型紙) ou Ise-katagami (伊勢型紙) é a arte japonesa de fazer estêncis de papel para tingir tecidos. Foi designado como uma das propriedades culturais intangíveis do Japão em 1993. A arte é tradicionalmente centrada na cidade de Suzuka, província de Mie.

Sua origem remonta ao período Nara, e de acordo com uma lenda local, a técnica teria começado há mais de 1000 anos, desenvolvida em meados do período Muromachi (1336-1573) e consistia em pintar tecidos que seriam usados para confeccionar quimonos.

Recebeu o nome de Ise-katagami pois Ise era o nome antigo da atual província de Mie, que era (e ainda é) o local onde se concentrava os principais artesãos dessa arte têxtil milenar.

Os estêncis são criados a partir de múltiplas camadas de papel washi (papel tradicional japonês) coladas uma sobre as outras com uma cola natural extraída do caqui chamada kakishibu. O estêncil é recortado formando uma figura e depois colocado sobre o tecido.

Ise-katagami art

Veja também:
Karakami: Uma Arte Milenar Tradicional Japonesa
5 Curiosidades Sobre o Papel Washi
Yosegi-zaiku: A tradicional arte japonesa com madeira

Com um pincel ou outras ferramentas de pintura, o artesão pinta o tecido sob o estêncil e, quando retirado o molde, as áreas cobertas permanecem limpas, formando os desenhos ou padrões. Para cada cor, há a necessidade de se preparar uma lâmina diferente.

Ise-Katagami tornou-se cada vez mais popular ao longo do período Edo. Ele foi usado como uma maneira elegante de decorar padrões de quimono e roupas. Atualmente, é reconhecido como uma arte refinada japonesa, tornando-se propriedade cultural intangível do país.

O último artesão shabari

A técnica consiste em quatro processos principais: hori, que pode ser feito através de várias técnicas de corte, urabari (colando papel washi na parte de trás do estêncil), tsurikiri (cortes de apoio para criar o padrão e, finalmente, shabari (reforçando o estêncil).

Ainda podemos encontrar alguns artesãos hábeis nas primeiras três etapas do processo de criação dos estêncis, mas o Sr. Tanaka é o único artesão shabari que restou no Japão. Shabari desempenha um papel importante no processo de Ise-Katagami. Sem este passo, a tinta se infiltrava através do estêncil intrincado, prejudicando seriamente o resultado final.

Essa situação veio à tona após esse tweet receber 31 mil curtidas e ser compartilhado 46 mil vezes. O autor do tweet é @atsushi800, um artesão chamado Atsushi Kimura.

Tradução:

“Alguém aí gostaria de ser o único artesão shabari do Japão? Shabari é um ofício necessário para realizar o Ise-Katagami. O único artesão vivo está aqui em Shiroko (um distrito em Suzuka, Província de Mie) e ele já está no final dos seus 70 anos. Todos os dias, ele diz: “Eu quero parar”, mas ele não pode, pois continua recebendo encomendas de todo país”.

Para mostrar como funciona o ofício de Shabari, o Sr. Tanaka aplica uma fina camada de urushi, ou laca japonesa ao estêncil esculpido.

Então, com a ajuda de um assistente (neste caso, sua esposa), o Sr. Tanaka estica a malha de seda tão firmemente quanto possível para cobrir a superfície do estêncil e depois a prende.

Em seguida, ele retira cuidadosamente o papel de suporte, revelando o estêncil ligado à malha de seda. Isso completa a primeira metade do processo shabari.

A segunda parte começa por limpar as pequenas manchas de laca presas à malha, um passo demorado, mas necessário.

Isso finalmente deixa um estêncil limpo.

Depois disso, o Sr. Tanaka deixa o estêncil esticado durante a noite em uma prensa e aplica um revestimento de laca urushi.

Et voila! Um padrão de estêncis Ise-Katagami pronto para ser usado.

Buscando um Aprendiz desesperadamente

O Sr. Tanaka quer transmitir seus ensinamentos a um aprendiz digno que possa se dedicar à arte e ajudar essa importante tradição a sobreviver e prosperar.

Se você deseja ser esse aprendiz, aqui está o que precisa saber:

1. Os candidatos (que pode ser de qualquer nacionalidade) são bem-vindos para se candidatar, mas é necessário saber ao menos o japonês básico para conversação.

2. O aprendizado geralmente leva cerca de três anos para ser concluído, mas se você for esforçado e apaixonado pelo que faz, você poderá completá-lo em um ano.

3. Vocês estarão vivendo em um estúdio com outros artesãos e aprendizes de outros processos estêncil Ise-Katagami.

4. Você pode não ser adequado para o ofício caso tenha uma pele particularmente sensível ou uma alergia à laca urushi.

Se você tem interesse em ser aprendiz, envie sua solicitação para terakoya.kataya@gmail.com (de preferência em japonês).

Se você não pretende se candidatar aprender shabari, mas ainda quer uma chance de aprender mais sobre Ise-Katagami e obter alguma experiência prática durante sua viagem à província de Mie, o estúdio e escola Terakoya Isekatagami em Suzuka oferece dois Workshops onde você pode criar o seu próprio yukata (quimono de verão) ou tenugui (toalha para secar as mãos).

Se você estiver na região por pelo menos quatro noites e cinco ou seis dias, poderá participar de um curso mais intensivo dessa arte tradicional japonesa. Os candidatos que se saírem bem podem até ganhar uma oportunidade de se tornar artesãos Ise-Katagami.

Aproveite a estadia em Suzuka e conheça o Museu Ise-Katagami no distrito de Shiroko. Lá você terá oportunidade de conhecer de uma forma mais profunda a história de Ise Katagami, uma arte milenar que corre riscos de desaparecer em um futuro não muito distante.

Ise-Katagami Museum
Endereço: 〒510-0242 Mie ken Suzuka city Shiroko Honcho 21-30 (Mapa)
Telefone: 059-368-0240
Email: bunkazai@city.suzuka.lg.jp

Esperemos que o Sr. Tanaka encontre o candidato ideal para que possa finalmente aproveitar sua aposentadoria. Quem sabe, seu futuro aprendiz não está lendo este artigo agora…


Link do vídeo (YouTube)

Fonte: grapee.jp

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *