Kakizome (書初め) – A primeira caligrafia do Oshougatsu


Kakizome – A primeira caligrafia do Oshougatsu

Kakizome (書初め) é uma das tradições do Ano Novo japonês e é a primeira escrita no início do ano, mais precisamente no dia 2 de janeiro. Nesse dia são feitas diversas competições Kakizome em escolas primárias e secundárias, para testar as habilidades de escrita dos estudantes. Essa tradição também é chamada de “Kitsusho Hajime” (Primeira escrita da fortuna).

A Caligrafia japonesa é parte integrante do currículo escolar e é ensinado em todas as escolas, como parte do kokugo (linguagem nacional). Para fazer um Kakizome, usa-se tinta preta, misturada ao Wakamizu (primeira água do Ano Novo), pincel especial e papel especial chamado Gasenshi (画 仙 纸) de 28 × 85cm (estilo pergaminho).

Crianças e famílias escrevem sua citação favorita, poesia, haiku ou um provérbio em caracteres japoneses, criando belas obras de arte. Depois de pronto, o costume manda que se pendure na parede, como um ornamento da casa até o dia 14 de janeiro, quando ocorre o Festival de Sagicho.

Nesse dia, o Kakizome é queimado e segundo a tradição, se o papel voar alto durante a queima, significa que quem escreveu vai se tornar mais habilidoso e dessa forma, irá melhorar sua escrita durante o ano.

Pode ter certeza que não basta somente rabiscar um papel. Para fazer uma bela Caligrafia japonesa requer muita prática e habilidade em segurar o pincel, em preparar a tinta, além de um ritual para se colocar os traços no papel, onde se pode misturar os três sistemas de escrita: Kanji, hiragana e katakana.

Kakizome nada mais é do que linguagem transformada em arte e é uma tradição tão popular que todo dia 5 de janeiro ocorre um evento de Kakizome no Nihon Budo-kan em Tóquio, onde mais de 4 mil calígrafos se reúnem anualmente para a competição. Esse evento é amplamente coberto pela mídia japonesa, assim como o Carnaval carioca é coberto aqui no Brasil.

Não há restrições para o que se escrever no Kakizome, mas segundo o costume, devemos aproveitar a ocasião para escrever coisas vindas do coração, metas ou desejos que queremos para nós ou para os outros. O importante é que as palavras, frases ou provérbios tenham vindo do coração e tenham realmente um significado bom e relacionado ao que se está sentindo.

Vídeo sobre Kakizome

Obs: Texto originalmente escrito em 2 de janeiro de 2012

Quer Aprender Japonês?

5 Comentários

  1. Douglas

    Os caracteres japoneses já são lindos, mesmo quando são feitos as pressas, agora com todo o capricho do Shodo fica muito melhor!
    Tenho vontade de me arriscar a aprender Shodo ^^
    Abraços!

  2. Japão em Foco

    Oi Douglas!
    Eu também acho legal, mas acho que não tenho muita habilidade com o pincel não rs. Mas acho lindo os kanjis escritos no shodo. Nem parecem letras… parecem mais obras de arte! Abraços!

  3. Sakura Haruno

    muito legal!os japoneses são verdadeiros artistas…alias,eles são talentosos em tudo em que se dedicam!uma coisa é certa:quando o japones quer algo ele consegue! 😉

  4. Japão em Foco

    Oi Sakura Haruno!
    Verdade… por isso que existe aquele ditado japonês Caia 7 vezes, levante 8 (Nanakorobi Yaoki) que significa ser persistente e jamais se dobrar diante das dificuldades. Obrigada pelo comentário!

  5. Pingback: Tradições de Ano Novo no Japão | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *