O Primeiro Discurso de Aniversário do Imperador Naruhito


O Primeiro Discurso de Aniversário do Imperador Naruhito

Naruhito subiu ao trono depois que seu pai, Akihito, abdicou, tornando-se o primeiro imperador japonês a renunciar em mais de 200 anos. A constituição japonesa define imperador como o símbolo da nação e da unidade do povo.

No Japão, o aniversário do imperador é um feriado que abrange todo o país. Segundo a tradição, naquele dia, o público em geral pode visitar os jardins do Palácio Imperial de Tóquio, onde o imperador e sua família cumprimentam os visitantes. No entanto, este ano, as autoridades decidiram cancelar as comemorações devido ao atual surto de coronavírus.

O imperador, que completa 60 anos neste domingo (23 de fevereiro), fez um discurso durante uma entrevista coletiva realizada em comemoração ao seu aniversário.

Em seu discurso, o Imperador Naruhito prometeu apoiar o povo japonês nos desafios ambientais e sociais que vão desde as mudanças climáticas ao novo surto de coronavírus. “Acredito que a família imperial tenha uma parte da responsabilidade” de enfrentar esses desafios, disse ele a repórteres em sua residência perto do Palácio Imperial.

Meu caminho como símbolo da nação está apenas começando. Pensando no caminho percorrido pelo Imperador Emérito [Akihito], bem como outros monarcas, pretendo cumprir meus deveres como o símbolo que constantemente pensa nas pessoas“, disse o imperador.

O Primeiro Discurso de Aniversário do Imperador Naruhito

Imagem: royalwatcherblog.com/

Nesta sociedade em rápida mudança, estou contemplando medidas em nossos deveres oficiais que seriam complementares a essas mudanças sociais

Ele apontou a crise climática como um dos principais desafios que o Japão enfrentou nos últimos anos. Diz-se que a mudança climática contribuiu para tufões mais fortes e grandes inundações no país nos últimos anos.

Juntamente com a imperatriz Masako, ele visitou no final de dezembro as prefeituras de Miyagi e Fukushima para incentivar as pessoas afetadas pelo devastador tufão Hagibis em meados de outubro. Ele disse na sexta-feira que planeja fazer outra visita a Tohoku.

Durante a entrevista coletiva, o imperador ofereceu palavras de conforto àqueles que foram afetados pelo desastre, incluindo o Grande Terremoto no Leste do Japão, tsunami e crise nuclear em março de 2011, que deslocou muitos e custou a outros casas e propriedades.

Muitas das vítimas carregam cicatrizes (emocionais) que ainda não cicatrizaram“, disse ele. O imperador também expressou sua simpatia pelas pessoas afetadas pelo surto do COVID-19.

Os temores de Coronavírus forçaram o cancelamento da sua celebração de aniversário, que incluiria seu primeiro discurso público desde sua ascensão ao trono em 1º de maio.

O imperador também reconheceu os desafios em sustentar a família imperial, mas não comentou o debate político em torno da questão de mudar as regras de sucessão.

A Lei da Casa Imperial de 1947 afirma que apenas os homens na linhagem paterna podem subir ao trono. A Dieta retomará a discussão sobre sucessão imperial no próximo mês.

A família imperial agora tem apenas três herdeiros: o irmão mais novo do imperador, Akishino, 54; o filho do príncipe herdeiro, príncipe Hisahito, 13; e o príncipe Hitachi, 84, tio do imperador.

Em meio ao debate sobre o futuro do sistema imperial, atenção especial foi direcionada ao uso de fundos estatais para financiar os ritos religiosos xintoístas vinculados ao elaborado processo de entronização. O príncipe herdeiro está entre os críticos do sistema existente.

Enfatizando que os ritos eram sem precedentes, o imperador disse que a série de cerimônias de um ano havia sido “pensada em consideração ao interesse do público”.

O imperador também expressou sua preocupação com o aprofundamento das questões sociais que o Japão enfrenta, incluindo abuso infantil e pobreza. Ele pediu mais esforços para integrar grupos minoritários, como residentes estrangeiros, pessoas com deficiência e pessoas que se identificam como LGBT tais como lésbicas, gays, bissexuais ou transgêneros.

O imperador disse que estava esperançoso com as Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio 2020, não apenas como eventos esportivos, mas também como um passo em direção ao entendimento mútuo entre as pessoas do mundo e à criação de uma sociedade inclusiva.

Espero que, para os japoneses, principalmente para os jovens, os jogos se tornem uma chance de enriquecer sua compreensão do mundo diverso e de promover uma perspectiva global, enquanto que para pessoas do exterior, uma chance de aprender sobre o Japão“, ele disse.

Fonte: japantimes.co.jp, sputniknews.com

Quer Aprender Japonês?

1 Comentário

  1. carlos abreu

    Não entendo o porque do Imperador do Japão expressar que irá fazer isso ou aquilo se a sua figura, assim como a dos demais ‘nobres’ é meramente decorativa. Ele não manda nem no palácio em que vive, que é regido por protocolos. Ele interpreta um papel, como um ator, durante toda sua vida. Fora isso, ele não é a cara do Zacarias dos Trapalhões? Rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *