Lanterna que funciona com água e sal

Lanterna que funciona com água e sal

Lanterna que funciona com água salgada
Como sabemos, uma lanterna é muito útil em vários momentos da nossa vida. Agora tenta imaginar uma lanterna, como essa criada pela empresa Green House, que não necessita recarregar e nem pilhas. Melhor ainda se ela para funcionar, necessite de algo fácil de encontrar em qualquer lugar como a água salgada.

Parece inacreditável, mas a lanterna usa um fundamento simples, o eletrólise, que em combinação com o LED, fornece uma luz forte, clara e livre das baterias convencionais. Ela funciona a partir de uma pilha química com um eletrodo de magnésio (anódio) e outro com compostos de carbono (catódio).

Lanterna que funciona com água e sal

Assim, a água salgada que você coloca no reservatório serve de solução eletrolítica que promove o trânsito de elétrons entre os polos. Os íons se deslocam entre o bastão de magnésio e o bastão de carbono, gerando uma corrente elétrica de 1,5 V que permite acender 10 LEDs brancos com 55 lumens de brilho.

A lanterna de 680 gramas só precisa de 350 mililitros de água salgada (com 16 gramas de sal de cozinha) para gerar energia e iluminar qualquer ambiente por até 8 horas seguidas. A mistura de água e sal não precisa ser exatamente a recomendada pela fabricante, mas isso pode interferir na autonomia do produto.

Só tem um porém: O eletrodo de magnésio é descartável e serve para gerar até 120 horas de energia para os LEDs da lanterna. Quem adquirir o produto pode comprar novas unidades do componente de magnésio com a fabricante ou em lojas especializadas no Japão pelo preço de ¥ 980 (cerca de 20 reais).

Felizmente a água salgada está disponível gratuitamente, e para quem for usar a lanterna estando em embarcações em alto mar, então sairá no lucro, já que terá ao seu redor água salgada em abundância. Ela também pode ser muito útil em ocasiões de emergência, como desastres naturais como terremotos e tsunamis.

A nova lanterna da Green House ainda possui uma porta USB para recarregar aparelhos (smartphones e tablets) com até 4,5 V. Ela será lançada ainda neste mês (setembro de 2012), pelo valor de ¥ 3.980 (cerca de 80 reais).

Fonte: Green House

Quer Aprender Japonês?

7 Comentários

  1. Douglas

    Com uma lanterna dessa buscaria água da praia aqui de perto, assim iria carregar celular, câmera e video-game. Achei legal, só no Japão para inventarem esse tipo de coisa.

    Mudando um pouco de assunto, ontem 11/09/12, estive no equipo hotel ( que ocorreu no Pavilhão de Exposições do Anhembi). Lá tinha uma parte dedicada a produtos alimentícios, foi bem legal, comi alguns doces e tomei chá verde (e também consegui me comunicar um pouquinho em japonês xD).
    Peguei diversos folhetos(novo material para tentar decodificar ^^) em formato de revistas pequenas com umas 15 páginas, bom parte escrito em japonês mesmo. Gostei de um sobre a província de Shimane, fala das comidas e bebidas de lá. Vou deixar um link sobre o pavilhão:
    http://madeinjapan.uol.com.br/2012/09/11/pavilhao-do-japao-apresenta-produtos-na-equipotel-2012/

    Abraços!
    でわまった!!!

  2. Japão em Foco

    Oi Douglas!
    Obrigada pelo link. Nossa, parece que foi bem legal essa feira de produtos alimentícios do Japão no Anhembi hein. Uma das coisas que mais sinto falta do Japão é da comida. Embora no Brasil tenha muitos restaurantes japoneses, não é a mesma coisa rs. Abraços!

  3. williane

    💡 ➡ é bem legal vamos inventar use sua criatividade 🙄 ❗

  4. Japão em Foco

    Oi Williane!
    Bem legal essa invenção né!
    Obrigada por comentar!
    Abraços!

  5. Sakura Haruno

    o japão realmente é de mais!super criativo 💡 !acharam a solução para o meu maior problema:pilhas!além de serem caras duram apenas algumas horas e ja viu,né?um desperdicio absurdo!amei a iniciativa!se importarem aqui, para o brasil,eu compro! 😀

  6. Japão em Foco

    Oi Sakura Haruno!
    Muito legal essas lanternas não é mesmo? Nem me fale sobre pilhas… é um saco ter que ficar comprando ou mesmo recarregando né mesmo? Abraços!

  7. Pingback: Máquina transforma plástico em combustível | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *