Chinatown, um pedacinho da China em Yokohama


chinatown-yokohama

Chinatown, o bairro chinês de Yokohama

Yokohama é o lar de um dos maiores bairros chineses do Japão e quiça, do mundo. São mais de 600 restaurantes e mais de 500 lojas que vendem de tudo que você imaginar como móveis, especiarias, cerâmicas, roupas, bijuterias, entre outras coisas.

O nome desse bairro é Chinatown, um bairro chinês considerado o maior do Japão, superando até os de Kobe e Nagasaki. Na verdade, o Chinatown de Yokohama é inclusive, o maior inclusive da Ásia, além de estar entre as maiores do planeta.

Há 150 anos atrás, Yokohama mal podia ser chamado de cidade, mas depois que se tornou porto internacional, a cidade cresceu rapidamente e acabou de dividindo em duas metades, uma para os japoneses e o outro para os residentes internacionais. No meio do lado internacional, alguns imigrantes chineses estabeleceram algumas lojas e restaurantes no final de 1800, em um local conhecido hoje como Chinatown (Chukagai Motomachi).

Chinatown, centro comercial e cultural chinês em Yokohama

História de Yokohama Chinatown

A presença chinesa em Yokohama remonta a 1859, quando o porto da cidade foi aberto aos comerciantes estrangeiros. Navios vindos da América, Europa e também China, vinham negociar com os japoneses. Os estrangeiros foram autorizados a viver apenas em determinadas áreas da cidade e os chineses estabeleceram-se no que é hoje conhecida como Chinatown. Construíram escolas, centros comunitários, templos, restaurantes e comércios nesse local.

No entanto, a população chinesa diminuiu após o grande terremoto de Kanto de 1923 que devastou a cidade. Foram mais de 100.000 mortes e 1,9 milhões de desabrigados. Com isso, muitos chineses resolveram voltar para a casa. A eclosão da guerra em 1937, dizimou a comunidade que se manteve e a área permaneceu estagnada até 1972, quando o Japão estabeleceu relações diplomáticas com a República Popular da China.

Zenrin-mon, Portal da Amizade em Yokohama Chinatown

O evento provocou uma onda de interesse pelos produtos chineses e a comunidade chinesa foi se reerguendo gradualmente. Em 1955, foi construído o Zenrin-mon, um portal da amizade. Assim, o local foi oficialmente batizado de Yokohama Chukagai ou Yokohama Chinatown e se tornou uma grande atração turística, onde milhares de pessoas de todas as nacionalidades visitam todos os anos.

As maiores atrações em Chinatown é sem dúvidas nenhuma o seu centro gastronômico e enorme quantidade de lojas, onde é possível adquirir por bons preços, diversos tipos de artigos, praticamente todos vindos da China. Lá tem restaurantes para todos os gostos e bolsos, desde populares ao mais sofisticados, o que abre um grande leque de opções para os visitantes.

Chinatown possui uma grande quantidade de restaurantes, se tornando um grande centro gastronômico da região

Chinatown também possui diversos templos chineses construídos por imigrantes chineses. O mais conhecido é o Kanteibyo Yokohama, fundada em 1862. O templo, que originalmente era modesto, foi destruído pelo terremoto em 1923 e sofreu danos durante o ataque aéreo de 1945 durante a Segunda Guerra Mundial, além dos incêndios acometidos em 1981 e 1986.

Porém cada vez que um desastre acontecia, a comunidade local se reunia e reconstruía o templo novamente, de forma ainda mais espetacular.

Hoje o templo é muito grande e belíssimo e lá ocorrem diversos cultos voltados para a comunidade chinesa da região.

Em Chinatown, também ocorrem alguns festivais como no Ano Novo em janeiro com desfiles em tages folclóricos chineses além de apresentações de rua como a dança do leão e do dragão, o Festival Kanteitan, em julho, para comemorar o aniversário de Kan’u (personagem da história antiga chinesa, “Romance dos Três Reinos”) e o Festival Kokkeisetsu em outubro para comemorar o Dia Nacional da Fundação da China.

O acesso a Chinatown à partir de Tóquio foi bem facilitada após a construção de uma linha ferroviária chamada Minato Mirai, que faz parte da linha Tokyu Toyoko, que faz com que a viagem de Shibuya até a estação Chukagai Motomachi, onde fica o Yokohama Chinatown, leve apenas 30 minutos.

Templo Kanteibyo Yokohama, fundada em 1862, quando um imigrante chinês trouxe uma escultura de Gong Guan,关公 , da China.

Vista espetacular de Yokohama City à noite

O local ainda conta com outras atrações que valem a viagem como um grande parque de diversões, além da vista do porto de Yokohama e dos belos edifícios que circundam a cidade belíssima de Kanagawa. À noite a vista ainda é mais bela devido à quantidade de luzes emanadas dos altos edifícios.

Se quiser ver mais fotos de Yokohama Cinatown, clique aqui.
Para maiores informações sobre Yokohama Chinatown,
visite a página oficial (em inglês)

Conheça um pouco de Chinatown através do vídeo abaixo:

Quer Aprender Japonês?

6 Comentários

  1. Pingback: Lanternas japonesas Chouchin e Bonbori | Curiosidades do Japão

  2. Marcos de Souza

    Pra que não haja duvidas….
    JAPÃO te AMO……

  3. Japão em Foco

    Oi Marcos!
    Eu também!

  4. Pingback: Festival de Lanternas de Nagasaki | Curiosidades do Japão

  5. Pingback: Japão | 117 dicas de turismo | Domingão de Twittadas

  6. Gabriel

    Japão e sua arquitetura perfeita
    Abraços de chiba-ken

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *