Em breve você poderá ficar em uma das prisões mais belas e históricas do Japão


A mais antiga prisão do Japão vai renascer como hotel de luxo

Passar a noite na prisão geralmente não é uma coisa que a maioria das pessoas desejam. A menos que você esteja hospedado na Prisão Juvenil de Nara, no Japão, uma estrutura histórica de tijolos vermelhos construída em 1908, com arcos ocidentais e cúpulas arredondadas que lhe dão mais uma aparência de castelo do que de uma prisão propriamente dita.

A prisão foi fechada em 2017, mas está sendo preservada por seu significado arquitetônico e histórico. A estrutura renovada será reaberta em 2020 como um hotel de luxo. A iniciativa é parte de um projeto que visa melhorar a imagem da área para atrair mais turistas.

A Prisão de Nara foi projetada pelo arquiteto Keijiro Yamashita, o avô da arquitetura carcerária do Japão, sendo o grande nome por trás do que é conhecido como “As Cinco Grandes Prisões de Meiji” (localizado em Chiba, Kanazawa, Nagasaki, Kagoshima e Nara).

A prisão está espalhada por uma área de 106.000 metros quadrados. Foi usado como uma prisão juvenil de 1946 até o seu fechamento em 2017. Ou seja, durante esse período, a prisão abrigou criminosos juvenis, mas com forte ênfase na reabilitação.

Com belos jardins e detalhes arquitetônicos atraentes, é natural se perguntar por que tanto cuidado e atenção foram dedicados ao projeto de uma prisão. A história, claro, tem uma explicação. A prisão foi construída durante a Era Meiji, após um longo período de isolamento.

Nesta época, os estrangeiros estavam livres para vagar por terras nipônicas e eram legalmente imunes ao sistema de justiça criminal japonês, considerada bárbara por muitos. Então, o Japão estava lutando para desenvolver leis e instituições “civilizadas” que pudessem mostrar ao Ocidente e suas prisões serviram como um exemplo ideal.

Movendo-se para além da fachada, a prisão é montada com cinco edifícios alongados que se irradiam para fora do centro, onde os guardas podiam facilmente monitorar todos os corredores. Visto de cima, assemelha-se a uma palma da mão com os cinco dedos estendidos.

Ao contrário de sua elegante fachada, o interior da Prisão Juvenil de Nara é frio e utilitário. Salas pequenas estão por trás das portas fortemente aparafusadas e os corredores têm aberturas em todo o centro para ajudar os guardas. Será interessante ver quanto isso será preservado e como esses interiores serão adaptados em um local de hospedagem.

Administrado pela Hoshino Resorts, a histórica Prisão de Nara sofrerá uma renovação de 15 bilhões de ienes (US$ 136 milhões), incluindo obras para aumentar a resistência a terremotos. “Esperamos torná-lo em uma instalação de luxo, aproveitando seu design atual.” disse o CEO da Hoshino Resorts, Yoshiharu Hoshino.

O Hoshino Resorts também disse que converter uma prisão com mais de 100 anos de história em um hotel de luxo é um desafio, já que tem que preservar seu valor patrimonial, mas para eles também é uma oportunidade de “ melhorar o turismo de Nara ”.

A torre de vigia principal, onde os guardas têm vista para os corredores de todos os 5 edifícios

O hotel que antigamente abrigava até 700 presos terá algumas dezenas de quartos em quatro dos cinco edifícios. Celas de prisão com tetos altos serão usadas como quartos de hóspedes, com áreas de armazenamento e quartos de guarda renovados em espaços comuns.

As tarifas não foram divulgadas, mas devem variar de 50.000 a 80.000 ienes por noite – comparável a outros hotéis de luxo administrados pela Hoshino Resorts. A empresa tem experiência em operar propriedades históricas nas províncias de Ishikawa e Shizuoka.

Aberturas estendidas ao longo do meio dos corredores para permitir aos guardas monitorar os dois andares

No século VIII, a cidade de Nara era a capital do Japão. A cidade também é conhecida por seus cervos, que vagam por suas ruas e parques, além de outras atrações que atraem turistas do mundo todo como o famoso templo Todaiji e o templo Kasuga Taisha.

Esta será a primeira prisão a se tornar um hotel no Japão, mas não a primeira do mundo. O Four Seasons Sultanahmet na Turquia era uma prisão, mas agora é um hotel cinco estrelas, enquanto o Hotel Alcatraz na Alemanha, que também era uma prisão, agora permite que os hóspedes fiquem em quartos de estilo prisional com as camas originais.

As portas das celas tinham pequenas janelas usadas para comunicar
Portas de madeira fortemente aparafusadas e pequenas células onde os prisioneiros viviam
Prisioneiros tinham uma piscina para exercício

E aí? O que achou dessa prisão juvenil em Nara ser transformada em um hotel de luxo? Teria vontade de passar a noite em um local como esse? Deixe sua opinião! 🙂

Fontes: spoon-tamago.com, engoo.com.br

Quer Aprender Japonês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *