O guardião de suicídios de Tojinbo


Tojinbo-o-Penhasco-dos-Suicídios

Yukio Shige, o guardião de suicídios de Tojinbo

Yukio Shige é um policial aposentado que há 10 anos se tornou um grande exemplo no Japão. Ele fundou o NPO Kokoro no Hibiku, um grupo de prevenção de suicídios. Junto com outros voluntários, Yukio Shige faz patrulhas rotineiras nas falésias de Tojinbu, situado na Província de Fukui, lugar famoso por suas incríveis formações rochosas e também conhecido como Penhasco do Suicídio.

Desde 2004, o grupo do Sr. Shige ajudou a evitar o suicídio de mais de 470 pessoas. Seu trabalho voluntário acabou sendo conhecido no mundo todo. Antes de aposentar, Sr. Shige atuava na região como policial e um dos seus trabalhos era recolher corpos de pessoas que haviam se matado atirando-se do alto das falésias.

Sr. Shige conta que chegou a recolher 10 cadáveres em um mês. Em seus tempos de policial, ele sempre questionava junto às autoridades locais, sobre alternativas que pudessem evitar os suicídios, tais como barreiras e redes. Porém ninguém dava importância ao que ele dizia e ainda diziam que tais medidas poderiam estragar a beleza do local e afastar os turistas.

Yukio Shige, o guardião de Tojinbo

Isso deixava-o chocado, pois ele acreditava que a omissão e a negligência tornava-os também culpados pelas mortes. Foi então que após se aposentar, o Sr. Shige resolveu investir todo o dinheiro que tinha em um pequeno café perto da beira do penhasco e fundou uma ONG sem fins lucrativos para ajudar as pessoas que vão até o penhasco para tirar suas próprias vidas.

Salvar vidas acabou tornando-se sua missão e o método de persuasão do Sr. Shige é muito simples. Quando ele vê uma pessoa de pé na beira do penhasco, ele se aproxima com cuidado e leva a pessoa para o seu café, onde ele oferece ao possível suicida uma xícara de chá, um pedaço de bolo e palavras amigas.

Segundo Sr. Shige, só de olhar para a pessoa é possível identificar que a pessoa está ali para tirar a própria vida. A maioria não pula imediatamente. Muitos ficam sentados à beira do penhasco por horas, até o sol se por, como se estivessem esperando que alguém fosse até lá falar com eles.

A maioria dessas pessoas querem apenas serem ouvidas.” E é isso que o grupo do Sr. Shige tenta fazer. Conversar com cada um deles, perguntar o que está acontecendo.

Dá para sentir o alívio dessas pessoas quando me aproximo delas e digo apenas um oi e pergunto se estão bem”. Diz Sr. Shige.

Uma das voluntárias do grupo é Kawagoe, e ela tem motivos suficientes para se juntar a esse trabalho. Seus pais se suicidaram quando ela tinha apenas 15 anos.

“Meu pai se enforcou e minha mãe engoliu pesticida para segui-lo. Em ambas as vezes, fui eu que encontrei seus corpos”. Ela conta.

“Eu nunca havia revelado isso a ninguém. Mas quando o Sr. Shige me pediu para me juntar ao seu grupo, eu pensei que essa era uma missão e que eu tinha que enfrentá-la “, disse ela. “Eu aprendi que muitas pessoas têm seus próprios problemas e eu não posso simplesmente deixá-los partir”.

Saving 10.000

Recentemente, o Sr. Shige participou de um documentário chamado “Saving 10.000” (Salvando 10.000). Esse documentário é fruto da paixão pessoal de um irlandês em descobrir as verdadeiras causas da alta taxa de suicídio no Japão. Em uma guerra contra o suicídio, que é o inimigo?

‘Saving 10.000’ foi exibido no Parlamento Japonês e foi usado na campanha contra suicídios em 2013. Foi selecionado como “Top 10 filmes de 2013” pelo Japan Times e ganhou premiações no festival de cinema. Foi muito bem feito e vale muito a pena assisti-lo. Confira o documentário abaixo (Não esqueça de ativar as legendas em português nas configurações do vídeo).

Assista ao documentário


Link do Vídeo (YouTube)

Se você gostou dessa história, compartilhe!

Fonte: Photo Life Japan

Quer Aprender Japonês?

7 Comentários

  1. Lindo trabalho desse senhor,realmente uma lição para muitos.Sempre gostei muito das matérias colocadas no site,parabéns ^^!!!

  2. Parabéns pelas ótimas matérias e parabéns também para esse senhor que se dedica a esse trabalho de ajuda,porque sabemos o quanto essas pessoas precisa ^^…..

  3. Luci Matsuko Nagahashi

    Olá!!!
    Agradeço-lhe pela excelente matéria e documentário, mas este não possui legendas em português no You tube, já procurei e não localizei, mas mesmo assim vou compartilhar, assim como tenho divulgado e compartilhado a maior parte do trabalho de vocês, entre pessoas ñ descendentes de japoneses,que admiram e respeitam. Muito obrigada por existirem e informar o que acontece no Japão ou trazer notícias pertinentes do País

  4. Japão em Foco

    Oi Luci!
    Eu assisti ao vídeo com a legenda em português… Você clicou no quadradinho e escolheu o português? Clicou em ativar? Qualquer coisa, dá uma olhada nesse vídeo aqui que ensina direitinho: https://www.youtube.com/watch?v=Ty8ujyucBRo

  5. amei a postagem

  6. amei essa postagem

  7. Naty

    Gostaria de ver fimes, documentários com esse tema. Também gostaria de ser voluntária nesse café.
    No final eu sempre me emociono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *