Os mistérios da Floresta de Aokigahara


Floresta de Aokigahara

Aokigahara, a floresta dos suicídios

Aokigahara (青木ヶ原) é uma floresta de cerca de 35 km² situada na base do Monte Fuji. É também chamada de Jukai (树海) que significa “Mar de Árvores“, mas também é chamada de outros nomes como Floresta Maldita, Floresta Negra Floresta de Suicídios“, pois é um dos locais mais procurados por suicidas no Japão e o 2° local do mundo onde se cometem mais suicídios, perdendo somente para a Ponte Golden Gate, em São Francisco, no estado da Califórnia, EUA.

Todos os anos são encontrados de 70 a 100 corpos na Floresta Aokigahara, fora os que se acredita estar ainda na floresta e que ainda não foram descobertos. Por causa desse fato perturbador, a floresta ainda é tida como “assombrada” e possui muitas lendas sobre fantasmas (yurei), que seriam os espíritos dos suicidas, além de monstros e demônios da mitologia japonesa que vivem na floresta.

Floresta de Aokigahara
Também dizem que as rochas da montanha contêm grandes depósitos de ferro que provocam erros nas bússolas, fazendo com seja extremamente fácil as pessoas perderem-se no meio da floresta. Contudo, estas lendas são falsas, pois o campo magnético gerado pelo ferro é demasiado fraco para ter um efeito significativo.

Além disso, as forças militares do Japão e dos Estados Unidos fazem exercícios de treino regularmente na floresta, durante os quais o GPS, as bússolas e os outros aparelhos eletrônicos de orientação funcionam perfeitamente.

Floresta de Aokigahara

Porque Aokigahara se tornou point dos suicidas?

Devido à grande quantidade de árvores que bloqueiam a claridade e uma ausência de vida selvagem, a floresta é assustadoramente sombria e silenciosa.

Talvez por isso que seja considerada por muitos como o “o lugar perfeito para morrer”, o que deixa a floresta mais aterrorizante do que já é.

Curiosamente, embora pareça ser um daqueles lugares que poucos desejam visitar, a floresta cheia de lendas e mistérios tem atraído muitos curiosos até lá.

Segundo contam, o local ganhou uma grande popularidade por causa de um romance da escritora Seicho Matsumoto, publicado em 1960, chamado Kuroi Jukai (Mar Negro de Árvores, numa tradução livre).

A história bem ao estilo Romeu e Julieta, termina com o casal de namorados se suicidando naquela floresta. Embora tenha ocorrido um aumento de suicídios após o romance ser publicado, há evidências claras de que muitos antes disso, a floresta já era associada com a morte.

O Ubasute (姥捨て) por exemplo, uma tradição japonesa muito praticada durante o século 19, que consistia em levar idosos e doentes para uma floresta ou alto de uma montanha, deixando-os lá até que morressem de fome ou de frio.

A Floresta possui tantos corpos que a Yakuza paga desabrigados para que entrem na floresta e roubem os cadáveres. Como a floresta é muito densa, dificulta a polícia e autoridades na procura de corpos. Medidas preventivas vem sendo tomadas afim de reduzir o número de mortes e assim perder o título nada agradável.

Floresta de Aokigahara

Medidas preventivas Anti-suicídio no Japão

Desde 1950, o local registra todos os anos ao menos 30 suicídios. Em 2002, 78 corpos foram encontrados, substituindo o recorde anterior de 73 em 1998. Em 2003, a taxa subiu para 100, porém nos últimos anos o governo local parou de divulgar os números, com o objetivo de desvincular a floresta com o termo suicídio.

Em 2004, 108 pessoas se mataram na floresta. Em 2010, 247 pessoas tentaram o suicídio na floresta, 54 das quais foram bem sucedidos. Em 1970, a alta taxa de suicídio levou um grupo de pessoas constituídos por policiais, voluntários e jornalistas a fazerem uma busca anual na floresta em busca de desaparecidos.

As autoridades também passaram a colocar várias placas e cartazes na floresta, escritas em japonês e em Inglês, pedindo para que as pessoas que tenham ido até ali para cometer suicídio, procure ajuda e não tire sua própria vida. Também existe um projeto de realização de palestras de alerta em escolas e empresas.

Floresta de Aokigahara
Tradução do que está escrito: “Sua vida é um dom precioso. Por favor, pense nos seus pais, irmãos e filhos. Não guarde os problemas para si. Não passe por isso sozinho. Contacte a Associação de Prevenção de Suicídio: 0555 – 22 – 0110

Além do governo, algumas empresas têm criado projetos para tentar conter os suicidas. Um exemplo seria a instalação de lâmpadas azuis em algumas plataformas de estações de trem da Companhia Ferroviária Keihin Electric Express. Segundo a empresa, a cor teria o poder de “acalmar” as pessoas.

E por incrível que pareça a estratégia vem dando certo, pois desde que as lâmpadas foram trocadas, não ocorreram mais suicídios naquelas plataformas. Outras companhias ferroviárias estão seguindo o exemplo e também começaram a instalar as lâmpadas azuis para realizar um período de experiência.

Japão e sua cultura suicida

seppuku

Apesar de muita coisa estar sendo feita para conter o alarmante número de suicídios Porém, o problema é de difícil solução, pois o suicídio é visto como uma opção honrosa pela sociedade japonesa em geral, principalmente nos casos de homens que não conseguem mais garantir o sustento da família e daqueles acusados de corrupção.

Como sabemos, a associação do Japão com o suicídio é historicamente muito antiga. Os samurais tinham a tradição de se matar em nome da honra em um ritual chamado de Seppuku (切腹). Tinha ainda os Kamikases, que participavam de operações suicidas durante a Segunda Guerra Mundial. E o pior é que tanto o budismo e o xintoísmo, que são as duas religiões mais comuns no Japão, são neutras nesse assunto.

Infelizmente, os casos de suicídios no Japão continuam, inclusive com crianças e adolescentes que sofrem Ijime, por jovens em épocas de vestibular ou contratação de empregos ou em adultos que estejam desempregados. O Karojisatsu que se caracteriza por suicídios causados por condições estressantes no trabalho também é um fator agravante para o aumento de suicídios no Japão.

Se você tem interesse nesse assunto, sugiro que assista aos documentários abaixo sobre a Floresta de Aokigahara. São muito interessantes :).
PS: As cenas podem ser um pouco fortes para as pessoas mais sensíveis!

Documentário sobre a Floresta Aokigahara


Link do Vídeo (YouTube)


Link do Vídeo (YouTube)

Quer Aprender Japonês?

16 Comentários

  1. Risa Anshieta

    Interessante ^^

  2. Japão em Foco

    Oi Risa!
    Que bom que você gostou da matéria…
    Continue sempre por aqui, vendo as novidades ok.
    Abraços! 🙂

  3. Douglas

    Já ouvi li bastante coisa sobre aokigahara, deve ser uma aventurar entrar nessa floresta. Vi que alguns suicidas deixam pistas para que achem o corpo.
    Apesar do monte Fuji ser lindo, sua floresta é bem aterrorizante. ^^
    Abraços!

  4. Japão em Foco

    Oi Douglas!
    Realmente é bem apavorante essa floresta né… nem dá para acreditar que fica nas proximidades de um dos maiores cartões postais do Japão, o Monte Fuji. Acho que eu não teria coragem de me aventurar a entrar nessa floresta, como muitas pessoas fazem… Deve dar muito medo hehehe :). Enfim, mas é interessante conhecer as várias facetas do Japão, com suas belezas e suas estranhezas… Abraços!

  5. Pingback: Luzes azuis em estações de trem podem evitar suícidios | Curiosidades do Japão

  6. márcio rodrigues

    🙁 Eu já morei no Japão,vivi lá por seis anos na província de Shizuoka-Ken,mais precisamente em Daito-Cho. O Japão ao meu ver é um país mais sinistro que o Brasil,falando assim se podemos dizer,é um país com um ar pesado,assombrado.
    Um país que admiro muito até hoje,boa parte de sua cultura,segurança,a educação do povo,a pontualidade,rapidez e limpeza de seu transporte público,etc… Mas assim mesmo é um país sinistro. E se não for loucura minha… e minha super imaginação agindo novamente rsrs,nesse vídeo eu reparei uns “negócios sinistros”… entre os minutos 7:27 e 7:30 me veio na cabeça o seguinte: o tronco de árvore tem um formato que faz lembrar uma corpo magro e alto deitado no chão e ante da cena que mostra as roupas de um suicida,aparece lá atrás nas árvores ao alto uma imagem que me fez imaginar uma pessoa enforcada. Vejam o vídeo nesse intervalo de tempo e depois me falem. Abraços para todos. 😯

  7. Pingback: Monte Osore, um dos três locais mais sagrados do Japão | Curiosidades do Japão

  8. Japão em Foco

    Oi Márcio!
    É verdade tudo o que você disse! Também já tive essa impressão por alguns lugares que passei pelo Japão. Eu também fico pensando, porque um país que é um exemplo em tantos quesitos como limpeza, educação, segurança, entre outras coisas, não consegue resolver essa questão dos suicídios e do ijime também. Realmente é muito sinistro! Quanto ao vídeo, prestei atenção e realmente parece ser uma pessoa enforcada no fundo. Abraços!

  9. Pingback: Cidades Fantasmas no Japão | Curiosidades do Japão

  10. Juliana

    Impressionante! Excelente matéria!

  11. Elaine

    Gostaria muito de ver o vídeo mas aparece que não está disponível para o Brasil, alguém sabe me dizer o que posso fazer para ver? 🙁

  12. Pingback: Parques de Diversões Abandonados no Japão | Curiosidades do Japão

  13. Jéssica Regiolli

    Achei interessante a matéria! mas…mais do que aterrorizante…é triste! fiquei chocada com número de suicidas… o.O

  14. Jose Lima da Silva

    Falta de deus no coração.

  15. Maria Larissa

    oi adoro seu blog matou a minha coriosidade e duvida pela floresta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *