Receita de Bolo Castella (Kasutera)


Bolo Castella

Receita de Bolo Castella (Kasutera)
Bolo Castella (カステラ) é o nome de um pão de ló muito popular no Japão, cuja receita foi trazida por missionários portugueses no século 16. Durante o período Tokugawa, o Japão fechou suas portas para o Ocidente, mas o Castella, assim como outras iguarias como o Tempurá ficaram como herança dos portugueses.

Kasutera foi disseminado inicialmente na região de Nagasaki, porta de entrada dos europeus no século 16. Nesta cidade notamos uma grande influência portuguesa e espanhola na gastronomia e na arquitetura. O bolo Castella sofreu algumas adaptações na receita e acabou se popularizando por todo arquipélago japonês.

A origem do nome provavelmente vem de Castilla, um dos reinos que formavam a Espanha. O seu sabor é suave e a massa é esponjosa, macia e com uma textura umedecida. No Japão, há muitas lojas que vendem o Kasutera e podemos encontra-lo em muitas variedades como polvilhado com chá verde, açúcar mascavo ou mel.

Receita de bolo castella

Enfim, o Kasutera é um pão de ló delicioso, muito apreciado no Japão e um lanche muito popular (Oyatsu), servido especialmente com chá verde tradicional (sem açúcar). Existem muitas versões de receitas de pão de ló estilo Castella, mas a maioria das receitas são fáceis de fazer. Confira uma receita abaixo:

Receita de Bolo Castella (Kasutera)

Ingredientes
1 xícara de chá de farinha de trigo
1 xícara de chá de açúcar
1/4 de xícara de mel
1 colher de chá de baunilha
1 colher de sopa de matchá (chá verde) ou pó de cacau sem açúcar (opcional)
1 colher de chá de sal
7 ovos
1 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de café de cremor de tártaro.

Modo de fazer:
Separe as claras e das gemas em 2 recipientes. Em uma tigela grande, coloque o açúcar, o mel, a baunilha, o chá verde (opcional), o sal e as gemas. Misture bem. Em seguida, leve ao fogo, em banho-maria e, bata na batedeira por 5 minutos, em velocidade média, até que a massa fique amarelinha e duplique de volume.

Delicadamente, acrescente a farinha de trigo e reserve. Em outra tigela grande, bata as claras em neve em velocidade baixa por 1 minuto, e depois aumentando para médio e alto. Quando as claras ficarem espumosas, polvilhe 1 colher de açúcar e o cremor de tártaro. Continue batendo até ficarem firmes.

Com a ajuda de espátula misture as claras em neve delicadamente com a massa reservada. Forre uma forma retangular com papel manteiga e com o forno pré-aquecido, leve pra assar em temperatura média de 160 ° durante cerca de 30 minutos ou faça o velho teste com um palito de dente, furando o bolo até que saia seco.

Depois de assado, desenforme o bolo e deixe esfriar em temperatura ambiente. Uma dica para manter o bolo com a textura úmida é embrulhá-lo em filme plástico depois de frio e levá-lo para a geladeira por algumas horas. Prontinho! Depois é só reunir a família toda para saborear o kasutera no lanchinho da tarde.

Referências: Wikipedia, Gshow Receitas

Quer Aprender Japonês?

13 Comentários

  1. milca

    Queria receita daqueles bolinhos que vem na forminha dr papel parecendo mãe benta do Brasil

  2. Kaneo Yamaguti

    Eu fiz o bolo kasutera ficou uma delicia

  3. Acabei de fazer e ficou uma delicia ? obrigada pela receita ?

  4. Sonia

    O Kasutera desenforma-se ainda quente e precisa deixar de ponta cabeça?

  5. Ana Clara Alves

    Rende quantos pedaços ?

  6. Rosemeia Silva Viana

    O melhor bolo do mundo amooo

  7. Tiby

    Boa tarde! Não entendi a parte “leve ao fogo em banho- maria e depois bata”. Quanto tempo de banho maria antes de bater?

  8. Miguel

    O nome do bolo vem de parecer um Castelo, por ser alto, agora pede a um Oriental para dizer Castelo, e vais ouvir Castela.
    Pão de Ló, um dos bolos mais tradicionais e antigos de Portugal…depois vão á Wikipédia e diz o seguinte:

    – “Os primeiros portugueses que chegaram ao Japão no século XVI levaram consigo a receita de pão de Castela que se tornou num dos doces mais típicos do Japão, o Kasutera.”
    – “A origem do pão de ló original e entre a metade de 1700 quando o cozinheiro genovês Giobatta Carbona, foi enviado a Espanha pelo marquês Domenico Pallavicino (nomeado embaixador em 1747 pelo rei da Espanha Fernando VI) que em ocasião de um banquete presenteia ao rei espanhol com um bolo extremamente leve que leva o nome de Pan di Spagna em homenagem à corte espanhola de época.”

    Ou seja em 1543 os Portugueses chegaram ao Japão, século XVI ,introduziram o Pão de Ló / Castela / Kasutera ,por volta de 1613 foram expulsos, no entanto só a meio de 1700, 100 anos depois, o Italiano inventou o bolo e lhe deu o nome de Pão de Espanha/Castella……………Lol

    Mania de por os Espanhóis, nos assuntos dos Portugueses, até acaba por ter a sua piada pelo gozo que dá..lol
    Se os Espanhóis soubessem cozinhar….imagino…
    Paella e Arroz á Valenciana, os pratos mais conhecidos da gastronomia Espanhola…, e são tão distintos, que não sabemos, onde um começa e o outro acaba…lol
    Sangria…bebida refrescante e até saborosa…mas juntar álcool e açúcar e dar a beber como refresco, demonstra bem a perícia culinária de um Povo…lol
    Abraços e não se deixem “comer” assim tão fácil

  9. Socorro Sales veras

    O bolo é uma delícia. Parabéns

  10. Fatima Kohatsu

    O difícil é encontrar esse cremor de tartaro aqui no Japão.

  11. Ligia

    Boa tarde.

    A respeito do preparo do bolo Kasutera; quanto tempo aqueço a mistura de ovos no fogo?

  12. Celly Tanaka

    Estive no Japão recentemente e provei do Karinto manju frito. Gostaria de receber uma receita.

  13. Aurea

    Ola na minha região não tem o cremor tartaro gostaria de saber.se é esscencial para o bolo ou posso fazer sem ele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *