Tufão Hagibis: Como se proteger segundo a Agência Meteorológica do Japão

Tufão Hagibis: Como se proteger segundo especialistas e Agência Meteorológica do Japão

TÓQUIO – A Agência Meteorológica do Japão (JMA) e especialistas estão aconselhando a população a tomar precauções e a se preparar para o violento tufão Hagibis que está ameaçando o arquipélago japonês neste fim de semana.

“Para proteger a sua vida e a de seus entes queridos, evacue rapidamente antes que os ventos e a chuva fiquem fortes e fiquem escuros e garanta sua segurança se avisos de evacuação forem emitidos por órgãos locais”, Yasushi Kajihara, diretor da Divisão de Previsão da JMA, disse em entrevista coletiva na manhã de 11 de outubro.

Kajihara alertou que o tufão poderá trazer uma chuva recorde como a provocada por um tufão em 1958, que fez com que o rio Kano, na península de Izu, transbordasse e inundasse a sua bacia, matando 888 pessoas e deixando 381 desaparecidas.

Ele ainda apontou para a possibilidade de a agência emitir um alerta de emergência de chuva forte quando o tufão se aproximar do arquipélago. Como forma de se prevenir, consulte o site da Agência Meteorológica do Japão para obter alertas e avisos em tempo real.

Tatsuhiko Inomata, um meteorologista certificado da Japan Weather Association, que também é um especialista licenciado em gerenciamento de desastres, disse que o tufão Hagibis provavelmente trará mais vento e chuvas que o tufão Faxai, que causou em setembro deste ano, grandes danos principalmente na região leste do Japão.

Moradores cobrem um carro para impedir que ele seja danificado por objetos voadores, em preparação para o poderoso Typhoon Hagibis na cidade de Tateyama, no leste de Tóquio, no dia 11 de outubro de 2019.(Mainichi / Koichiro Tezuka)

Ele aconselha as pessoas a trazer para dentro de casa todos os objetos que podem facilmente voar por causa dos ventos e chuvas fortes. Além disso é recomendável que os moradores recolham as folhas caídas das valas para impedir que a água transborde.

O meteorologista Tatsuhiko Inomata também pede às pessoas que preparem baterias para aparelhos de rádio e lanternas. Ele diz que as pessoas também podem encher suas banheiras ofuro com água, pois será útil se o fornecimento de água for cortado.

Além disso, ele diz que as pessoas que moram perto de grandes rios devem transferir os alimentos de emergência que eles armazenaram para locais mais altos, assim como documentos importantes, móveis e roupas que serão usadas ​​por vários dias.

Quando a chuva começar a cair, você não deve ficar ao ar livre, muito menos subir nos telhados porque é perigoso. Você deve tentar evacuar cedo“, diz Inomata.

As pessoas formam uma longa fila para comprar itens necessários em um supermercado, em preparação para o poderoso Typhoon Hagibis, em Yokohama, Kanagawa, no sul de Tóquio, em 11 de outubro de 2019. Cilindros de gás para fogões de cozinha portáteis e água potável se esgotaram assim que o estabelecimento abriu. (Mainichi / Hiroshi Maruyama)

A prefeitura de Chiba, atingida com força pelo tufão Faxai, anunciou um aviso de cinco pontos importantes: Evacuar cedo, estocar pelo menos três dias e possivelmente uma semana de água, alimentos e baterias, entre outras necessidades diárias, encher os tanques de combustível de seus carros, garantir maneiras de se comunicar com suas famílias e conhecidos e prestar muita atenção às informações meteorológicas mais recentes.

A JMA está pedindo à população que verifique os mapas de risco divulgados pelos governos locais e confirme as áreas propensas a deslizamentos de terra e inundações.

Além de encher os tanques de combustível de seus carros, o Ministério da Economia, Comércio e Indústria por sua vez, aconselhou as pessoas através das mídias sociais, que a população recarregue completamente seus veículos elétricos.

Também é recomendável comprar um carregador para smartphone que possa ser conectado diretamente a uma porta de isqueiro de um carro para não correr o risco de ficar incomunicável caso ocorra interrupção de energia elétrica devido às fortes chuvas.

Takao Sakaguchi, membro do conselho do Shimin Bosai Kenkyusho (instituto de pesquisa para prevenção de desastres) aconselha as pessoas a fechar cortinas ou persianas, colocar filme inquebrável, papelão e fita adesiva na forma de X e + nas janelas.

Homem prende placas de compensado a uma parede que foi quebrada por objetos voadores quando o tufão Faxai chegou em setembro, em preparação para o poderoso tufão Hagibis na cidade de Tibayama, leste de Tóquio, na província de Chiba, em 11 de outubro de 2019 (Mainichi / Koichiro Tezuka )

Takao Sakaguchi diz que ventos fortes gerados por tufões também podem quebrar janelas por isso é recomendável que as pessoas se mudem para quartos sem janelas e calcem sapatos, mesmo em ambientes fechados, se as janelas estiverem quebradas.

Para ilustrar essa situação, um homem de 50 anos que morava na cidade de Kisarazu, na província de Chiba, disse que uma janela em seu quarto no segundo andar foi destruída por ventos fortes do tufão Faxai. Ao acender uma lanterna que colocara no travesseiro, encontrou fragmentos de vidro afiados que se quebraram da janela logo acima da cabeça.

Eles pareciam espadas. Se eu tivesse me levantado, eles teriam ficado presos no meu corpo. Eu deveria ter fechado a cortina“, disse ele.

O que fazer no caso de falta de energia?

Takao Sakaguchi aconselha as pessoas a obter luzes que podem ser usadas no momento de uma falha de energia. “Prepare lanternas e não esqueça de comprar as baterias ou pilhas respectivas com antecedência para substituí-las caso houver necessidade“, disse.

O site do instituto mostra como fazer uma lâmpada e um fogão usando uma garrafa vazia ou uma lata vazia, papel de seda, papel alumínio e óleo de cozinha. “O óleo de cozinha não pega fogo facilmente e pode ser usado com segurança.“, acrescentou Sakaguchi.

Os moradores se reúnem em um centro de evacuação aberto em preparação para o poderoso tufão Hagibis em 11 de outubro de 2019, na cidade de Tateyama, província de Chiba, leste de Tóquio, que foi danificada pelo tufão Faxai em setembro. (Mainichi / Koichiro Tezuka)

O que fazer no caso de inundação?

No momento de um tufão, a água pode jorrar das saídas de esgoto nos banheiros ou ralos de cozinha e lavadoras de roupas, mesmo que as áreas circundantes não sejam inundadas. Isso acontece porque os níveis de água no sistema de esgoto podem subir acentuadamente, fazendo com que a água retorne aos tubos de drenagem dentro casas.

Como medida preventiva, o Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo recomenda que as pessoas façam bolsas de água e as usem para bloquear as saídas de esgoto. Um saco de água é composto por sacos plásticos de 45 litros de camada dupla, preenchidos pela metade com água. O ar deve ser removido e a bolsa interna deve ser fechada firmemente, enquanto a bolsa externa deve ser amarrada com corda.

A inundação pode ser diminuída colocando itens pesados ​​nas tampas desses recipientes. Os sacos de água também podem ser usados ​​para impedir a entrada de água nas casas, se estiverem em caixas de papelão e colocadas nas entradas no lugar de sacos de areia.

Veja o Japão em tempo real

Confira outras câmeras em Tóquio
Confira outras câmeras no Japão


Assista direto no YouTube

Fonte: mainichi.jp (1), (2)

Quer Aprender Japonês?

2 Comentários

  1. Pingback: Tufões no Japão: Algumas curiosidades que você precisa saber! | Curiosidades do Japão

  2. Pingback: O céu do Japão ganhou tons de roxo e púrpura antes do tufão Hagibis | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *