Jigokudani Yaen koen – O onsen natural dos macacos da neve

Jigokudani Yaen koen – O onsen natural dos macacos da neve

Jigokudani Yaen Koen é um parque localizado em uma área montanhosa em Nagano, bem no coração do Japão. O Parque fica dentro do Vale do Rio Yokoyu, na cidade de Yamanouchi e sua altitude chega a 850 metros, motivo pelo qual o faz ficar coberto de neve durante quatro meses por ano.

É conhecido como “Vale do Inferno” por causa do cenário exótico: Muitas bolhas de água fervente e muito vapor que saem das águas termais. À partir de 1963, os macacos da neve (Macaco fuscata), animais comuns das selvas e alpes japonesas, passaram também a usufruir do onsen natural para se aquecer.

Eles vão para lá também atrás de comida, que durante o inverno rigoroso, fica mais escasso e também para terem seus filhotes que nascem durante a primavera, entre abril a julho. Estima-se que cerca de 200 macacos da neve vivem na região. Sua pele é bem espessa e isso o faz ser bem resistente ao frio do local, onde a temperatura chega a ser negativo.

Ao chegar no local, as pessoas se impressionam com os macacos relaxados na sauna natural. Lá é um verdadeiro Spa para os macacos. E como não podia deixar de ser, acabaram virando atração turística no parque.

A fama internacional aumentou em 1998, durante as Olimpíadas de Inverno de Nagano, onde visitantes de várias partes do mundo visitaram o lugar. E hoje em dia, é parada obrigatória para quem passa perto da região.

Apesar do difícil acesso ao Vale do Inferno, estima-se que cerca de 100 mil turistas visitem o local todos os anos, entre eles, muitos fotógrafos, pesquisadores da vida animal ou simplesmente pessoas que amam ver os macacos relaxando na sauna coletiva. Veja também: Os famosos Ovos Pretos de Owakudani.

Para chegar até o local, os turistas precisam de um carro equipado, próprio para a neve. A melhor época para ver os macacos de perto é entre dezembro e março.

A fila de espera é grande pois existe um limite de pessoas que podem visitar o local: Apenas 9 pessoas. O motivo de poder ir tão pouca gente de cada vez seria para não atrapalhar a rotina, tranquilidade e relaxamento dos macacos, que na verdade já são considerados os verdadeiros donos da casa.

Como os macacos descobriram o Paraíso?

A história diz que em 1963, um macaco subiu em uma fonte de água quente para recolher os grãos de soja que estavam flutuando na superfície da água. O comportamento foi copiado por outros na tropa, e logo tornou-se uma rotina comum, o bando irem para as piscinas quentes, quando o inverno rigoroso chega.


No local existem muitos lembretes importantes em relação aos macacos da neve: Não é aconselhável levar sacos plástico e nem comer na frente dos macacos. Você é advertido para não tocar nos macacos e nem olhar em seus olhos, pois os macacos podem ter alguma reação por considerar esse ato como uma ofensa.

E para ir até o local, escolha sapatos ou botas confortáveis e com boa aderência, pois o local é bastante íngreme. Também é aconselhável levar uma mochila e agasalhos de frio, pois como se trata de um lugar montanhoso, possui temperatura fresca durante o verão e faz muito frio durante o inverno e primavera.

Veja um vídeo do Spa dos Macacos

Quer Aprender Japonês?

2 Comentários

  1. Pingback: Kenichi Ito, o japonês que corre como macaco | Curiosidades do Japão

  2. Pingback: O que fazer no inverno no Japão? | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *