História e origem do lendário Godzilla

godzilla 1954

História e origem do clássico Godzilla
O lendário Godzilla, foi com certeza um dos primeiros personagens japoneses a ganhar fama no mundo ocidental. Pode-se dizer que Godzillassaurus, o monstro gigante capaz de destruir a cidade de Tóquio, tenha sido uma resposta ao ataque nuclear de Hiroshima e Nagasaki.

Sua estreia foi em 1954, um período difícil pós guerra em que o Japão enfrentava a falta de recursos financeiros. O produtor Tomoyuki Tanaka queria fazer um filme de mosntros (conhecidos como kaiju eiga).

Tanaka procurou a Toho Studios e, em parceira com o técnico de efeitos especiais Eiji Tsuburaya, o diretor Inoshiro Honda e os roteiristas Takeo Murata e Shigeru Koyama, criou o Gojira, cujo nome era uma mistura de gorila e kujira (baleia, em japonês).

Nos filmes, Gojira era retratado como uma gigantesca e assustadora criatura pré-histórica, que sofreu mutação devido à radiação atômica, sendo esta uma explicação para seu enorme tamanho e poderes estranhos. Ele representava o medo de muitos japoneses de um novo ataque nuclear, como de Hiroshima e Nagasaki.

Em 1956, seu nome passou a ser Godzilla, o Rei dos Monstros, quando foi lançado uma versão americana nos Estados Unidos. A partir daí, virou a estrela de quase 30 filmes, tornando-se um dos monstros mais famosos do planeta e inspirando outros personagens do gênero Kaiju eiga, como “Mothra”, “Gamera”, “Rodan”, King Ghidorah e Anguilas.

As várias faces de Godzilla

Com a popularidade que seus filmes ganharam com o decorrer das décadas, Godzilla foi se tornando menos destrutivo e passou a mostrar um lado mais herói, cada vez mais voltado para as crianças. Seu tamanho e suas características também se modificaram com o passar do tempo, como podemos conferir na fotomontagem acima.

Até o momento, foram 28 filmes de Godzilla, em que o monstro iconográfico assume uma variedade de papéis – de vilão nuclear a herói nacional.

Em um filme ele é o anti-herói que destrói uma cidade inteira, em outro ele luta contra a agressão humana e a ameaça alienígena com igual desenvoltura. Em 1962, “Godzilla vs King Kong ” foi um sucesso de bilheterias no Japão.

Com esse sucesso, outros filmes vieram como “Godzilla vs Mothra” e ” Ghidrah, o Monstro de Três Cabeças, em 1964, onde o monstro Godzilla se torna mais simpático, defendendo a Terra de invasores alienígenas.

Este tema continua em ” Godzilla vs Monster Zero” e repete de tempos em tempos até o eventual fim da primeira era Godzilla, em 1975, com o fime “O Terror do Mechagodzilla”.

No filme “Godzilla vs o monstro do mar”, (1965 – 1966), Godzilla combate terroristas internacionais, enquanto no filme “O filho de Godzilla” (1967), o roteiro segue a linha de experimentos científicos. “Godzilla vs Gigan” e “Godzilla vs Megalon “, retratam a luta entre monstros gigantes, enquanto o filme “A Vingança de Godzilla”, de 1969, aterroriza valentões praticantes de bullyng em um colégio.

Godzilla Vs king kong

Outro filme que merece destaque é o que foi feito em comemoração de 15 anos em 1969. O filme “Destroy All Monsters“, incluiu os 11 monstros gigantes criados pela Toho Studios e fez bastante sucesso.

Apesar das tentativas de manter a série, mudando um pouco o tema original (substituindo o medo nuclear por medo biológico) e trazendo Honda para dirigir o filme “Terror de Mechagodzilla” (1973-1975), por problemas financeiros ela foi cancelada, voltando apenas em 1984, com o filme “O Retorno de Godzilla” e o remake do original de 1054, “Godzila, Rei dos Monstros” de 1985.

Destroy All Monsters

Mas a verdadeira ressurreição só ocorreu na década de 1990. Em ” Godzilla vs Biollante “,” Godzilla vs King Ghidorah “,” Godzilla vs Mothra “,” Godzilla vs Mechagodzilla 2 “e” Godzilla vs Space Godzilla “, o monstro nuclear encontrou uma nova vida, com efeitos especiais surpreendentes, embora não se possa dizer o mesmo da aceitação dos fãs, acostumados aos efeitos toscos dos originais.

Nem mesmo com toda a tecnologia disponível da década de 90, fez com que esses filmes fossem recordes de bilheteria. Eles sofreram muitas críticas e jamais conseguiram tomar o lugar dos primeiros filmes, no que diz respeito à referência e ícone cultural da marca Godzilla, que permaneceu com os originais.

Filmes do Godzilla

Em 1994, no entanto, Toho resolve matar seu monstro herói em ” Godzilla vs Destoroyah”. Neste filme, um monstro criado a partir de uma arma perigosa é usado para derrotar o Godzilla. Com isso, todos pensaram que era o fim de Godzilla, até que 1999 foi gravado novamente sob direção de Roland Emmerich.

O filme Godzilla de 1999 foi uma decepção total, não porque não tenha sido espetacular, mas porque não era o verdadeiro Godzilla. O Godzilla de Hollywood não conseguiu agradar os telespectadores, que foi julgado como um lagarto gigante, sem a ressonância mítica e a personalidade devastadora do Godzilla original.

godzilla-1998

Encorajado por essa reação, a Toho Studios voltou com a série, produzindo dois filmes excelentes, “Godzilla Millennium 2000” e “Godzilla vs Megaguiras“. Novamente Godzilla foi redesenhado e novamente, a história começou de novo, ignorando todas as sequências anteriores.

Então, em 2001 veio ” Godzilla, Mothra, King Ghidorah: Ataque dos monstros gigantes”, sob a direção criativa de Shusuke Kaneko, que já havia dirigido o que muitos consideram ser a maior trilogia daikaiju eiga – A série Gamera de 1995 a 1999. O filme “GMK” como ficou conhecido, levou Godzilla em outra direção, transformando a ciência dúbia do gênero em um estilo mais metafísico.

Nesse retorno, Godzilla foi retratado como uma encarnação da guerra, onde protegia a Terra de outros espíritos de monstros. Apesar de não ser universalmente popular, GMK ganhou muitas críticas boas por suas cenas bem realistas.

Nos dois filmes seguintes – Godzilla Contra Mechagodzilla (2002) e Godzilla, Mothra, Mechagodzilla: Tokyo SOS (2003), o inimigo do monstro-herói é um Mechagodzilla, um monstro criado a partir do DNA do próprio Godzilla, obtida a partir do esqueleto que era tudo o que restava do Godzilla original em 1954.

No início de 2004, a Toho Studios anunciou que seria feito um novo filme seria feito em abril, em comemoração ao 50º aniversário do filme Godzilla. Seria um remake do filme ” Destroy All Monsters “(1969). “Godzilla: Guerra final ” estreou no Japão em dezembro de 2004 e o lançamento em DVD em dezembro de 2005.

Esta pode ter sido a última aparição do gigante, ou talvez não… vai saber. Devido à queda de bilheteria, a Toho Studios anunciou que Godzilla iria entrar em hibernação por pelo menos 5 a 10 anos, mas eles já haviam falado a mesma coisa em outras ocasiões e não deu em nada. Só o tempo dirá.

Há indícios de que em 2014, um novo remake será feito, só que dessa vez, tudo indica que será em 3D, sob produção da Warner e Legendary Pictures. O diretor convidado para dirigir o remake foi Gareth Edwards (“Monstros” e “Mercenários”), porém o elenco ainda não foi definido. A estreia está prevista para 16 de maio de 2014 nos EUA e logo depois no Brasil.

Para os fãs da trilogia Big G, só resta aguardar…Mas independente ou não de ter um remake em 2014, para os seus milhares de fãs, Godzilla vai continuar sendo o Rei dos Monstros e um ícone do estilo “Kaiju Eiga”.

Godzilla filmes

1954 Godzilla, conhecido no Japão como Gojira
1955 Retorno de Godzilla
1956 Godzilla – Rei dos Monstros
1964 Godzilla vs The Giant Moth
1965 Godzilla vs Monster Zero
1966 Godzilla vs O Monstro do Mar
1967 Filho de Godzilla
1969 Minya: Filho de Godzilla
1971 Godzilla vs Hedora
1973 Godzilla vs Megalon
1974 Godzilla vs monstro cósmico
1975 O Terror de Godzilla
1984 Retorno de Godzilla
1984 Godzilla Fantasia
1989 Godzilla vs Biollante
1991 Godzilla vs King Ghedorah
1992 Godzilla vs Mothra
1993 Godzilla vs Mechagodzilla
1962 King Kong vs Godzilla
1994 Godzilla vs Space Godzilla
1995 Godzilla vs Space Destroyer
1998 Godzilla (versão de Hollywood)
1999 Godzilla Millennium
2000 Godzilla vs Megagurius
2001 Godzilla: Ataque dos Monstros gigantes
2002 Godzilla vs Mechagodzilla
2003 Godzilla: Tokyo SOS
2004 Godzilla: Final Wars

Quer Aprender Japonês?

4 Comentários

  1. Douglas

    Quantos filmes do Godzilla!
    Não sabia que ele era um mostro que sofreu mutação, achava que era apenas um dinossauro mesmo. Godzilla parece até One Piece pois é muita coisa pra assistir.
    O filme de Hollywood(único do Godzilla que vi) é muito sem pé nem cabeça, nunca gostei dele. Acho as adaptações americanas muito ruins, como é o caso dos Power Rangers e do filme do Dragon Ball.
    Abraços!

  2. Japão em Foco

    Oi Douglas!
    Pois é… são muitos filmes não é… o pior é que se assistirmos hoje, achamos muitos “defeitos especiais” ao invés de “efeitos especiais”, mas para os padrões da época, o filme fez um estrondoso sucesso. Também concordo com você, nem sempre as adaptações americanas são boas… Eu mesma preferi a versão original do filme Para sempre ao seu lado, que fala do cão Hachiko, o Hachiko Monogatari. Não que a adaptação seja ruim, mas acho que a original condiz mais com a história real do cão. Abraços!

  3. Japão em Foco

    Oi Marcos!
    ^^
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *