Monte Osore, um dos três locais mais sagrados do Japão


osorezan-1

Monte Osore – Um lugar sagrado e misterioso no Japão
Existe lugares que são repletos de misticismo e folclore no Japão e um desses lugares que merece destaque é o Monte Osore, um local que ganhou vários apelidos como Montanha do Horror, Montanha do Medo, Montanha da Perdição e ainda é considerada a entrada para o Inferno, de acordo com a religião budista.

O Monte Osore, também chamado de Osorezan ou Osore-san é com certeza um daqueles lugares que faz as pessoas se sentirem um pouco desconfortáveis por causa da sua paisagem silenciosa, inquietante e exótica. Só quem já foi até lá consegue descrever as sensações estranhas e sobrenaturais que esse local acomete.

Templo budista Bodaiji
O Templo Budista Bodaiji é dedicado ao Boddhisatva Jizo, protetor das crianças, viajantes e das almas condenadas e perdidas, que se abstém no Nirvana, ajudando estas almas na travessia para o outro lado, ou seja o Paraíso.

As sensações devem ser parecidas de quando vemos imagens da Floresta de Aokigahara ou então da cidade fantasma de Hashima. Enfim, sensações nada agradáveis, mas que ao mesmo tempo nos desperta curiosidade em relação a esse local tão cheio de lendas e mistérios, digno de um filme de suspense.

Mas não tinha como ser diferente, afinal se trata de um lugar que abriga locais com nomes como “Lago de Sangue, Portal para o Inferno, Montanha de Espadas e leito seco do Rio das Almas”… Ainda tem o fato de que Osozeran é ainda um vulcão ativo, ou seja, não é o lugar mais indicado para se tirar férias com certeza.

Monte Osore - Osorezan 1

Osozeran, a porta de entrada do céu e do inferno

Osozeran está localizado na Península de Shimokita, província de Aomori, região nordeste do Japão. Este local, descoberto há um milênio atrás por um sacerdote budista é considerado um dos três locais mais sagrados do Japão, juntamente com o Monte Koyasan em Wakayama e o Monte Hieizan, em Shiga.

Osorezan ficou conhecido como a entrada da vida após a morte, porque ele apresenta elementos geográficos semelhantes às descrições budistas sobre inferno e paraíso, incluindo oito picos ao redor e um rio, Sanzu no Kawa, que tem de ser atravessada por todas as almas mortas que estão em busca do caminho da vida após a morte.

Monte Osore

Esse rio é muitas vezes comparado ao rio Styx da antiga mitologia grega e para entrar definitivamente neste local sagrado, você terá que atravessar uma ponte vermelha,chamada Taikobashi. Ao ver a paisagem árida e acinzentada ao redor, logo a gente entende porque este local é considerado a porta de entrada do inferno.

A área é rica em atividade vulcânica, cheio de aberturas onde sai vapor e bolhas de água quente subterrânea, além de um forte cheiro de enxofre que permeia o ar. Ao lado do Templo Budista Bodaiji tem um lago excêntrico chamado Usori, colorido em tons de azul e amarelo, devido ao seu alto teor de enxofre.

Yellow Lake Lago Usouri fotos

O Lago Usori é incapaz de sustentar qualquer tipo de vida, pois suas águas são altamente tóxicas. Além do enxofre, as águas são repletas de muitas outras substâncias tóxicas. O cheiro terrível de ovo podre que há no local é em decorrência de enxofre e outros gases causados pela atividade vulcânica.

Há quem visite o local usando máscaras para não inalarem os gases tóxicos. Os visitantes geralmente dão uma caminhada ao redor do Lago Usori e do templo Bodaiji para apreciar a paisagem, mas vale lembrar que a água do lago Usori é considerada venenosa e portanto não deve ser ingerida em hipótese nenhuma.

Monte Osore - Osorezan fotos

As lendas em torno do Monte Osore

Nas margens do rio Sanzu no Kawa fica o Sai no Kawara, que significa “Leito Seco do Rio das Almas” ou ainda “limbo das Crianças”. Dizem que as almas de fetos e crianças que morreram tentam atravessar o rio e pra isso vão empilhando pedras ao longo do leito do rio na tentativa de chegar ao outro lado, no caso o Paraíso.

As almas dessas crianças são protegidas por Jizo Bosatsu, um bodhisattva popular do budismo japonês, que protege as almas especialmente das crianças, dos demônios que tentam impedir a passagem das almas. É por isso que às margens do rio podemos encontrar uma infinidade de estátuas de Jizo e pedras e seixos empilhados no leito.

Eles são colocadas por pais de crianças que morreram, na esperança de que essas pedras ajudem seus filhos a alcançar o Paraíso. Junto a eles também podemos encontrar outros tipos de oferendas, como brinquedos, bonecas e muitos Kazagurumas coloridos, conhecidos por nós como cataventos.

Monte Osore - Osozeran Monte do Horror

Porque este local se tornou sagrado no Japão?

Existe uma crença budista de que os mortos fazem a travessia sete dias após sua morte em caminho ao paraíso. Por isso existe uma tradicional cerimônia especial após uma semana do funeral, onde os familiares e amigos rezam para que o morto tenha uma travessia bem sucedida para o outro lado da vida após a morte.

Mas porque acredita-se que este local representa o inferno e o paraíso segundo a visão budista? O Lago Usori está no centro com 8 montanhas ao seu redor. Desta forma, o local representa uma flor de lótus de oito pétalas e o Amida Butsu que significa “Buddha da Luz e Vida Infinitas”, segundo o Budismo.

Na sua área central há 108 lagoas de água fervente e lama, que correspondem aos 108 desejos mundanos e os infernos ligados a cada um deles. Lado a lado com as lagoas infernais da região vulcânica, o lago Usori rodeado por uma areia branca apresenta um cenário maravilhoso, o que sugere a beleza da Paraíso.

Monte Osore - Osorezan

Itako, as médiuns cegas de Osorezan

Todos os anos, entre os dias 22 e 24 de julho ocorre um festival chamado Bodaiji Matsuri em Osozeran. Esse festival não é alegre e colorido como costumam ser os festivais japoneses. Na verdade quem vai no Bodaiji Matsuri são em sua maioria pessoas que perderam um ente querido e desejam se comunicar com eles através de médiuns, conhecidas como Itako, representadas por mulheres cegas espíritas.

Essas mulheres possuem uma extensa formação espiritual e geralmente tem mais de 80 anos. A fim de se comunicarem com os mortos, elas realizam rituais de purificação por três meses antes do evento e assim conseguem entrar em um transe espiritual profundo durante o festival e assim conseguem “conversar” com os mortos.

Osore Itako Festival

Muitos clientes ficam esperando em por horas em filas para serem atendidos pela Itako. Depois que a médium entrega a mensagem do ente querido que se encontra no mundo espirital, ela recebe seu pagamento (o serviço é cobrado) e o cliente vai embora geralmente satisfeito por ter recebido notícias do além.

Não sei se estas mulheres são mesmo médiuns, afinal as mensagens dos supostos espíritos parecem ser quase os mesmos para todos os clientes, mas mesmo assim há quem acredite de verdade na mediunidades das Itako. Acho que na verdade, elas encontraram a galinha dos ovos de ouro, pois faturam alto durante o festival.

Melhor época para visitar o Monte Osore

A melhor época para visitação é entre 1 de maio e 31 de outubro, quando o clima é mais agradável. Também é preciso pagar uma taxa de ¥ 500 para entrar no templo. No local, os visitantes também terão a oportunidade de banhar-se em suas caldeiras de águas termais, na qual dizem ser terapêutico, apesar do cheiro.

Chegar até lá pode ser um desafio devido à falta de transporte público, mas apesar disso é um local bastante intrigante que vale a pena ser visitado, especialmente durante Itako Taisai Festival ou Osorezan Big Festival como também é chamada, que ocorre anualmente durante 5 dias a partir do dia 20 de julho.

Outra atração interessante em Osorezan é o Osorezan Aki Mairi (Culto do Outono no Monte Osore), realizado anualmente entre 08 e 10 outubro. Este evento de cunho religioso é realizado com o objetivo de pedir por boas colheitas, prosperidade, sorte e também pela saúde e segurança das famílias que visitam o local.

O cheiro de enxofre, a paisagem acinzentada e carbonizada, as bolhas de vapor de água quente que saem do subsolo, as águas tóxicas do lago Usori, as estátuas Jizo espalhadas nas margens do rio, o silêncio misterioso que só é quebrado pelos corvos que sobrevoam a área, o mistérios sobrenaturais, os espíritos…

Tudo isso faz com que o Monte Osore aparenta ser mesmo assustador mas ao mesmo tempo fascinante não acha?! Lembrando que a Província de Aomori há muitos locais interessantes para se visitar como vimos na matéria sobre o Túmulo de Jesus Cristo em Aomori. Se ainda não viu, não deixe de conferir! 🙂

Assista ao vídeo:


Link do Vídeo sobre o Monte Osore


Link do Vídeo sobre o Osorezan

Fontes de Pesquisa: Traveling-Tengco, Japan Guide e Tofugu 

Quer Aprender Japonês?

9 Comentários

  1. Rodrigo

    Muito bom os post!
    Já fazia um tempo que tinha curiosidade sobre o Ozore-san e as Itako, desde que vi referências numa parte do mangá Shaman King.
    Tenho muita vontade de visitar, pela beleza e importância do lugar. Também porque gosto muito de terror japonês e deve-se ouvir muitas lendas interessantes por lá!
    Seria legal ver um post com alguns lugares cabulosos do Japão!
    Abraço !

  2. Japão em Foco

    Oi Rodrigo!
    Que bom que gostou da matéria sobre o Monte Osore! Quanto à sua sugestão sobre lugares cabulosos do Japão já marquei aqui e em breve postarei algo nesse sentido! Abraços!

  3. Pingback: Kokeshi dolls, as bonecas tradicionais japonesas | Curiosidades do Japão

  4. Reginia Maria Silva Nunes

    Senacional, muito interessante

  5. Pingback: Os famosos Ovos Pretos de Owakudani | Curiosidades do Japão

  6. Japão em Foco

    Oi Reginia!
    Que bom que gostou de saber mais curiosidades sobre esse lugar tão fascinante! Até! Abraços!

  7. Pingback: Shuubun no Hi - Equinócio de Outono no Japão | Curiosidades do Japão

  8. felipe

    amor japão. mais poderia fazer um documentário sobre a kadokan ser tver pode manda o link :mrgreen:

  9. Aldacir Nakayama

    Japão em foco, amo suas informações, sou do Rio de Janeiro e estou no Japão com minha família!!! Tenho visto muitas cerejeira s!!!!

  10. Maria Santos

    É um lugar lindo, digno de cartão postal. Achei interessante as médiuns se prepararem tanto pra falaram com os espíritos, prq aqui no Brasil, nossos espíritas levam menos tempo e tem alguns que a comunicação é quase instantânea. Não desmerecendo o trabalho delas, claro, e se não cobrassem iriam pagar suas contas como?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *