Rakugo – Gênero Humorístico Japonês


rakugo

Rakugo – Histórias Cômicas Japonesas

Rakugo (落語) é uma forma de arte originada no período Edo (1603-1867) que consiste em contar histórias em quadrinhos na forma de monólogo. Era realizado em teatros chamados de Yose. O artista nessa arte de entretenimento é chamado de Rakugoka (às vezes chamado também de hanashika) e geralmente são do sexo masculino, embora hoje em dia podemos encontrar muitas mulheres nesta profissão.

Literalmente, Rakugo significa “Monólogo em quadrinhos” ou “Monólogo Cômico”, mas outros significados atribuem a ele a expressão de “palavras caídas”. Embora a forma de contar histórias seja muito simples, o Rakugo era muito popular no Japão Antigo e por ser um clássico, sua popularidade continua até nos dias de hoje.

Origem do Rakugo

Acredita-se que esse estilo de entretenimento tenha surgido no período Edo, a pedido dos daimyo, senhores feudais, que queriam pessoas qualificadas que pudessem entretê-los com vários tipos de histórias contadas em forma de narrativa.

Originalmente esse gênero humorístico era chamado de Karukuchi (piadas) e somente durante o Período Meiji (1867–1912), que passou a ser chamado de Rakugo. O Rakugoka se apresenta vestido de quimono, sentado sobre uma almofada chamada zabuton sobre o tatami ou palco (Koza) com um microfone em sua frente.

Durante a apresentação, o Rakugoka permanece sentado na posição Seiza durante todo o show. Como o Rakugoka faz a apresentação sozinho e interpreta vários personagens em uma história, o uso de expressões faciais e corporais, gestos e mímica são essenciais para capturar a imaginação do público.

Ele também muda a entonação da sua voz de acordo com o personagem da história, que podem ser de todo o tipo como homens, mulheres, crianças, idosos, guerreiros e plebeus. Essencialmente, o Rakugo se trata de um Show de Comédia, cujo objetivo é divertir o público, mas também podem emocionar as pessoas.

Não há cenário ou adereços, exceto uma toalha de mão (Tenugui) e um leque tradicional japonês (sensu). A toalha é usada para representar objetos como livros, carteira, etc. Já o leque, quando fechado, pode ser usado para representar outros obejetos como hashi (pauzinhos japoneses), espada, cigarro ou caneta.

Veja também:
Tezuka Osamu – O pai do Mangá Moderno
Akira Yoshizawa, O pai do origami moderno
Os mais belos castelos medievais no Japão
Sokushinbutsu, as múmias budistas japonesas
Byōbu, painéis artísticos japoneses

Estilos de Rakugo

Ao longo do tempo, o Rakugo desenvolveu vários estilos, entre eles o Kaidanbanashi (história divertida sobre fantasmas), o Shibaibanashi ( estilo teatral ou discurso), o Ninjoubanashi (história sobre a vida e emoções de pessoas comuns), o ongyokubanashi (estilo musical), o Kokkeibanashi (história cômica).

A maior parte das histórias contadas foi feito para arrancar risadas do público, mas existe o estilo Rakugo, como o Ninjoubanashi, que pode levar as pessoas às lágrimas. Embora atualmente muitas histórias sejam criadas, a maior parte das apresentações utilizam contos clássicos escritos nos períodos Edo e Meiji.

No finalzinho da maioria dos monólogos, ocorre uma interrupção súbita do jogo de palavras, chamada de Ochi. Existe doze tipos de ochi codificados e reconhecidos, com variações mais complexas que evoluíram ao longo do tempo a partir das formas mais básicas. Entretanto, em alguns estilos de Rakugo, o Ochi pode estar ausente.

Classificação do Rakugoka

Os contadores de histórias (rakugoka) são classificados de acordo com sua habilidade e experiência. Um iniciante é referido como “Zenza” e muitas vezes pode iniciar o espetáculo de humor, substituído depois pelo shin-uchi que é o Rakugoka experiente.

Shin-uchi significa literalmente, “que tem verdadeiro valor” ou “aquele que golpeia o coração”. Pois um artista Rakugoka de verdade, que ama sua profissão, sabe que é preciso atingir o coração do público para se sentir plenamente realizado.

Rakugokas famosos

Exemplos de comediantes Rakugokas que no passado contribuíram para essa arte não só em relação à performance, atuação como também na criação das histórias foram: Anrakuan Sakuden (1554-1642), autor do Seisuishō (Risos para espantar sono, 1628), uma coleção fenomenal com mais de 1.000 histórias.

Shikano Buzaemon (1649-1699), que escreveu Shikano Buzaemon kudenbanashi (Discursos orais de Shikano Buzaemon) e Shika no makifude (Escova do Veado, 1686), uma obra que contém 39 histórias e Tatekawa Enba (1743-1822), autor de Rokugi Rakugo (Os Seis Sentidos do Rakugo), entre muitos outros.

Dentre os Rakugokas atuais mais famosos destaca-se Tatekawa Danshi, Tachibanaya Enzou, Katsura Bunshi, Tachibanaya Takezou, Tatekawa Shinosuke, Hayashiya Shozo e Shijaku Katsura, famoso fora do país por suas apresentações em inglês.

Onde assistir uma apresentação Rakugo?

Em Tóquio, existe alguns Yoses famosos com apresentações Rakugo como o Rakugo Jyouseki que possui apresentações durante o ano todo, além do Ueno Suzumoto Engeijou, Shinjuku Suehiro-tei, Asakusa Engei e o Ikebukuro Engeijou. Em Osaka, um Yose famoso é o Tenma Tenjin Hanjo-tei.

Não são todas as pessoas que conseguem captar a essência do Rakugo. Estrangeiros e até mesmo japoneses mais jovens podem sentir dificuldade para entender as histórias, especialmente por causa da linguagem antiga que muitos Rakugokas usam, nas quais empregam muitas palavras em desuso nos dias atuais.

Mas de qualquer maneira, se um dia tiver a oportunidade de assistir a um espetáculo Rakugo, vai ser uma experiência bem interessante, do ponto de vista cultural, já que essa arte expressa bastante os costumes tradicionais japoneses.

Assista um exemplo de Rakugo (Shijaku Katsura)

Fonte de pesquisa: Wikipédia

Quer Aprender Japonês?

4 Comentários

  1. Marcos de Souza

    Pra quem não entendeu ainda , la vai….
    EU AMO O JAPÃO.

  2. Douglas

    Certamente eu iria num lugar assim se tivesse oportunidade, mesmo sabendo que com meu nível atual de nihongo eu não entederia muitas coisas, seria mesmo pra conhecer como você disse.
    Não tem site melhor que aqui para aprender sobre a cultura japonesa, obrigado por se esforçar e sempre mostra coisas novas para todos que visitam aqui.
    Abraços!!!! ^^

  3. Japão em Foco

    Oi Marcos! Oi Douglas!
    Com certeza… só de saber que é uma arte de entretenimento que nasceu na época dos Daymyo e samurais, dá uma certa curiosidade de ver de perto como é rs. E embora, o Rakugo já exista há mais de 4 séculos, ainda é muito popular nos dias de hoje. Ah… obrigada pelo elogio… bom saber que você curte as postagens!!! Só peço desculpas de não poder estar atualizando todos os dias. Ando super corrida, mas em breve vou atualizá-lo com maior frequência. Abraços!

  4. Pingback: Taikomochi, a versão masculina das gueixas | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *