15 fatos que você provavelmente não saiba sobre o Sakura

📩 Clique aqui para receber nossos artigos por email!

curiosidades sobre o sakura

Entre os fim de março e meados de abril, temos a oportunidade de presenciar um cenário simplesmente magnífico no Japão. É a época em que as cerejeiras ficam floridas e suas flores, conhecidas como sakurá, tem um significado muito especial para o povo japonês. Que tal conhecer algumas curiosidades a respeito dessas belíssimas e icônicas flores? 🙂

1. O ano para os japoneses começa junto com a floração do sakurá

Assim como no Brasil há quem diga que o ano só começa de verdade após o carnaval, no Japão também existe a máxima de que o ano literalmente começa após a floração do sakurá. Isso porque, apesar do Japão adotar o calendário gregoriano assim como o Brasil, o ano fiscal e letivo começa em meados de abril, coincidindo com a primavera e floração do sakura.

2. O dia do Sakura é 27 de março

Este dia foi escolhido em 1992 pelo Nihon Sakura no Kai (日本さくらの会), ou Associação do Sakura no Japão, por geralmente marcar o início da floração. Apesar de não ser um feriado nacional, esta data é muito esperada e comemorada pelo povo nipônico.

3. Sakura ilustra o verso da moeda de 100 ienes

Apesar de não ser considerada a flor nacional oficial, título concebido ao crisântemo, não há como negar que o sakurá é a flor mais icônica no Japão. Além de ilustrar muitos cartões postais da terra do Sol Nascente, o sakurá também está presente no verso de uma das moedas mais usadas no país, que é a de ¥ 100, enquanto que o crisântemo ilustra a moeda de ¥ 50 .

4. O sakura não é cor-de-rosa

Na realidade, o sakura pode ser encontrado em muitas cores que vão desde o branco até diferentes tonalidades de rosa. No entanto, por ser uma flor tão especial para os japoneses, foi criado uma denominação própria para sua cor: sakura-iro (サクラ色). Esta cor está muito presente na cultura japonesa e tem até uma canção muito famosa de Angela Aki sobre ela.

5. Existem mais de 600 espécies de sakura no Japão

Calcula-se que no Japão existam mais de 600 variedades de sakura, entre espécies endêmicas e híbridas. A mais popular é a somei-yoshino (ソメイヨシノ), uma variedade rosácea com cinco pétalas, que começou a espalhar-se a partir do período Meiji (1868-1912).

6. A floração é acompanhada pelos noticiários na TV

Elas começam a desabrochar nas árvores no sul do Japão, em Okinawa, e vão em direção ao norte, até Hokkaido. O fenômeno, que dura dois meses e se “move” como uma onda, é chamado Sakura Zansen e significa, literalmente, linha de frente das cerejeiras.

Os japoneses podem acompanhar todo esse processo através de noticiários na TV e assim definir seus roteiros turísticos para acompanhar de perto a transformação da paisagem em vários pontos do país. Veja quais são os 100 locais mais populares para apreciar o sakurá.

7. A floração dura aproximadamente uma semana

A explosão cor-de-rosa não dura mais que dez dias, mas exprime-se em todo o seu esplendor. Os jardins das cidades enchem-se com muitos admiradores que desfrutam de piqueniques rodeados de flores. Por causa da sua efemeridade, o sakura era associado aos samurais, cujas vidas eram frequentemente interrompidas precocemente nos campos de batalhas.

8. Cada fase da floração tem um nome específico

Há um nome específico para denominar cada estágio da floração. São sete estágios que começa a partir do botão até chegar na floração completa e consequentemente na sua queda. “Tsubomi” (つぼみ) por exemplo se refere ao botão. Já “sakihajime” (咲き始め) é quando os botões começam a florescer.

Os próximos estágios são “gobuzaki” (5分咲き) que significa 50% florida e “shichibuzaki” (7分咲き), que significa 70% florida. Já o estágio “Mankai” (満開) é quando as flores de cerejeira atingem plena floração. Este é o melhor momento para desfrutar o sakura. Uma vez que as pétalas começam a cair, é chamado de “chirihajime” (散り始め).

Por fim, as flores abrem caminho para o “hazakura” (葉桜), que são as folhas verdes frescas que aparecem após o período de floração.

9. A chuva de pétalas de sakurá também tem um nome

Cada estágio da floração do sakurá é muito celebrado, incluindo o fim que desencadeia em uma chuva de pétalas. E existe um nome específico pra isso: Sakurafubuki (桜吹雪). As pétalas se desprendem dos galhos e são levadas pelo vento, colorindo de cor de rosa ruas e riachos. Pode parecer uma triste despedida, mas ao mesmo tempo muito poético e nostálgico.

10. A cerejeira mais antiga do Japão tem 2000 anos de idade.

Este sakura é chamado de Jindai Zakura (神代桜). Sua altura é 10.3m e a circunferência da raiz é de 13,5 m. Você pode vê-lo no templo de Jissou (実相寺) na província de Yamanashi. Segundo a lenda, a árvore foi plantada por Yamato Takeru-no-mikoto, antigo imperador japonês. Ela está incluída na lista das “100 melhores árvores no Japão”.

11. Os nomes das flores diferem conforme o número de pétalas.

As flores que têm até 5 pétalas são chamadas hitoe (一重). As flores que têm 5 a 10 pétalas são chamadas de hanyae (半八重). As flores que têm mais de 10 pétalas são chamadas yae (八 重).

12. Durante a floração, é comum fazer piquenique embaixo das árvores

O hanami (花見) é evento muito popular no Japão. Famílias e amigos se reúnem para comer e beber sob as árvores. E isso acontece não só durante o dia, como a noite também. Aliás, as flores de sakura conseguem ainda ser mais belas durante a noite pois são iluminadas com lanternas de papel. Esses piqueniques noturnos são conhecidos como “yozakura”.

Existem três lugares que são considerados os melhores para piqueniques noturnos: Castelo de Hirosaki (Aomori), Castelo Takada, (Niigata) e o Parque de Ueno, em Tóquio.

13. Há uma infinidade de produtos feitos de sakura

Sakura mochi (桜餅) é uma das iguarias mais populares. Trata-se de um doce japonês feito de mochi e Anko enrolado com uma folha de sakura levemente salgada. O contraste entre o salgado da folha e o doce do anko resulta em um sabor interessante e apreciado.

Já o Sakurayu (桜湯) é o “chá de flor de cerejeira”, uma bebida que consiste na mistura de flores de cerejeira em conserva com água quente. Este chá é frequentemente servido em eventos formais, tais como casamentos. Mas além dessas iguarias tradicionais, podemos encontrar muitos produtos sazonais como doces, sorvetes, refrigerantes, etc.

14. Há uma linha de trem que toca uma canção popular sobre sakura

Cada vez que um trem da linha Chuo line chega à estação de Musashi-Koganei, os alto-falantes da plataforma tocam a melodia “Sakura Sakura”, uma canção tradicional e folclórica japonesa. A canção foi escolhida porque o aqueduto de Tamagawa em Koganei era um ponto famoso de Hanami em 1889 e atraía muitos turistas incluindo o imperador Meiji e sua família.

15. Sakurá é um nome popular para meninas no Japão

Sakura (さくら) é um nome muito popular para meninas no Japão. No ano passado por exemplo, este nome ocupou o 5° lugar no ranking. Já em 2015, Sakura ocupou o 1° lugar no ranking de nomes femininos mais escolhidos. Interessante né? 🙂

Gostou das curiosidades? Não esqueça de deixar um comentário sobre o que você acha das flores de cerejeira e se já teve oportunidade de presenciar uma floração de sakurá 🙂

Quer Aprender Japonês?

5 Comentários

  1. Marilene Chemiski

    Adorei saber um pouquinho da floração das cerejeiras! Bem curiosos.

  2. Sol yamamoto

    É possível ficar horas contemplando sua beleza e delicadeza.

  3. Cristina

    Adorei. Um dia terei o prazer de vê-las no Japão.

  4. Leila Cristina de Souza

    As flores são lindas…delicadas…moro em Petrópolis e passo o início do ano,entre fevereiro e março, apreciando as flores dos Ipês, que me lembram as flores de cerejeiras,apesar de nunca tê-las visto de perto.

  5. Maria Heloisa Vasques

    Interessante, não sabia que tinha tantas com diferentes números de pétalas, acho-as lindas
    um sonho …
    E, adoro ler sobre o Japão, cultura milenar com tanto a ensinar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *