Nanakusa Gayu – As 7 ervas da Primavera

Nanakusa Gayu – A sopa de 7 ervas do Ano Novo

No dia 7 de janeiro, oficialmente o Ano Novo termina no Japão e as pessoas comem mingau de arroz no café da manhã. Mas não é um mingau qualquer… é um mingau chamado Nanakusa Gayu (七草がゆ). Nanakusa significa 7 ervas e Kayu / Gayu significa mingau em japonês. É uma espécie de sopa de arroz com sete ervas diferentes: Hotokeza, Gogyou, Suzuna, Seri, Suzuhiro, Nazuna e Hakobera.

O dia 7 de janeiro é declarado o fim do OShougatsu (正月) no Japão, e o Nanakusa Gayu é uma refeição típica do último dia das festividades de Ano Novo. Por ser uma sopa (Atsumono) é refeição bem leve e segundo os japoneses dizem, o Nanakusa Gayu serve para reabastecer o corpo com a energia saudável da natureza, recuperando o aparelho digestivo, após tantos comes e bebes do Ano Novo.

A tradição veio da China, onde havia o costume de comer ervas recém colhidas no início do ano novo. Acredita-se que comê-los no dia 7 de janeiro, atrai boa sorte, saúde e ajuda a afastar todo o mal do corpo e doenças. Além disso, trata-se de uma refeição saudável e natural que oferece muitas vitaminas e energia, embora seja leve.

Este costume começou no Período Heian (794-1192), embora, alguns historiadores afirmem que a tradição tenha se iniciado um pouco mais tarde, no Período Muromachi (1336-1573). Como agora a Primavera já está próxima, a sopa também é chamada de Haru no Nanakusa (As 7 ervas da Primavera) ou então Nanakusa No sekku (七草の), que significa Festival das 7 ervas.

Quais são as 7 ervas da Primavera?

As ervas que são colocadas na papa de arroz são:

Hotokeza (ホトケノザ/Lapsana),
Gogyou (ゴギョウ/Jersey Cudweed),
Suzuna (スズナ/Nabo),
Seri (セリ/Salsa japonesa),
Suzushiro (スズシロ/Daikon),
Nazuna (ナズナ/Bolsa de Pastor),
Hakobera (ハコベラ/Stellaria).

Geralmente, os japoneses já compram um pacote que contem todas essas ervas, facilitando o preparo da mesma.

Por que o 7 é um número de sorte no Japão?

Você deve estar se perguntando, mas por que 7 ervas? E por que 7 de janeiro? A resposta é simples: O número 7 é um número de sorte não só no Japão como em muitos países. No budismo por exemplo, acredita-se que o homem reencarna 7 vezes. Já no xintoísmo, há os Sete Deuses da Sorte, os Shichi-fuku-jin (七 福神) . São eles:


Fukurokuju, o deus da longevidade.
Hotei, o deus da felicidade.
Bishamon, o deus da prosperidade, da guerra e dos guerreiros.
Ebisu, o deus dos pescadores e da riqueza
Daikoku, o deus da riqueza e dos fazendeiros.
Benzaiten ( ou Benten), a deusa da música.
Juroujin, deus da sabedoria, riqueza, felicidade e longevidade.

Os japoneses ainda tem o costume de comemorar a sétima noite após o nascimento de um bebê e, assim, como os cristãos realizam uma missa uma semana após a morte e, novamente, depois de 7 semanas. O 7 é um número simbólico no mundo inteiro por fazer referência a uma série de coisas como: “7 Maravilhas do Mundo”, “7 Pecados Capitais”, “7 Dias da Semana”, “7 cores do arco-íris” e assim por diante.

Existe também um provérbio que diz: “Nana-korobi Ya-oki (七転び八起き)”, que significa literalmente: ” A cada sete quedas, oito eu me levanto, que se refere que embora a vida tenha seus altos e baixos, não devemos desistir por maior que seja o obstáculo ou o problema a ser enfrentado.

Outro hábito japonês em relação ao número 7 são os arranjos com as sete flores do outono para homenagear a entrada dessa estação e uma curiosidade interessante: No idioma japonês arcaico, o ideograma que representava a felicidade era formado por três números 7. Sem falar no filme “Shichi-nin no Samurai” (Os Sete Samurais) de Akira Kurosawa, que ficou mundialmente famoso.

Tem ainda um Festival famoso no Japão, chamado de Tanabata Matsuri, que ocorre no dia 7 do mês 7 (7de julho), conhecido como “Festival da Sétima Noite”. E os 7 Princípios do Bushido: Justiça (Gi), Coragem (Yu), Benevolência (Jin), Respeito (Rei), Honestidade (Makoto), Honra (Meiyo) e Lealdade (Chuggi).

Como podemos ver, o 7 é considerado um número de sorte pelo povo japonês, ao contrário dos números 4 (pronunciado “shi”) e 9 (pronunciado “ku”) que são considerados de azar, por causa da pronúncia. Veja mais sobre isso no artigo Superstições japonesas e Yakudoshi, as idades do azar.

Outras tradições de Ano Novo no Japão:
Nengajo – Cartões postais de Ano Novo
Ano Novo no Japão – Amuletos
Ano Novo no Japão – Comidas
Ano Novo no Japão -Rituais
Ano Novo no Japão –Jogos do Oshougatsu
Como dizer Feliz Ano Novo em japonês

Texto originalmente escrito no dia 7 de janeiro de 2011

Quer Aprender Japonês?

6 Comentários

  1. Pingback: Kagami Biraki - Cerimônia da Comunhão Espiritual | Curiosidades do Japão

  2. Pingback: Kiku no Sekku - Dia do Crisântemo no Japão | Curiosidades do Japão

  3. Pingback: Shichi Fukujin, os 7 deuses da fortuna | Curiosidades do Japão

  4. Pingback: Tradições de Ano Novo no Japão | Curiosidades do Japão

  5. Leila de Freitas

    Gostei d saber sobre o mingau das sete ervas…gosto muito de saber sobre as tradições japonesa

  6. Japão em Foco

    Oi Leila!
    Que bom que você gostou!
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *