Se cair sete vezes, levante oito (Nanakorobi Yaoki)

Se cair sete vezes, levante-se oito

Kotowaza: Nanakorobi Yaoki 七転び八起き
Nanakorobi Yaoki significa algo como: Se eu cair 7 vezes, 8 vezes eu me levanto! E acredito que essa frase define o caráter do “povo japonês”, devido a todos os seus exemplos de superação que já demonstraram desde os tempos mais primórdios. Dizem que só quando um país vive uma crise que se pode conhecer o verdadeiro caráter do seu povo e o Japão já teve a chance de mostrar isso diversas vezes.

Isso porque, em um país sem crises é muito fácil dizer que o povo é paciente, compreensivo ou cooperativo. Mas é só uma crise ou tragédia acontecer para sentirmos na pele a dimensão exata que algumas palavras tem, como bondade, compaixão e solidariedade, palavras que muitas vezes enchemos a boca pra dizer, mas que na verdade não sabemos seu verdadeiro valor e nem sua real proporção.

Este provérbio tem uma ligação bastante estreita com o Daruma, pois como a sua base é arredondada você pode forçá-lo para baixo que ele se levanta novamente. Por isso que o Daruma se tornou não só um símbolo de sorte como também de persistência e muitos deles vem com esse kotowaza impresso em sua superfície.

Caia 7 vezes…Levante-se 8!

Há quatro anos, quando ocorreu o terremoto e tsunami que devastou o nordeste do país, o Japão mais uma vez mostrou a sua força de superação. E não foi só a questão de superação que trouxe espanto aos outros países. Foi seu comportamento notável diante de uma calamidade gigantesca como a que houve.

O mundo inteiro sem exceção, se surpreendeu com a resistência, a natureza corporativa e a capacidade de vencer os obstáculos dos japoneses. Repórteres da CNN contam que ficaram surpresos com a reação dos japoneses quando viram que eles esperaram horas em longas filas para conseguir água e de repente, foram informados de que a água e suprimentos haviam acabado no centro de distribuição.

Esperaram ouvir reclamações e até coisas piores como acontecem em outros países, mas ficaram chocados ao ver que ninguém reclamou, ninguém ficou irritado ou fez qualquer gesto de revolta. Isso mostrou que de fato são um povo civilizado e que realmente pensam no coletivo em casos de situações de emergências como essas.

Sem saques, lamentações ou pânico

Keizo Shutou, um senhor de 74 anos encontrou sua casa praticamente toda em ruínas, porém as paredes e o telhado ainda estavam intactos, embora sem janelas e o cômodos repletos de lama. E mesmo diante de toda essa situação, a reação deste senhor foi surpreendente. Ao voltar à casa para resgatar o que pudesse em meios aos escombros, ele disse que pretendia voltar o quanto antes para a sua casa.

“Nós podemos limpar isso”, disse ele. “A estrutura da casa é boa e podemos reconstruí-la.” Keizo tem 74 anos de idade, o que significa que já vivenciou em sua vida, um monte de coisas terríveis que aconteceram no Japão, como as bombas que caíram sobre Hiroshima e Nagasaki, o terremoto que destruiu a cidade de Kobe e agora isso, um terremoto e tsunami que devastaram sua província natal.

Mas mesmo assim, ele não se lamentou nenhuma vez. Ao invés disso, ainda se considerou de sorte, ao dizer que no litoral a devastação tinha sido muito pior. Que grandes exemplos não acham? Sem registros de saques, lamentações e nem mesmo pânico, o Japão nos ensina sobre cooperação entre as pessoas, generosidade, laboriosidade e comportamento civilizado, tão ausentes inclusive no Brasil.

Daruma Se eu cair 7 vezes, 8 eu me levanto

Destruição e reconstrução, um círculo interminável

O Japão já passou por tantas coisas, especialmente ligadas à desastres naturais que já aprendeu até demais da conta sobre a arte da reconstrução após a destruição. E assim sempre será afinal, o Japão é uma nação insular com uma história de calamidades, incluindo vulcões, tufões, inundações, terremotos e tsunamis.

Tem ainda as conseqüências terríveis que a Segunda Guerra Mundial deixou, incluindo as duas bombas atômicas. Porém não importa a crise ou obstáculo, o Japão sempre consegue se recuperar e ficar ainda mais forte. Isso é consequência da sua cultura que valorizam o coletivo e trabalham duro em pró de todos e não só de um.

A harmonia da comunidade é um dos pontos marcantes da sociedade japonesa, na qual acreditam que é realmente possível viver uma vida em busca da felicidade individual e auto-realização e ao mesmo tempo valorizar sua participação dentro da comunidade em que se vive. Com todos esses aspectos, fica fácil entender como esse provérbio japonês se encaixa perfeitamente nessa nação tão laboriosa.

De maneira nenhuma estou querendo dizer que o Japão seja um lugar perfeito. Como qualquer outro país, o Japão também tem seus problemas. Mas quando se trata da harmonia pacífica e convivência com os outros, o Japão é um lugar muito civilizado para viver, fruto da cultura corporativa e do espírito de persistência.

Acredite na força que existe dentro de você

“Nana korobi oki ya”: Não importa quantas vezes você é derrubado, você se levanta de novo. Mesmo se você cair mil vezes, você se levantará e ficará de pé novamente. Você pode ver esta ética reforçada em todas as facetas da cultura japonesa, incluindo a educação, negócios, esportes, artes marciais, artes Zen, etc

É especialmente importante lembrar o sentimento expresso neste provérbio quando os tempos são escuros. Não existem soluções rápidas na vida. É necessário em qualquer circunstância, muita luta e perseverança. O sucesso não precisa acontecer de uma hora para outra. O mais importante é darmos o melhor de si, incorporando o “espírito Gambaru” e sermos persistentes naquilo que desejamos.

Portanto, que possamos trazer para nossas vidas durante este novo ano que está chegando, um pouco dessa filosofia japonesa. Que possamos despertar o “Gambaru” que existe dentro de nós e que possamos através dele, alcançar todos os nossos objetivos. Que nós possamos nos levantar a cada queda ainda mais fortes do que quando caímos, mesmo que seja uma, duas, três, mil, 1 milhão de vezes.

Como diz uma canção:

:mrgreen::lol:    “Nóis enverga mas não quebra”    :lol::mrgreen:

Quer Aprender Japonês?

21 Comentários

  1. Pingback: Nanakusa Gayu - As 7 ervas da Primavera | Curiosidades do Japão

  2. Por Isso Que Eu Digo O Japão É Foda. 😀

  3. Japão em Foco

    Oi Pedro!
    Que bom que gostou da matéria!
    Abraços!

  4. Pingback: Kotowaza - Provérbios Japoneses | Curiosidades do Japão

  5. Pingback: Origem e significado do amuleto Daruma | Curiosidades do Japão

  6. Orihime

    Emocionante matéria! MNe deu mais forças pra lutar!
    Parabéns. ♥

  7. Japão em Foco

    Oi Orihime!
    Que bom que gostou…
    Jamais desista dos seus objetivos!
    Abraços! (^ _-) ☆

  8. Pingback: 40 razões para amar o Japão | Curiosidades do Japão

  9. Japão em Foco

    Oi Marcos!
    Como está amigão?
    Abraços! 🙂

  10. Pingback: Aikidô - Ensinamentos do grande mestre Ueshiba Morihei | Curiosidades do Japão

  11. Pingback: Mitologia Oriental - Lenda japonesa da carpa (Koi) | Curiosidades do Japão

  12. A Nelson

    Falando em quedas, faz-me lembrar da frase escrita na minha faixa de judô:
    Quem teme a derrota já está vencido.

  13. patricia sayuri tagawa

    Matéria muito boa e inspiradora!!!

  14. Palmira

    Meu finado avô sempre falava dos significados de Nanakorobi Yaoki. Interessante que hj eu com 58 anos, percebo o quantas vezes consegui superar. Engraçado que ao ler essa matéria sobre Nanakorobi Yaoki, sinto´me que em essas superações, usei essa sabedoria sem perceber, que meu avô deixou depositado no meu coração. Sem dúvida, a semente da verdade prevalece! Adoro a sua matérias Japão em Foco!Parabéns!!

  15. sou um Brasileiro q ama a cultura Japonesa…em geral em tudo q se refere a cultura costumes escritas e fala…
    não sei muitas coisas mas tento aprender aos pouco nas horas vagas q tenho…
    e ja conhecia est provebio Japones. e tento aplicar ele em minha vida…parabens pela sua iniciativa…

  16. rafael

    andei pesquisando sobre nanakorobi yaoki e descobri que existem duas formas de se escreve-la, gostaria MUITO de saber qual a diferenca entre as duas formas. Grato!

  17. Muito dez seu site!! Vou mostrar para minha esposa que é mestiça!!! Abraços!

  18. Amei seu site! Eu sou mestiça, me identifiquei na hora! rsrs

  19. Sandra Martins

    Que legal essa matéria, estou me encantando com o Japão. Nos brasileiros deveríamos respeitar uns aos outros. Assim, quem sabe, não estaríamos nessa miséria por causa da ganância de poucos. (Ou seria de porcos?).

  20. Vou me mudar para o Japão em breve. Adorei o site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *