7 Curiosidades Sobre o Wasabi que Você Precisa Saber!


Curiosidades sobre Wasabi

Wasabi (わさび) é um ingrediente muito utilizado na culinária japonesa. Possui um sabor forte, picante e definitivamente único, razões pelas quais muitas pessoas torcem o nariz pra ele. Mas há aqueles que amam wasabi, especialmente combinando-o com sushi, sashimis e frutos do mar. Além de ajudar a limpar o paladar, wasabi tem uma “refrescância” ardida sem igual.

Graças às suas propriedades descongestionante e expectorante, wasabi era usado inclusive como medicamento fitoterápico tempos atrás para tratar alergias respiratórias como rinite. Hoje, resolvemos trazer alguns fatos e curiosidades sobre essa planta nativa japonesa chamada wasabia japonica, de onde é extraído o Wasabi ou pasta de raiz-forte, caso prefiram.

1. Wasabi pertence à família do repolho

Muitas pessoas pensam que wasabi é uma raiz por crescer embaixo da água, mas na verdade trata-se de um caule. Na verdade, Wasabi é um membro da família Brassicaceae, que inclui repolho, rúcula, brócolis, rabanete, mostarda, entre outros.

2. O Wasabi tem uma vida útil muito curta

O verdadeiro wasabi perde seu sabor rapidamente se não for armazenada adequadamente. Extraí-lo fresco da fazenda é a melhor maneira de apreciar o condimento picante, mas uma vez feita a pasta de wasabi, ela perde seus sabores picantes e pungentes em menos de meia hora ou até menos se deixada descoberta, portanto é melhor ralar somente quando for consumir.

A maneira tradicional de ralar wasabi é com um ralador de pele de tubarão, ou um oroshi, que tem a textura de uma lixa fina. Em alguns restaurantes japoneses sofisticados, você pode usufruir de wasabi fresco ralado na hora, mas é melhor não deixá-lo esperando no prato.

3. Wasabi é uma planta difícil de cultivar

A planta wasabi (Wasabia japonica), que remonta ao século 10 no Japão, não é tão fácil de ser cultivado. Seu habitat natural é nos vales dos rios das montanhas do Japão, ou seja, necessita de ambientes frescos e úmidos, não tolerando a luz direta do sol.

O caule e a raiz ficam parcialmente submersos ao longo dos leitos de córregos. Este tipo de ambiente não é fácil recriar em uma fazenda comercial e por este motivo, o wasabi tem se tornado escasso a medida que sua demanda tem aumentado significativamente.

Por necessitar de um clima mais ameno, com temperaturas variando de 8°C a 20°C, água doce e alta umidade, são poucos os lugares no Japão que oferecem condições adequadas para o seu cultivo. Talvez, um dos lugares mais famosos seja a península de Izu, em Shizuoka, onde é possível visitar as fazendas e conhecer de perto como é uma plantação de wasabi.

4. O verdadeiro Wasabi costuma ser caro

Curiosidades sobre Wasabi

Por ser tão escasso e difícil de ser cultivado, o verdadeiro wasabi acaba sendo muito caro. Isso é uma má notícia para o consumidor, mas ótimo para os cultivadores. Com a demanda, novos produtores tem surgido em outros países como Taiwan, China, Estados Unidos, etc. Um quilo de wasabi pode chegar a custar cerca de 160 dólares no mercado atacadista.

5. Nem sempre o wasabi que você come é o real

Por causa da escassez e alto preço, a maioria das pastas e pós de wasabi que encontramos no supermercado não é o wasabi real. Em vez disso, são criados a partir de uma combinação de raiz-forte, corante e outros aditivos. Dê uma olhada no rótulo. Se entre os ingredientes não constar o wasabi japonica, então sinto em informar que se trata de uma imitação de wasabi.

Muitos consideram a raiz-forte e o wasabi muito parecidos, mas em estado natural, os dois não poderiam ser mais distintos. A raiz-forte (Armoracia rusticana) é uma raiz de origem europeia e o seu sabor pode ser forte demais, amargo e acompanhado por uma sensação de queimação forte. Por outro lado, o Wasabi Japonica tem um sabor muito mais sutil e agradável.

Acredita-se que apenas 5% do ‘wasabi’ servido em restaurantes japoneses fora do Japão é feito autenticamente a partir da planta Wasabi Japonica. E mesmo no Japão, poucos restaurantes oferecem o wasabi in natura. O de melhor qualidade chega a custar 2 mil ienes cada raiz, quase R$ 40. Ou mais, dependendo da região em que foi plantado, da época do ano e do tamanho.

6. O Wasabi e seus benefícios para a saúde

Originalmente, Wasabi foi usado pelos japoneses como medicamento ao invés de condimento. A planta possui propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e calmantes para o estômago e era servido com peixe cru (sushi ou sashimi) para evitar intoxicação alimentar ou outras doenças contraídas pela carne crua. E não é que eles estavam certos?

Wasabi contém alil isotiocianato, um repelente natural que pode combater insetos encontrados nos alimentos. Além disso, suas propriedades nutricionais podem ajudar a aliviar os sintomas de diversos problemas de saúde tais como alergias, asma, câncer, inflamação e doenças neurodegenerativas, além de ajudar a dar um impulso ao sistema imunológico.

Também dizem que o consumo de wasabi ajuda a melhorar a circulação, reduzir o inchaço das articulações como artrite, além de combater doenças como osteoporose e do trato respiratório e cardiovascular. No entanto, vale lembrar que como costuma ser consumido em quantidades homeopáticas, nem sempre é possível usufruir de todos os seus grandes benefícios.

7. O Wasabi é um ingrediente versátil

Não jogue fora as folhas e caules de wasabi pois estes podem ser consumidos em conserva ou refogados, sendo excelentes aperitivos ou adicionados a outras receitas. Eles podem até ser consumidos crus em uma salada. Eles são ricos em proteínas, cálcio e vitamina C.

Embora seja mais consumido com sushi e sashimi, o wasabi pode ser servido com uma série de outros pratos no Japão como com o macarrão soba (feito com trigo sarraceno) e washoku (comida tradicional japonesa) no geral. A planta inteira é usada para diversos fins. Pode ser comprado in natura, em pasta ou em pó, que é um pouco mais fácil de ser utilizado.

Como as propriedades químicas do wasabi o tornam um ótimo realçador de sabor, você pode encontrá-lo em muitos outros temperos e molhos japoneses. Um exemplo é Goma Wasabi onde a picância deliciosa do wasabi contrasta com a doçura e suavidade do gergelim. Enfim, o wasabi pode ser encontrado em diversas preparações, inclusive em doces e sorvetes.

Wasabi: Controverso e Apaixonante

O sabor do Wasabi sempre gera controvérsias. Enquanto algumas pessoas amam, outros simplesmente passam longe. Se você consegue apreciar a complexidade do sabor do wasabi, considere-se uma pessoa de sorte pois além dos seus benefícios para a saúde, o wasabi é uma parte essencial da culinária japonesa e vale a pena ao menos conhecer seu sabor.

Nos supermercados é possível encontrar raiz-forte em pasta, já pronta, ou em pó para ser misturada com água – essa é a versão mais utilizada nos restaurantes japoneses no Brasil.

Só fique ciente que raiz-forte não é o autêntico wasabi apesar de existir alguma semelhança no sabor. Pra complicar, no Japão, raiz-forte é chamada de seiyo wasabi. No Brasil, a bagunça chega a ponto de se ler “wasabi e raiz-forte” no rótulo de um mesmo produto.

Mas enfim, espero que você tenha gostado de conhecer mais sobre o polêmico wasabi. Me conte se já teve oportunidade de experimentar e o que achou do sabor. Itadakimasu! 🙂

Fontes: theculturetrip.com, Paladar.estadao.com.br, mnn.com, organicfacts.net

Quer Aprender Japonês?

6 Comentários

  1. Não sabia que existia Raiz-forte, que pode ser passado como o verdadeiro Wasabi, e que este perde rapidamente o sabor se não for armazenado adequadamente.
    Que bom o Wasabi ter propriedades medicinais além de ser condimento bastante apreciado.

  2. o Wassbi seu forte gosto fica entre o ( RABANTE A RUCULA!)mais px. , quando ao sabor !rabanete pela acidez e a rucula gosto amargo picante!e essa senssasão de dar na lingua forte ard^ncia anestesica como se a lingua estivesse adormecia pelo efeito (BRACICACEAE )da raiz capcinae(pimenta)

  3. o Wasabi seu forte gosto fica entre o ( RABANTE A RUCULA!)mais px. , quando ao sabor !rabanete pela acidez e a rucula gosto amargo picante!e essa senssasão de dar na lingua forte ardencia anestesica como se a lingua estivesse adormecia pelo efeito (BRACICACEAE )da raiz capcinae(pimenta)

  4. Dujardes

    Obrigado pela informação. Reforça o papel nutricional e “limpeza” de alimentos crus. Parabéns!

  5. Neide de Souza

    Gostei de conhecer melhor o wasabi, não sabia que ele tem tantas propriedades, não sabia que wasabi e raiz forte são distintos.
    Quanto a propriedade descongestionante eu já sabia, pois ao consumi-lo, tenho esta reação benéfica no meu sistema respiratório, legal né?
    Obrigada pela informações, gosto muito do sabor do wasabi, achei muito interessante as informações sobre a planta e seu cultivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *