Fim da era analógica no Japão – Momento histórico

Fim da era analógica no Japão – Momento histórico
Um momento histórico no Japão. A Era de 58 anos de transmissão de TV analógica chegou ao fim no último dia 24 desse mês. Agora é o começo de uma nova Era, a Digital, sendo portanto o primeiro país asiático a ter migrado a transmissão para o modo digital.

Com excessão das áreas atingidas pelo terremoto e tsunami, como Fukushima, Miyagi e Iwate, onde a analógica só será realmente desativada em 2012, no resto do país vai ser transmissão 100% digital. No dia 24, o tom era de solenidade, com direito até a reloginho na TV, com contagem regressiva e tudo. Até o mascote da NHK, Doomo-Kun apareceu na TV para dar tchau para a era analógica.

Agora o Japão já faz parte do seleto grupo de países que deram tchau para a era analógica, como EUA e Alemanha. O Japão já cultivava essa ideia desde 1998.

Naquela época, dizia-se que a tecnologia digital iria ajudar os consumidores a desfrutar melhor a qualidade de imagem e serviços.

Nem preciso dizer que foi a maior corrida no Japão para comprar novos televisores digitais e sintonizadores especiais. As vendas subiram mais de 70% desde que anunciaram a troca definitiva de transmissão.

E apesar do aviso ter sido feito com bastante antecedência, muita gente deixou para comprar na última hora. Estima-se que cerca de 100 mil famílias ainda não fizeram as mudanças necessárias para se adequar a era da TV digital.

No entanto, mais da metade da população, já vinha se preparando para a transição nos últimos 4 anos e não perderam tempo. Ouvi dizer, que no Brasil essa transição analógica / digital ocorrerá em 2016, ou seja daqui 5 anos. Será?

Eu acho difícil que o Brasil abandone de vez a analógica em 5 anos, visto que nem todos ainda têm condições de obter uma TV digital. Mas que seria uma boa ver TV em alta definição, ah seria!:lol:

Quer Aprender Japonês?

1 Comentário

  1. Pingback: Tóquio Sky Tree - A Torre mais alta do mundo | Dicas Brasil Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *