Ultimas notícias sobre o terremoto e tsunami no Japão


carro Terremoto Japão

Pela primeira vez, nessa quarta feira, dia 16, o Imperador Akihito se pronuncia sobre Terremoto e tsunami que acometeu o Japão na sexta feira, dia 11.

O imperador japonês afirmou que está “profundamente preocupado” com a crise nuclear que o país enfrenta e disse estar rezando pela segurança de todos. Akihito afirmou também que está preocupado com a “natureza imprevisível” da situação na central nuclear de Fukushima, danificada desde o grande terremoto seguido por tsunami.

Imperador Akihito

Imperador Akihito

O discurso dele foi em tom dramático e Akihito disse que está rezando pelas vítimas e pede calma à população. “Espero do fundo do coração, que as pessoas dêem as mãos, se tratem com compaixão e consigam ultrapassar estes tempos difíceis“, disse Akihito, de 77 anos.
O ultimo balanço oficial registrou 4.255 mortos, 1.897 feridos e 8.194 desaparecidos.

Mais de 430 mil pessoas ainda estão em 2.400 abrigos em oito prefeituras. As três prefeituras mais atingidas requisitaram a construção de 32.800 casas temporárias.
O número de pessoas retiradas da região de Fukushima próximo à usina nuclear em risco está crescendo. Os engenheiros seguem tentando resfriar o reator 4 para evitar um desastre maior.

Sobreviventes de Minami

Sobreviventes de Minami

A boa notícia é que foram encontradas 9700 pessoas consideradas como desaparecidas, abrigadas na cidade de Minami Sanriku, na manhã de ontem (dia 15), informou a província de Miyagi.
A cidade que foi muito afetada pelo terremoto e tsunami possui uma população de aproximadamente 17 mil habitantes e autoridades estimavam que mais de 10 mil estivessem mortos.

Japão ainda sofre com falta de comida e mantimentos e as buscas de mais vítimas continuam apesar de muito frio e neve na região nordeste onde aconteceu o desastre. A neve e o frio também casticam os desabrigados.

Quanto à usina nuclear japonesa Fukushima Daiichi a situação continua crítica. Segundo o chefe da agência nuclear da ONU, Yukiya Amano, os novos acontecimentos na usina, bastante afetada pelo terremoto de magnitude 8.9 seguido de tsunami na costa japonesa no dia 11, são “muito sérios“.

A piscina de armazenamento de combustível usado no reator 4 da usina nuclear japonesa Fukushima Daiichi não tem mais água, o que gera níveis de radiação “extremamente altos”.
Os agentes de emergência que estão trabalhando no local onde está os reatores, estão correndo sérios perigos pois a radiação ao redor da usina está bastante alta e a consequência pode ser letal para os agentes.

Segundo os japoneses sobreviventes que sofreram radiação com a bomba nuclear em Hiroshima, a pior arma que pode existir é a radiação, pois não podemos vê-la.
Ela é silenciosa, não tem cheiro, não tem barulho e não deixa rastro.
As pessoas vão sentir seus efeitos ao longo do tempo, e seus danos são terríveis podendo ser passadas por várias gerações, pois ele desestrutura o DNA, lesiona as células, tornando-as cancerígenas e deixa queimaduras graves.
Segundo eles, um desastre nuclear é muito mais grave do que os desastres naturais.

Quer Aprender Japonês?

9 Comentários

  1. amei o blog agora meu trabalho ficou completo 😛 😉 🙂 😯 🙄 ❗ :mrgreen:

  2. Pingback: Uma semana após Terremoto e Tsunami – Silêncio em Homenagem às vítimas | Dicas Brasil Japão

  3. amei tambem pois eu nem sabia o q eu ia colocar agora vou tirar dez 🙄

  4. Pingback: Novos tremores de terra e radiação trazem preocupação para o Japão | Dicas Brasil Japão

  5. cBTKIA Very true! Makes a change to see someone spell it out like that. 🙂

  6. Pingback: Minami Sanriku – Uma cidade destruída pelo tsunami | Dicas Brasil Japão

  7. Pingback: Começo da Era Digital de alta definição no Japão | Dicas Brasil Japão

  8. Pingback: Japão tem cerimônia e festa para celebrar o divórcio | Dicas Brasil Japão

  9. Pingback: Miss Japão 2011 - Maria Kamiyama | Dicas Brasil Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *