Ilha de Okinawa – Um paraíso perdido no Japão


Ilha Panhard Islands, Okinawa, Japan

Ilha de Okinawa – Um paraíso perdido no Japão

Com praias estonteantes, clima quente, frutas tropicais e povo local hospitaleiro e simpático, Okinawa lembra muito o Brasil. Quem já foi, com certeza se encantou com seu cenário paradisíaco. E quem não foi, deve visitar um dia. Também é chamada de Oquinaua (em japonês 沖縄県) e em uchinaguchi (dialeto local) como Uchinā. Sem dúvidas nenhuma, Okinawa é um Paraíso perdido no Japão!

Localização de Okinawa

A província de Okinawa é constituído por mais de 160 ilhas dispostas em forma de cadeia, que basicamente podem ainda ser divididos em três arquipélagos principais, os Arquipélagos de Miyako, Yaeyama e Okinawa, totalizando uma área de 2266 quilômetros quadrados.

Banhado pelo Oceano Pacífico e pelo Mar da China Oriental, a Província possui uma população de aproximadamente 1.222.500 habitantes e uma densidade demográfica de 500 habitantes por km².

Fotos de okinawa 2

Sua cadeia de ilhas possuem 1000 quilômetros de comprimento, que se estende de sudoeste, de Kyushu até Taiwan, ainda que as ilhas mais a norte façam parte da província de Kagoshima.

A capital de Okinawa, Naha (1500 quilômetros de Tóquio), está localizada na parte meridional da maior e mais povoada ilha do arquipélago: Okinawa Honto. As disputadas ilhas Senkaku são, em teoria, administradas como parte da província.

Okinawa, é praticamente um outro país dentro do Japão. E isso é verdade pois Okinawa fazia parte de um reino independente, o reino Ryukyu.

Por isso Okinawa desenvolveu uma cultura própria e até uma lingua própria (uchinaguchi), e parte de sua história é diferenciada do resto do Japão. É comum encontrar japoneses que mesmo hoje, não consideram Okinawa como sendo parte do Japão.

Fotos de Okinawa

História de Okinawa

Devido à sua posição estratégica – entre a Indonésia, Polinésia, China, Coreia e Japão – se tornou um entreposto comercial. Relatos antigos apontam comerciantes Okinawanos nas cortes imperiais da China e do Japão. Historicamente, Okinawa recebeu mais influências culturais da China do que do Japão.

Antes dividida em feudos, foi unificada por Sho Hashi, que tornou-se rei designando o castelo de Shuri como centro administrativo.

Invadida pelo clã feudal de Satsuma (atual Kyushu) no séc. XVI, perdeu a independência e o porte de armas foi proibido entre seus cidadãos. Diz-se que o Karatê, como arte marcial, nasceu nesta época.

Depois da Segunda Guerra Mundial e da Batalha de Okinawa em 1945, Okinawa permaneceu sob a administração dos Estados Unidos por 27 anos.

Durante esse período, os Estados Unidos estabeleceram lá várias bases militares. Em 15 de maio de 1972, Okinawa foi devolvido ao Japão. No entanto, os Estados Unidos ainda mantém uma grande presença militar no arquipélago.

Próximo aos Trópicos, tem clima temperado onde cultiva-se cana de açúcar, banana, abacaxi, batata doce, etc. O Trópico de Câncer corta o arquipélago de Okinawa, por isso é uma região de clima subtropical, onde as temperaturas alcançam uma miníma de 10ºC e máximas que podem atingir os 40ºC.

Turismo em Okinawa

fotos de okinawa 3

Com belas praias, águas cristalinas, ótimo para mergulho, resorts magnifícos, maratonas, recifes de coral, e o clima quente durante maior parte do ano, Okinawa possui uma beleza única que atrai muitos visitantes durante o ano todo.

Se você vier para o Japão, não deixe de visitar este lugar. Possui mais de 2.800 Hotéis com ótima infraestrutura e para todos os bolsos.

Suas praias são muito procuradas pelos japoneses de outras regiões e turistas por todo o mundo, devido a beleza, o clima e os diversos resorts existentes.

Confira o vídeo abaixo com as belezas naturais e culturais de Okinawa

Okinawa Churaumi Aquarium

É em Okinawa que está o segundo Maior Aquário do Mundo, o Okinawa Churaumi Aquarium, localizado em Motobu. Esse aquário perde apenas para Dubai Aquarium, em Dubai e é parada obrigatória para quem está de visita à Okinawa. Visite o site do Aquário.
As maiores atrações do aquário são as Arraias-Manta e os Tubarões-Baleia.

Veja fotos do Okinawa Churaumi Aquarium

Okinawa Churaumi Aquarium

Quer Aprender Japonês?

24 Comentários

  1. Boa noite,

    Meu nome é Thais Morine e estou de posso de uns documentos da minha família que são da época de antes da Guerra Mundial.
    Alguns provavel que de 1800, coisas que meu avô materno trouxe de Okinawa em 1964.
    Gostaria de obter a tradução dos papéis da família, que se encontram escritos em Candy de Okinawa do dialeto antigo.
    Você poderia me fornecer se conseguiria traduzi-las?

    Obrigada.

    Oi Thais!
    Infelizmente eu não sei, mas será que em sua cidade não há nenhuma associação japonesa que pode traduzir pra você? Não custa dar uma verificada. Abraços!

  2. Que paraiso é muito lindo fiquei encantadora pelas imagens lindoo lindo demais quero conhecer essa ilha

    Oi Graziela!
    Realmente é muito lindo né…
    Abraços!

  3. Wanderley Guenka

    Boa tarde.
    Eu tive o prazer e o privilégio de conhecer a terra natal dos meus antepassados.
    Parece que nós, descendentes de Okinawa, temos a obrigação de visitar pelo menos uma vez na vida.
    É uma sensação indescritível. Parece que estamos reencontrando com os nossos avós, ouvindo músicas que eles tocavam no shamissen ou nas “vitrolas” de manivela.
    Pretendo retornar a esse paraíso.
    Abraços
    Guenka

  4. Japão em Foco

    Oi Wanderley!
    Realmente Okinawa é maravilhosa… Que legal, você ter tido a oportunidade de ter conhecido. Com certeza é um dos mais belos lugares do Japão. Abraços!

  5. Pingback: Naha Harbor Diner - Restaurante em cima de uma arvore | Curiosidades do Japão

  6. Dirce Yoneko Hirata Ferreira

    Ai, ai, ai… Tô mal, mesmo! O que significa “SEU COMENTÁRIO AGUARDA MODERAÇÃO”? Não bebo, sou bem estudada, muito bricalhona… Seria muito pedir o significado da minha dúvida? Agora sim, estou quase morrendo de vergonha! Não quero morrer sem saber sobre o meu comentário. Onegaishimassuka? Bjs, Yoneko.
    P.S.: Eu não estou fazendo “joguinho”, não!

  7. Dirce Yoneko Hirata Ferreira

    Bom Dia! Sempre ouvi o quanto os Okinawanos são alegres e gentis. Meus pais são Okinawanos. Espero um dia, poder conhecer Okinawa ao vivo e em cores!!! Abraços, Yoneko.

  8. Pingback: Yokohama Hakkeijima Sea Paradise | Curiosidades do Japão

  9. Japão em Foco

    Oi Dirce!
    Sim, esse blog possui moderação nos comentários, mas somente na primeira vez que a pessoa comenta. Uma vez liberado, os próximos comentários serão publicados automaticamente… Quanto ao avatar que entrou com o seu comentário, ele também é automático, ou seja, não somos nós que escolhemos… Se quiser um avatar personalizado com sua foto ou outra imagem qualquer que desejar, sugiro que cadastre seu e-mail no site Gravatar. Obrigada por seus comentários! Abraços!

  10. Pingback: Tsunoshima, uma ilha paradisíaca no Japão | Curiosidades do Japão

  11. Pingback: Tsuyu, temporada de chuvas no Japão | Curiosidades do Japão

  12. Pingback: Música Mirae da dupla Kiroro | Curiosidades do Japão

  13. Pingback: As 100 melhores praias do Japão | Curiosidades do Japão

  14. Anônimo

    Estava viajando pela internet e vi esse blog,muito legal!!!!
    Achei demais a reportagem de Okinawa!!!
    Meus avós são de Okinawa,desde q vim para o Japão,sempre tive vontade de conhecer esse lugar lindo,conhecer a terra dos meus avós!
    Demorou(20 anos),mas conheci!!!rs
    Ameiiiiiii!❤
    Lugar lindo,pessoas simpáticas e cheias de alegria!
    Fui com a minha família(eu,meu marido e minha filha),ficamos uma semana alugamos um carro e …pé na estrada!!!!!!rs
    Okinawa um lugar q vale a pena conhecer! 😉

  15. Japão em Foco

    Oi Anônimo!
    Que legal ler seu depoimento! Eu ainda não tive a oportunidade de conhecer Okinawa! Mas tenho esperança de que um dia eu conheça! Sempre dizem que lá lembra muito o Brasil e que as pessoas de lá são muito carismáticas e hospitaleiras. Além disso, é lá que estão as melhores praias do Japão, como podemos ver no artigo sobre as 100 praias mais bonitas do Japão! Se ainda não viu, dá uma conferida! Abraços!

  16. Pingback: Conhecendo os tipos restaurantes no Japão | Curiosidades do Japão

  17. kei sakihama

    😆
    Sou muito feliz em ser descendente de filhos de Okinawa …
    é realmente um lugar maravilhoso … um sonho real …
    ter a felicidade de pisar no chão da ilha … de tomar a água do mar de Okinawa é como ser batizada na ilha …
    Arigatou Universo … Deus por esse presente … e indescritível a sensação …

  18. Pingback: Cidades-Irmãs entre Brasil e Japão | Curiosidades do Japão

  19. Celso

    Um dia ainda vou a Okinawa conhecer. Uma das coisas que vou fazer com certeza é isto: Comprar um shamisen. Em casa tinha um que pertenceu ao meu avô e minha mãe acabou doando após a morte do meu pai. Um dos maiores símbolos dos okinawanos me faz falta.

  20. Gabriel de Luca

    Nossa Dirce kkkkkk

  21. Tem casa ou apato para comprar em qualquer região de Okinawa ? Qual VALOR ?

  22. Junior

    Moro em Naha Okinawa,trabalho na parte de turismo.contato 07016231976

  23. Zenki Heshiki

    boa noite. Um dia irei visitar a terra dos meus pais, Okinawa, teenho muitas informações atraves dos noticiarios. pretendo receber uma boisa . estou no Sexto Semestre de Direito, portanto daquihá dois anos se Deus quizer estarei visitando Naha, tenho uma irmã , que ainda não à conheço, porque os meus pais quando vieram para o Brasil, deixaram ainda jovem. Só um detalhe que não concordo, Okinawa , deve se libertar dos EE,UU. abraços a todos até breve ZENKI HESHIKI

  24. Mário

    Infelizmente, a presença de bases militares é obrigatória devido a constituição pacifista do Japão.
    Ela diz que as forças de autodefesa japonesa como diz o nome, só podem ser usadas para a defesa e não para o ataque.Por essa razão, a presença dos americanos se faz necessária, ainda mais com as ameaças vindas da Coreia do Norte e da China, que reivindica as Ilhas Senkaku como parte do seu território. Na verdade, os chineses só começaram a mostrar interesses após a constatação de que há petróleo e gás naquela região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *