Kissu – Beijar é Tabu no Japão?


Kissu – O Tabu do Beijo no Japão

Olá pessoal! 🙂 Hoje resolvi escrever um post sobre o beijo no Japão, pois muitas pessoas tem curiosidades a respeito desse assunto. Mas em primeiro lugar, você sabe como se diz beijo em japonês? Curiosamente, a palavra mais usada para se referir a beijo no Japão não tem origem japonesa e sim foi adaptada de outro país.

Na verdade até existem algumas palavras que definem beijo, como Kuchidzuke (口づけ) e Seppun (接吻), que se referem ao selinho, ou seja, apenas o encostar de lábios, Chuu (チュウ), termo mais usado por crianças e Kissu (キス), palavra adaptada do inglês que é sem sombras de dúvidas o termo mais usado no Japão.

Os brasileiros e a maioria dos ocidentais encaram o beijo entre um casal apaixonado (ou nem tão apaixonado assim) como algo natural, normal e corriqueiro, afinal, beijar não tem nada de mais. Mas no Japão o beijo é encarado como se fosse um tabu e você dificilmente verá um casal japonês se beijando em público.

beijo no Japão dorama japonês

Beijo, costume importado do Ocidente

Muitos casais japoneses até tentam vencer essa barreira, mas podem ser muito criticados pela sociedade. O beijo no Japão está longe de ser algo banal como ocorre no Brasil, onde várias histórias de amor começam a partir de um beijo.

No Japão, o beijo é tido como parte das preliminares que antecedem o sexo e só deve ocorrer entre quatro paredes. Só pra você ter uma ideia do quanto o beijo é tabu no Japão, em 1920 foi proibido beijar em público. Só voltou a ser legalizado com o pós-guerra, durante a ocupação americana em 1945.

Isso parece absurdo pra você? O mais engraçado é que mesmo nos dias atuais, muitos japoneses ainda consideram o ato de “beijar” como algo “importado do Ocidente”, simplesmente por não ser um costume muito praticado no Japão. Tanto isso é verdade que, embora exista uma palavra que designa beijo em japonês (Seppun), ela é raramente usada entre os nativos.

beijo no Japão

Ao invés disso, os japas preferem usar a palavra Kissu, derivado da palavra Kiss (beijo em inglês). Veja bem, não estou dizendo que é impossível ver um casal japonês se beijando. Casais japoneses se beijam sim, mas normalmente o “beijo” é considerado um contato físico muito íntimo e por isso a maioria evita fazê-lo de forma escancarada na frente dos outros ou em locais públicos.

Como é o contato físico entre os japoneses?

A questão do contato físico entre japoneses é bem diferente dos ocidentais, que costumam se beijar e abraçar, mesmo entre familiares e amigos.

Casais andando de mãos dadas ainda não é algo tão comum de se ver e o simples apertar de mãos não é usado no Japão como forma de cumprimento. Ao invés disso, o cumprimento tradicional é o “Ojigi” (ato de curvar-se).

Outra característica é a falta de contato visual, o olho no olho (Shisen o Awasu).

Muitas pessoas reclamam da falta de beijos em filmes, animes e doramas japoneses. Ficamos naquela expectativa e quando o beijo tão esperado acontece, é tão rápido e sutil que chega a ser broxante. Os lábios apenas se tocam como se fosse um selinho. Abrir a boca para beijar nem pensar… E a distância entre o casal então… quase passa um caminhão entre eles. 🙁

Kisu, o beijo japonês

Isso não significa que os japoneses sejam frios ou não tenham sentimentos. O buraco é mais embaixo… É um lance cultural e histórico, que repercute há milhares de anos e que apesar de estarmos no século 21, está enraizada na sociedade japonesa, . Contato físico em público é praticamente inexistente no Japão.

Mesmo em uma conversa informal entre amigos, você dificilmente irá vê-los dando batidinhas nas costas um do outro. Esse tipo de contato físico geralmente é visto como rude e desrespeitoso. Desde que nascem, são educados a manterem certa distância física, não se permitindo tocar ou ser tocado.

Hoje em dia, com a crescente popularidade dos casamentos de estilo ocidental no Japão, o ato do noivo beijar a noiva no fim da cerimônia está sendo cada dia mais comum. Esse fato mostra que a longo prazo, o beijo poderá deixar de ser visto como um tabu e sim como um gesto de amor e carinho entre casais.

Beijo casal japonês

Quem sabe, com o passar do tempo, o fenômeno do beijo acabe contribuindo para o grave problema da baixa natalidade no Japão. Segundo uma análise feita pelo governo, a taxa de natalidade japonesa é de 1,39 filhos por mulher e se continuar em declínio, acredita-se que daqui um milênio, a nação japonesa será “extinta”.

Claro que só o beijo não irá resolver a questão da natalidade! Existem muitos outros fatores que complicam a situação. Dentre eles, a falta de interesse por parte dos homens de namorar, casar e consequentemente ter filhos.

Mas vamos torcer para que as coisas mudem no Japão e que desta forma, os casais japoneses passem a se beijar mais, se habituando a essa bela forma de demonstrar amor e carinho, mas sem que haja banalização é claro! 😉

Espero que tenham gostado da matéria sobre Beijo no Japão. E se possível, deixem um comentário a respeito desse assunto! 🙂

Quer Aprender Japonês?

38 Comentários

  1. Pingback: Paquera e namoro no Japão | Curiosidades do Japão

  2. juliana

    eles não dão nem as mãos (o simples passear de mãos dadas) qto mais beijar, kkkkkkkkkk…

    Oi Juliana!
    É, mas as coisas estão mudando viu… 🙂 e muitos japas estão mais abertos a essas demonstrações de afeto rs. Abraços!

  3. Morena Mineira

    as vezes é melhor um país com costumes rigorosos e tradicionais
    do que a banalização dos valores humano.

    Oi Morena!
    Também concordo com vc! Os japas tem fama de conservadores, mas também não acho legal a banalização dos valores humanos como vc mesma citou! Claro que os japas não são todos certinhos… há muitas coisas feitas debaixo do pano, mas no Brasil também há muitas coisas que são feitas de forma escancarada… É preciso ter um limite pra tudo… e ao mesmo tempo tomar cuidado com os julgamentos, afinal cada cultura é diferente da outra… Complicado né! 🙂 Abraços!

  4. Douglas Lima

    Posso estar enganado, mas não acho que o tabu do beijo que há no Japão seja algo negativo. A tradição social foi construída por todos os japoneses. Dessa forma eles não sofrem privações por não se beijarem em público. Baseado nisso eu não acho que o ato de beijar em público, que está mais difundido no Japão agora, seja um ato de evolução. Achei o post bem informativo, mais uma vez meus parabéns, Silvia.

    Oi Douglas!
    Na verdade eu também não acho negativo e concordo que sob o ponto de vista cultural, o beijo público não seja uma evolução. Aliás, são características marcantes da cultura e sociedade japonesa e ao tentar modificar isso, parece como se estivesse mexendo na fundação de uma construção. Qualquer mudança pode fazer a estrutura desabar… Mas o governo acredita que sob o ponto de vista da baixa natalidade, a banalização do beijo pode contribuir para que os casais criem um vínculo mais forte e com isso, aumente o desejo de ter uma família e filhos consequentemente, evitando o declínio da natalidade japonesa! Na verdade, eu acho que isso pouco resolverá, pois existem muitos outros fatores responsáveis pela baixa natalidade…. Abraços!

  5. Lis Santos

    Excelente artigo!

    Oi Lis!
    Que bom que você curtiu!
    Obrigada por comentar! 🙂
    Abraços!

  6. Dete

    Realmente o beijo é um Tabu para os japoneses. Mas só entre homem e mulher. Na realidade até na TV já vi homens trocando caricias,pegando nas partes intimas um dos outros, beijando na boca , fazem atos obcenos na frente das camera tiram as roupas. Horrível !

    Oi Dete!
    Eu até ia comentar isso que vc mencionou na matéria, mas não o fiz para tentar não sair muito do foco, sobre o beijo. Mas tudo que você disse é realmente pertinente a esse assunto, pois envolve a visão da sociedade japonesa em relação à sexualidade. Também cheguei a presenciar muitas atitudes contraditórias dos japoneses, que me fez rever muitos conceitos. O conservadorismo é em partes e em algumas situações, pois em outras vemos tantas coisas bizarras que é difícil até descrever :). Enfim… Obrigada pelo comentário! Abraços!

  7. Tanuki

    Bom,estive no Japão ano passado e vi muitos casais de mãos dadas,inclusive idosos.Beijo não vi em nenhum momento.
    Acho que entre 4 paredes ou tatamis a história muda.

  8. Carla

    Ótima matéria, parabéns.

  9. Japão em Foco

    Oi Tanuki!
    Realmente, hoje em dia é mais comum vermos demonstrações de afeto em público, especialmente em cidades grandes japonesas. Eu morei na maior parte do tempo, em cidades pequenas, e quando eu via casais andando na rua, quase sempre era o homem na frente e a mulher um pouco atrás. Outra coisa que eu percebi, era quando eu ia no supermercado. Não é incomum ver as mulheres carregando todas as sacolas da compra, mesmo com o marido do lado! Fiquei indignada com esse tipo de falta de cavalheirismo e perguntei para um japonês que trampava comigo se isso era normal, tipo um costume japonês… daí ele me disse, que quando a mulher se dedica somente ao lar, e só o marido trabalha fora, alguns homens fazem isso… Eles pagam as compras, mas quem carrega as sacolas são as esposas… Enfim… acho que o machismo ainda impera no Japão, apesar das mudanças sutis que já estão ocorrendo… Abraços!

  10. Japão em Foco

    Oi Carla!
    Que legal que você gostou!!!
    Abraços! 🙂

  11. Pingback: Beijo virtual pela internet? Só no Japão | Curiosidades do Japão

  12. Paula Yuri

    Gostei ! é realmente verdade ja tinha ouvido falar… os japoneses que vem para o Brasil estranham quando cumprimentamos com abraços e beijos no rosto haha tadinhos… Nosso país é o que mais tem afeto, ganhando até dos estados unidos (lá e na Europa também tem uma distância de uma pessoa pra conversar com os outros).

  13. Japão em Foco

    Oi Paula!
    É verdade! Os japoneses tem costumes bem diferentes dos brasileiros né! Quando cheguei no Japão, estranhei bastante a forma polida no tratamento com outras pessoas. Muitas pessoas chamam os japoneses de “frios”, mas eu discordo, pois à medida que se tornam mais íntimos, se mostram muito amáveis, porém sempre priorizando o respeito e a educação! Abraços!

  14. Ariane

    😉 Olá, eu acho que esta “tradição” de beijo e contato físico como mãos dadas e abraço ser considerada uma coisa mais íntima, torna o relacionamento mais emocionante, fica aquele ar de mistério, tipo o carinha fica imaginando como deve ser o beijo da garota e acaba tornando esses detalhes especiais, pois por ser tão banal beijar aqui no ocidente é que as pessoas não dão tanta importância ao beijo, enfim a cultura japonesa tem sua particularidade por ter tanta coisa que mantem como tradição.

  15. Ebiru

    seria bacana mesmo um meio termo entre o que acontece aqui no brasil e o que acontece lá. não tão tabu e não tão banal.

  16. Japão em Foco

    Oi Ariane e Ebiru!
    Pra falar a verdade, acho engraçadinho o fato dos japoneses não banalizarem o “beijo” por entenderem que se trata de um gesto “muito íntimo”. Tanto, que no Japão é comum o “beijo indireto”. Trata-se de um beijo através de algum objeto, como usar o mesmo canudo da pessoa que se gosta, ou beber no mesmo copo que ela bebeu. Pode parecer estranho, mas a “troca de saliva” no Japão é uma coisa muito séria e normalmente só é feita em alguém que nos desperta muito interesse. Pra entenderem melhor sobre o “beijo indireto”, sugiro que leiam este post de um japonês que mora em Porto Alegre. Muito bom o conteúdo que ele posta lá! Não deixem de conferir! Abraços!

  17. Monique

    Haha… Aprendi isso da forma mais difícil, minha sogra não suportava beijinhos ou toques ao se cumprimentar, até eu aprender ( o que não demorou muito) , paguei muito micooo! 😉 😯

  18. Japão em Foco

    Oi Monique!
    Sua sogra é japonesa ou brasileira descendente de japoneses? Como eu fui criada no meio de japoneses no Brasil não estranhei esses costumes no Japão. Mesmo os japoneses no Brasil (com exceções é claro), são normalmente mais reservados e tímidos em relação aos brasileiros sem descendência nipônica né. Abraços!

  19. Pingback: Desvendando os gestos japoneses | Curiosidades do Japão

  20. Djanira Lima

    Gostei deste post,muito interessante,é bom 😯 saber sobre outras culturas,nos informarmos.Parabéns!!!

  21. Karily

    Gostei! Moro no Japão e sempre quero beijar meu esposo na rua mas lembramos que eles não fazem e evitamos! Vou beijar mais na rua para contribuir com a natalidade no Japão, quem sabe eles não se empolgam! Rsrsrs.

  22. Angélica

    Vdd morei 8 anos e ñ via nenhum casal se beijando
    na rua,restaurante até msm em baladas 😆 dificilmente
    via casal d mãos dadas tbm ☺ fico pensando qdo vem
    um nihonji po Brasil deve ficar assustados com os casais se
    agarrando no meio da rua

  23. Giselle

    Realmente é algo estranho pra nós que temos uma cultura bem diferente, pois qnd cheguei no Japão e reencontrei meu esposo, eu já fui logo abraçando e qnd fui dar um beijo ele já se afastou e disse que não podia beijar no aeroporto, nem sequer um selinho. Achei muito estranho e ruim afinal já havia 6 meses que estávamos longe. Mas eu dizia que parecia uma falsa moral, pois algo que pra gente ocidentais é estranho era normal pra eles como pegar nas partes intimas um do outro ou ficarem nus em publico, o ultimo eu vi varias vezes nos rios qnd eu ia no verão, mesmo no interior onde eu morava.

  24. Arthur Satoru Emori

    acho que esse tipo de coisa é hereditário. Nunca vivi no japão e nem fui criado sob costumes japoneses, apenas tenho sangue oriental, mas ainda assim eu tenho esse problema de contato com as pessoas, de não olhar direto os olhos, não abraçar, etc. E eu não sei porque, simplesmente não faço (mas estou tentando mudar). E vendo outros japas descendentes, vi que não sou o único, todo japa que eu conheço tem esse problema de contato, acho que não é algo apenas cultural, parece que já vem com a gente

  25. Celso

    Sou descendente de japoneses, com certeza, meus pais não nos ensinaram a beijar. Eles não tinham esse costume. Minha empregada hoje trouxe o marido dela em casa a fim de conhecer a minha bebê. Eles vão logo pegando a criança no colo, beijando. Vou falar o que eu, pessoalmente, sinto: Me dá o maior nojo. Não sei o que é isso. Acho que é porque eles são de uma outra raça diferente da minha. Eles são morenos, tipo nordestino e eu, descendente de japoneses. São costumes diferentes.

  26. Gaby-chan

    Com todo respeito Celso, eles com certeza não são de outra raça. São apenas seres humanos assim como você!
    Mas eu entendo bem! Ás vezes estranhamos os costumes de certas etnias.
    Na minha opinião isso é normal!

  27. Priscila

    UAU!!! Adorei a matéria, muito bom. Coloca mais curiosidades sobre os japoneses por favor…irei amar… Obrigada.

  28. Evelyn

    Namorei com um descendente por 2 anos, mas foram 2 aninhos bem trabalhosos, pelo menos ele, era muito sério, tínhamos momentos de brincadeiras, mas ele era muito reservado, e isso as vezes era um pouco ruim, como aqui no Brasil não tem problemas com beijar em público pelo menos isso não interferia, mas nas vezes em que nos beijávamos em publico era em lugares que não tinham muitas pessoas, e com todo cuidado para que não vissem… e também ele só falava em trabalho, em morar no japão, e isso desgastou, até hoje, não sei muito sobre sua vida sentimental antes de mim, ele não contava, e eu também não perguntava (por medo da resposta), ele contava coisas mínimas, reservado até demais :/

  29. Pericles alves berto

    pra mim essa situação é uma contradição em si mesma, eles trabalham para serem bem sucedidos mas e no fim da vida pra quem irão deixar seus bens? pro governo? não faz sentido essa falta de interesse dos homens em namorar e casar mas por outro lado se japão sofresse um problema de super população aí como ficaria?

  30. Sid Flame Master

    Acho que eles se satisfazem mais com bonecas realísticas de silicone. Não queria pensar isso mas personagens de animes refletem as pessoas japonesas na vida real. Você só vai encontrar um macho alfa em animes hentai e ás vezes tem uns que parecem garotas tanto na personalidade como na aparência,

  31. Nathy Lie

    Não sou descendente de japoneses, mas me vejo bem nesse comportamento de ”respeito agudo”. E não acho estranho. A pessoa q mal te conhece e já qr abraçar, bjar e até fazer brincaderinhas, muitas vezes até de mau gosto pra qm mal se conheceu – típico do povo aqui – já te passa uma estranheza… que te afasta mais que fazer mais íntimo a pessoa. E pior que aqui ainda te julgam por excesso de respeito, enquanto no Japão isso é algo totalmente normal. Entendo direitinho isso aí xD

  32. emanuelle

    Nossa, ufa achava que japonês só ficavam no selinho kkkkk, nao era que nem a gente que usa a língua e tals hehe, axho tao bobera esse negócio de problema de toc mas tb, o importante é beijar de língua kkkk nao importa se é sozinhos ou na rua.

  33. Mauricio

    Isso deve chatear muitos japoneses, pois a quantidade de titulos pornográficos que vem de lá.

    os hentais, eles pornografam até os cartoons.

  34. Pamela Sanches de Souza

    Acho que isso no japao tambem , na corea os homem nao gosta que outo homem beija na bochecha , aqui no brasil tambem tem isso porque sera ?? Os coreanos eles tem muiita vergonha e os japoneses tambem

  35. Cleidiane

    Sinceramente!? Eu amo o Japão e esse é um dos fatos que me atrai nesse país. Não vejo não se beijar em público como um tabu, mas sim como “é um gesto muito importante para se fazer na frente de todos”. O beijo ara eles é assim como era para ser pra todos importante, precioso se posso dizer assim. Não o simples ato do beijo, mas a pessoa que o recebe ou a que dá.

  36. Zé Ninguém

    Eu curti parça, bem informativo daora

  37. Analu Santos

    Olá… realmente, pra quem espera aquele beijo, mesmo sendo um selinho no Dorama e ele não acontece é até revoltante… a história é toda linda, emotiva e no final… nada.
    Obrigada pelas colocações e esclarecimentos, aprendi muito ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *