Menina de 13 anos morre em ritual de exorcismo no Japão


Um acontecimento estarrecedor aconteceu no Japão. Uma menina de apenas 13 anos, Tomomi Maishigi, foi morta por seu pai e um monge budista, durante a prática de um “exorcismo” na cidade de Kumamoto. O crime aconteceu há um mês atrás, mas somente agora está sendo divulgado pela imprensa.

Segundo a polícia de Kumamoto, a causa da morte foi afogamento seguido de asfixia. Durante o ritual, a jovem foi amarrada em uma cadeira por seu próprio pai, Atsushi Maishigi, de 50 anos, com a cabeça dentro de uma cascata do templo, enquanto o monge de 56 anos, Kazuaki Kinoshita, entoava sutras, que segundo ele, seria para “expulsar os maus espíritos”.

A tal cascata, possui uma bomba que puxa água do subsolo e cai de uma altura de 2,5 metros de altura, enquanto a pessoa a ser “exorcizada”, fica sentada em uma cadeira, amarrada por cintos, abaixo da cascata.

A menina já estava sendo submetida ao ritual da “cascata”, desde março, e segundo informações ela passou pelo ritual mais de 100 vezes.

Mas no último, ela caiu inconsciente e foi levada ao hospital por uma ambulância, porém não resistiu.

O pai afirmou, que a filha vinha sofrendo com problemas físicos e mentais e que então resolveu ir a um templo budista em Nagasumachi, procurar ajuda.

O monge do templo sugeriu que a menina poderia estar possuída por um espírito maligno e que poderia fazer um ritual para afugentar os espíritos dela.

O crime aconteceu no dia 27 de agosto e segundo o Jornal Yomiuri, o pai e o sacerdote estão detidos sob suspeita de causar lesões corporais que resultaram em morte. Rituais de exorcismo não são comuns no Japão, mas assim como em qualquer parte do mundo, sempre existe pessoas que chegam ao extremo em suas convicções religiosas.

Quer Aprender Japonês?

1 Comentário

  1. Rheginaldo

    ATÉ QUANDO ????? 😯 😯 😯 😯 😯 ???????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *