Tsukimi, Festival da lua cheia do outono

Tsukimi Festival da Lua cheia

Festival da Lua Cheia de Outono

Tsukimi (月見) ou Otsukimi (お月見) é conhecido como Festival da Lua Cheia de Outono e é relacionado com as fases da lua. No calendário lunar chinês, o festival acontece na noite do dia 15 do mês 8. Já pelo calendário gregoriano, geralmente a data cai entre meados e final de setembro ou no início de outubro.

Neste ano de 2017, o Festival da Lua cheia de Outono, foi celebrado no dia 4 de outubro. Seguindo a tradição, nesta noite são colocados Susuki ( grama de pampas japoneses) e flores de outono em um vaso, além de oferendas de tsukimi dango e sato-imo (batata inhame) colocados no exterior ou em locais onde a lua pode ser vista claramente.

O Festival é feito de forma tranquila, pois nada mais é do que apreciar a lua, que nesta data é considerada a mais linda e brilhante do ano. Tsukimi significa literalmente “Lua-Visão” e os japoneses aproveitam essa data para celebrar a beleza da lua, se reunindo em lugares onde podem apreciar a lua com todo seu esplendor.

História do Festival Tsukimi

Festivais dedicados à Lua têm uma longa história no Japão. Originária da China, esse festival é chamado de Festival do Meio de Outono (Zhongqiu Festival) e é um dos importantes da China até hoje. Foi adotado pelo Japão durante o período Heian (794-1192), onde a lua de outono é chamada de Chushu no Meigetsu (Lua da Colheita) e a noite de lua cheia é chamada de Jugoya.

Era realizado por pessoas da realeza e aristocratas, que se reuniam sob a lua cheia para recitar poesias e compor músicas dedicados à lua. Muitas vezes essas reuniões de “visualização da lua” aconteciam em alto mar, a bordo de embarcações, a fim de ver o reflexo da lua cheia sobre a superfície da água.

Hoje, O-tsukimi também é comemorado em templos e santuários, como o santuário Shimogamo em Kyoto, onde as roupas, danças e músicas remontam o Período Heian. Há também muitos lugares que reúnem pessoas para a “visualização da lua”, como locais de cerimônias do chá e Ryokans em montanhas.

A relação entre o coelho e a lua

O coelho (Usagi é com certeza o maior símbolo do Festival Tsukimi. Os bolinhos de arroz e variadas comidas tradicionais deste dia, lembram um coelho, o que faz a alegria da criançada e dos adultos também. Mas o que ele tem a ver com a lua?

A explicação está no desenho luminoso que aparece na lua nas noites de lua cheia do outono, semelhante a um coelho que soca um pilão para fazer mochi, que acabou fazendo parte do folclore japonês, chamado de “Lua Coelho“. Há também uma lenda muito antiga sobre a origem do Festival da lua cheia do outono.

Tsukimi Festival da Lua cheia

A lenda do coelho Jade:

Conforme uma lenda budista, certo dia, um velho senhor pediu comida a um macaco, uma lontra, um chacal e um coelho. O macaco colheu frutas e ofereceu ao velho homem, a lontra trouxe-lhe um peixe e o chacal, um lagarto.

Porém, o coelho não havia levado nada, pois as ervas que estava acostumado a comer, não era boa para os humanos. Então, em um ato de sacrifício, o coelho decidiu oferecer o seu próprio corpo ao velho homem e pulou no fogo.

Mas, surpreendentemente, o seu corpo não se queimou, porque o velho era um Sakra, ou seja, uma divindade. E para as pessoas se lembrarem sempre do sacrifício do coelho, o velho senhor resolveu desenhar a imagem do coelho na lua.


Outra curiosidade interessante é que o processo de fazer mochi chama-se Mochitsuki (餅つき), que soa foneticamente semelhante à palavra japonesa que se refere à “lua cheia”, que é Mochizuki (望月).

Comidas tradicionais do Tsukimi

Além das decorações típicas do festival como flores de outono e Susuki, é comum as pessoas usarem também muitos alimentos como decoração ou oferendas para a lua, que é tratada como uma divindade. Os mais tradicionais são o Kabocha (abóbora japonesa), castanhas, satoimo (batata inhame), taro, edamame, tsukimi dango (pequenos bolinhos de arroz branco, empilhados em um bandeja) e saquê.

Tsukimi Festival da Lua cheia
Os bolinhos de mochi são símbolos de felicidade e boa saúde, e servem não só para celebrar a beleza da lua, que nesta data é considerada a mais bela do ano, como também uma expressão de gratidão pelas colheitas de outono.


Estes pratos são conhecidos tradicionalmente como pratos Tsukimi ( 月見料理 tsukimi Ryori). Devido à onipresença de batata doce ou inhame, entre estes pratos, a tradição é conhecida como Imomeigetsu (芋名月) ou “lua da colheita da batata” em algumas partes do Japão.


Também é comum vermos a presença da palavra tsukimi em outros pratos durante a estação do outono, como o tsukimi soba e o Tsukimi udon. Ambos são feitos com macarrão coberto com um ovo, cuja gema presume-se parecer com a lua e a clara, as nuvens que a cercam.

Tsukimi soba

Há 22 anos, o Mc Donalds também tem um lanche popular, porém por tempo limitado que eles oferecem: O Burger Tsukimi (月見バーガー), disponível apenas durante o outono. O Burger Tsukimi contém um ovo cozido com a gema representando a lua e o branco da clara representando o céu branco ovo, um hambúrguer, bacon e molho teriyaki especial.

tsukimi Mc Donalds

Aproveite para ver também:
Okunoshima, a ilha infestada de coelhos
Usagi Café no Japão

Quer Aprender Japonês?

8 Comentários

  1. Douglas

    Quantos festivais legais o Japão tem e todas com algum tema legal. As comidas parecem ser muito boas, deu vontade de comer só de vê as imagens, os bolinhos de mochi são bem bonitinhos e o obentô dá até pena de comer.Até oMc Donald’s de lá tem coisas mais legais.
    Abraços!

  2. Japão em Foco

    Oi Douglas!
    Tsukimi é mesmo um festival bem interessante né, assim como centenas de outros que tem no Japão. Muito legal saber que o Japão ainda conserva suas tradições como esse há centenas de anos. Isso é sinal de que mesmo com a influência ocidental, eles ainda valorizam suas raízes culturais. Esperamos que continue assim, pois é isso que faz esse país ser único e incrível! Abraços!

  3. Jean

    Demais! Realmente é muito legal saber que tais costumes ancestrais são conservados com tais riquezas de detalhes, contextos e costumes, muito bonito e profundo mesmo. Sem contar o belíssimo e profundo espírito filosófico relacionado à Lua , fertilidade, imaginação, criação, o coelho também, tudo de forma profundamente sagrada.
    Gastronomia então, enche nossos olhos …Como foi dito, dá pena de comer, mas aí …..

  4. Japão em Foco

    Oi Jean!
    Realmente os festivais japoneses, em sua maioria tem sempre um significado sagrado por trás. Também acho incrível, pois no Brasil infelizmente o que vejo é somente valorizar bundas, peitos, funk etc… as pessoas estão deixando de lado as tradições e a cultura brasileira que também é tão rica. Uma pena!

  5. Pingback: Ritsurin Koen, um belo jardim cênico em Takamatsu | Curiosidades do Japão

  6. Pingback: Kinrou Kansha no Hi - Dia do Trabalho no Japão | Curiosidades do Japão

  7. Pingback: Wagashi, a Arte dos Cinco Sentidos | Curiosidades do Japão

  8. Pingback: Datas Comemorativas do Japão | Curiosidades do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *