Cidades Fantasmas no Japão

Cidades Fantasmas no Japão
Cidades Fantasmas no Japão (Haikyo)
O Japão é um país de muitos mistérios e histórias assustadoras e sendo assim, não poderia deixar de ter suas “Ghosts Cities”. A maioria das cidades fantasmas japonesas foram construídas em torno de minas, mas depois do desastre de Fukushima, dezenas de cidades localizadas nas zonas de radiação entraram para a lista.

Anos após o desastre, milhares de moradores destas cidades continuam impedidos de voltarem para suas casas por causas dos altos níveis de contaminação radioativa. O cenário que vemos hoje em dia são ruas vazias, construções danificadas pelo terremoto, casas residenciais e lojas comerciais totalmente abandonadas.

Acredita-se que talvez em 5 ou 6 anos estas cidades possam ser repovoadas. Mas até lá, provavelmente ficarão assim como estão, ou seja, entregue às moscas. O Google Street View disponibilizou imagens de algumas cidades japonesas como Namie e Ōkuma. Através desse recurso, os internautas podem fazer um tour pelas cidades fantasmagóricas de Fukushima, como você pode verificar no vídeo abaixo, com algumas cenas da cidade de Namie:

Imagens capturadas pelo Google Street View:


Link do vídeo (YouTube)

Outras cidades fantasmas no Japão

É estranho que um país tão pequeno como o Japão se dê ao luxo de ter tantas cidades abandonadas, mas a verdade é que elas existem sim. A maioria destas cidades foram formadas por pessoas que foram atraídas até elas por meio de ofertas de empregos. Porém, com a redução de trabalho, as famílias foram abandonando as cidades.

Estes locais abandonados no Japão são chamados de Haikyo e acredite não são poucos estes locais na terra do sol nascente. Por causa da rápida industrialização do país, após a Segunda Guerra Mundial, terremotos ou tsunami, muitas áreas, cidades ou até mesmo ilhas foram abandonados por sua população.

Cidade Fantasma de Ashio Dozan, Tochigi Ken

Ashiodozan, na província de Tochigi foi uma importante cidade mineira de onde era extraído cobre durante quase 400 anos. Quando estava no auge as minas de Ashiodozan forneciam mais de um terço de toda a oferta de cobre do Japão, porém acabou sendo desativada por causa dos danos ambientais causados pelo envenenamento por ácido sulfúrico que matou toda a vegetação ao redor.

Há mais de 40 anos, a cidade chegou a ater 39 mil habitantes mas depois que a fábrica foi fechadas, a cidade foi sendo abandonada aos poucos. Hoje, restaram apenas as instalações da fábrica, a estação de trem, um templo, uma escola e um pequeno prédio de apartamentos de madeira que dizem ser assombrado.

Ashiodozan

Fonte da Imagem: Seanthealien

Cidade Fantasma Osarizawa, Akita Ken

Esta é outra cidade mineradora de cobre e ouro que teve grande destaque há mais de 1.300 anos atrás, mas que hoje também tornou-se uma cidade fantasma. A última instalação fechou em 1978 e agora o local é de propriedade da Mitsubishi, que aproveitando a oportunidade de “faturar algum”, cobra 1.000 ienes dos visitantes que querem conhecer o Haikyo. Assista ao vídeo.

Cidade Fantasma Osarizawa

Fonte da Imagem: Michael

Cidade Fantasma Matsuo, Iwate Ken

Matsuo, província de Iwate já foi a maior mina de enxofre no Japão. Hoje em dia vendo os blocos de concreto abandonados no meio do nada, é difícil imaginar que 15 mil pessoas moraram lá. A cidade era conhecida como o “paraíso acima das nuvens” devido à grande névoa que envolve as construções da região.

A mina de Matsuo foi inaugurado em 1914 e fechado em 1969 e dizem as “más línguas” que a cidade é assombrada. De fato, muitas pessoas acham estranho e assustadora esta grande neblina que é capaz de esconder dos olhos curiosos todas as ruínas sinistras da cidade. Veja o vídeo.

Cidade Fantasma de Matsuo

Fonte da Imagem: Mikes Blender

Cidade Fantasma Nichitsu, Saitama Ken

A cidade de Nichitsu, província de Saitama nasceu por causa de suas minas de ouro, ferro e zinco. Em 1937, as minas foram comprados pela empresa “Nichitsu Corporation”, dando origem ao nome da cidade. Por volta de 1978, os trabalhadores e suas famílias começaram a abandonar o local, pois as minas foram esgotando e não eram mais rentáveis ​​como antes. A cidade ficou completamente abandonada e ganhou um aspecto muito sinistro.

Pra quem gosta de explorar Haikyo, Nichitsu é, com toda certeza, um prato cheio pois há muitas casas, residências de funcionários, armazéns que foram usados para armazenar ferramentas das minas, supermercado, sento (banho público) e até mesmo um teatro e um hospital. Tudo abandonado. 🙁

Me parece ser um pouco assustador andar em um local, cuja impressão é a de que os moradores foram embora da noite para o dia, deixando pra trás todos os pertences. O porque, ninguém sabe, mas que é estranho isso é sem dúvidas nenhuma. Ficou curioso para conhecer Nichitsu? Então assista ao vídeo.

Cidade Fantasma Nichitsu

Cidade Fantasma Taro, Iwate Ken

A cidade mineira de Taro é outro local que se transformou em Haikyo por razões misteriosas. Pra quem gosta de explorar Haikyo é um prato cheio (e olha que tem muita gente que gosta), pois há muitas estruturas antigas tomadas por ervas daninhas e pelo mato que cresce em volta. Assista ao vídeo.

A antiga fábrica da mina se transformou em um laboratório de raios cósmicos ainda em uso de uma universidade próxima (com piscinas coloridas enterrados com fios), um túnel muito escuro e uma antiga sala de reuniões. Nem dá pra imaginar que mais de 5 mil pessoas viviam ali e a cidade tinha até seu próprio centro comunitário, assim como uma boa infraestrutura para a população.

Cidade Fantasma de Taro

Ilha Fantasma de Gunkanjima, Nagasaki Ken

Hashima, em Nagasaki Ken é uma ilha que foi comprada pela Mitsubishi em 1890, com o objetivo de explorar o carvão da região. Devido à sua forma, a ilha ganhou o apelido de Gunkanjima que se traduz como “navio de guerra”.

Em 1959 chegou a ter 85.500 habitantes por km² em toda a ilha, e 135 mil habitantes por km² na área mais densamente povoada da ilha, que é uma das maiores densidades populacionais já registrados na história da humanidade. Foram construídos escola, apartamentos, cinemas, galerias, cassinos, piscinas, supermercados, tudo para atender a população de Gunkanjima.

Porém, por volta de 1974, a Mitsubishi anunciou oficialmente o fechamento da mina e a partir de 1975 ninguém mais vivia na ilha. Estranhamente, a área mais densamente povoada do mundo de uma hora para outra tornou-se totalmente desabitada. Se quiser saber mais sobre Gunkanjima, clique aqui.

Ilha fantasma Gukanjima

Floresta de Aokigahara (Floresta dos Suicídios)

A Floresta Aokigahara é com certeza um dos locais mais assustadores do Japão. A Floresta fica localizada aos pés do Monte Fuji e é conhecida como “Floresta dos Suicídios”, pois é um local muito procurado para este fim. Já escrevi sobre Aokigahara aqui neste post. Confira e assista ao documentário.

Aokigahara-jukai

Fontes de Pesquisa: ITV, Michael John Grist, Cracked

Além destas cidades fantasmas, no Japão existem muitos outros locais abandonados que acabaram entrando para a lista de Haikyo como parques de diversões, hotéis, hospitais, etc. Mas esses ficarão para outra matéria! 😉

Quer Aprender Japonês?

6 Comentários

  1. Douglas Bezerra

    Realmente é impressionante que o Japão mesmo sendo um país pequeno tenha bastante cidades fantasmas, lembra cenários de filmes e jogos. Também é notável que não há moradores de rua que se apropriam delas.
    Abraços!

  2. q vontade de ir olhar passa por la uuuuuuuu ja vi pelo google earth mas não teve graça
    nossa olhando os posts mais antigos seus vi o dos hikikomoris da uma pena ne

  3. Japão em Foco

    Oi Pessoal!
    Obrigada pelo comentário de vocês. Em breve farei uma matéria com mais Haikyos famosos do Japão. Rodrigo, obrigada por compartilhar os vídeos do Otanippon com o prédio abandonado. Assustador né, ainda mais que os apartamentos ainda estão repletos de móveis e coisas dos antigos moradores. Por que será que foram embora deixando as coisas pra trás né? Abraços!

  4. Pingback: Fatos Sobre o Tsunami e Terremoto de 2011 | Curiosidades do Japão

  5. Pingback: Parques de Diversões abandonados no Japão | Curiosidades do Japão

  6. Anaíres Matos

    você sabe dizer quantas cidades são no total abandonadas (Haikyo) no japão? bjs

  7. Anaíres Matos

    oi japão em foco tem previsão para mais “haikyos” de cidades abandonadas. bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *