As Redes Sociais Mais Populares no Japão


Principais-redes-sociais-no-Japão

Principais mídias sociais usados no Japão

Nos últimos anos, houve um crescimento significativo de usuários japoneses cadastrados em redes sociais, onde são acessadas especialmente de dispositivos móveis, como celulares, Smartphones e Tablets. Entre as redes sociais mais populares no Japão, estão o Mobage, Line, Twitter, Gree, MIXI e Facebook.

Ao contrário do que ocorre em alguns países (no Brasil, o face lidera disparado com mais de 73 milhões de usuários ativos cadastrados), no Japão não existe um serviço de mídia social online que esteja significativamente na liderança. Boa parte dos usuários japoneses utilizam vários serviços paralelamente, alternando-os sempre.

A popularidade e o aumento de usuários do Twitter, Facebook e Line, se deu especialmente após o Terremoto e Tsunami de 2011, onde tornaram-se um canal para trocas de mensagens instantâneas com informações sobre a tragédia.

Mobage e Gree são redes sociais incrivelmente bem sucedidas no Japão, porém voltadas para um dos maiores interesses dos japoneses: Jogos. Enquanto que outras redes sociais como Facebook e Twitter focam na troca de conteúdo e organização, o Mobage e o Gree tem osjogos como elementos para atrair e conectar os usuários. Confira a seguir algumas das redes ou mídias sociais mais populares no Japão.

Mobage (40 milhões)

Principais redes sociais no Japão - mobage

O Mobage (Game Mobile) é um portal e rede social para games. O serviço é uma plataforma, na qual desenvolvedores de aplicativos móveis para Android e iOS utilizam para implantar e compartilhar seus jogos com redes de usuários altamente engajados em gráficos virtuais sociais, baseados em interesses.

Mobage está agora disponível no mercado Android em três grandes redes: Japão, China e Ocidente. Só no Japão, são mais de 40 milhões de usuários cadastrados. Alguns de seus títulos mais populares são “Irmãos de Sangue” e ” Rage of Bahamut “.

LINE (36 milhões)

Principais redes sociais no Japão - line

O LINE é um serviço de comunicação multi-plataforma e aplicativo, oferecido gratuitamente pelo Naver, da NHN Japan. A funcionalidade básica permite aos usuários enviar mensagens de texto e fazer chamadas gratuitas com outros usuários que tenham o aplicativo instalado em seus celulares.

O serviço foi lançado em 27 de junho de 2011, e sua taxa de crescimento tem sido simplesmente incrível, com 80 milhões de usuários registrados atualmente – 36,4 milhões dos quais estão em sua terra natal, tornando-o um dos maiores e mais populares serviços de mídia social online móvel do Japão.

Twitter (30 milhões)

Principais redes sociais no Japão - twitter

O Twitter teve um grande crescimento em sua popularidade no Japão há 2 anos, por causa do terremoto e tsunami de 2011. Em setembro do ano passado, foi lançado no Japão um novo recurso do Twitter, o “Lifeline”, um serviço que ajuda pessoas a terem informações em momentos críticos, como catástrofes naturais, ou quando outros serviços de comunicações não puderem ser acessadas.

Com o “Lifeline” é possível encontrar e seguir contas locais essenciais no Japão, bastando apenas inserir o seu código postal no twitter.com. Podem também twittar sobre o terremoto e encontrar informações nos meios de comunicação locais e empresas de serviços públicos que fornecem informações sobre o gás, água ou eletricidade. O “Lifeline”, por enquanto está disponível apenas no Japão.

Gree (29 milhões)

Principais redes sociais no Japão - gree

O Gree foi criado em 2004, mesmo ano do Facebook e se tornou popular no Japão por ser responsável por um dos primeiros jogos móveis sociais do mundo, o “Fishing Star” (2007). Esta rede social japonesa tem 190 milhões de pessoas cadastradas em todo o mundo, sendo que 29 milhões delas, estão no Japão.

No Japão, o Gree foi classificado como a empresa de tecnologia que mais cresceu rapidamente entre 2009 e 2010. Após a aquisição pela OpenFeint, em abril de 2011, Gree está em franca expansão global e tudo indica que pode vir a ser em breve a maior plataforma social de jogos móvel do mundo. Até o momento, Gree oferece aos seus usuários, mais de 7.500 aplicativos de jogos para smartphones.

Mixi (25 milhões)

Principais redes sociais no Japão - mixi

O Mixi foi lançado em fevereiro de 2004, e ao longo do tempo, se tornou a rede social mais acessada no Japão. Para se juntar ao Mixi, é necessário ser convidado por um membro já cadastrado. Como só pode entrar membros convidados, as páginas são privadas e portanto não são indexadas pelo Google.

Diante da privacidade e da liberdade de se esconder atrás de um apelido, o Mixi acabou se tornou preferência para a maioria dos usuários de redes sociais já há certo tempo no Japão. Na página inicial do usuário é possível ver a lista de amigos, as últimas atualizações, incluindo posts, fotos e notícias de suas comunidades.

Antigamente o limite de idade era de 18 anos, ou seja, apenas pessoas de 18 anos ou maiores poderiam se cadastrar no Mixi. No dia 10 de dezembro de 2008, este limite mudou para apenas 15 anos, entretanto com algumas restrições.

Facebook (16 milhões)

Principais redes sociais no Japão - facebook

O Facebook lançou seu site em japonês em 2008. Inicialmente, a plataforma teve um crescimento lento de usuários, pois tentava competir com os sites SNS japoneses que estavam há mais tempo no mercado da internet, como Mixi, Mobage e GREE.

No entanto, sua popularidade aumentou depois de algumas empresas conhecidas no Japão começarem a usar o Facebook como ferramenta de marketing para divulgar os seus produtos e negócios na internet. No final de 2012, já haviam 17,12 milhões de usuários japoneses, 300 % a mais em comparação ano anterior.

Porém, este número caiu para 13,78 milhões, uma queda de 19,5 % em menos de 6 meses, o que mostra que usuários japoneses de redes sociais tendem a ser muito inconstantes e não se sabe ao certo se esta estagnação é temporária ou não. Ao que tudo indica, a queda se deu à migração de usuários para outras redes.

Outro motivo do Facebook perder a popularidade no Japão é que boa parte dos usuários aprecia a “privacidade” e especialmente o “anonimato”, coisa que não condiz com a política adotada pelo Facebook, na qual os usuários devem se comprometer a cadastrar seu perfil real, ao invés de perfis fakes e avatares.

Apesar do seu declínio no Japão, o Facebook continua sendo o rei de serviços de redes sociais online, onde detém mais de um bilhão de usuários registrados no mundo todo. E vocês? Utilizam muito as redes sociais? Qual a sua preferida? 🙂 Ah, e se caso alguém esteja no Facebook, não deixe de curtir a Fan Page do Japão em Foco.

Fonte de Pesquisa: Digital Strategy Consulting

Quer Aprender Japonês?

7 Comentários

  1. Douglas Lima

    Tinha ouvido falar no Mixi. Num blog de um japonês que mora no Brasil, ele comentava um pouco sobre o interesse maior dos japoneses pelo Mixi do que pelo Facebook. Essa questão de política de privacidade afeta bastante a aceitação de determinado povo. Já que os japoneses não gostam de muita exposição, o Facebook perde alguns pontos na competição por lá. Parabéns pelo artigo!

  2. Eu acho muito louca esta “afinidade” das pessoas com as redes socias… Digo isso porque não tenho nenhuma! (aliás, eu só conheço 2 pessoas da minha idade que não tem facebook… eu tenho 12 anos)
    Eu não tenho nenhuma rede social não porque eu acho perigoso (só é perigoso quando você não sabe controlar a sua conta é claro) nem porque os meus pais não deixam, é porque eu cheguei a conclusão que é uma perda de tempo! Mesmo que seja um veículo de comunicação, e tal, mas acho que muitas pessoas postam muita bobagem desnecessária mesmo! 😐 kkkkk!
    Também é interessante esse dado de que no Japão as muitas pessoas não tem facebook por causa da timidez e exposição que o facebook “exige”.
    Bom, é só isso, e queria dizer que achei o post muito interessante! 😉

    Bjs, Laura 😀

  3. Japão em Foco

    Oi Douglas e Laura!
    Obrigada pelo comentário de vocês!
    Eu também sou do tipo que não curto muito ficar me expondo em redes sociais. Gosto de usa-lo mais como uma ferramenta de divulgação das matérias do blog por exemplo. Eu até baixei o Line no PC, pois achei as ferramentas bem legais e também pelo fato de falar e mandar mensagens instantâneas de graça para outros usuários Line (embora não tenha muitos ainda no Brasil), mas não sei porque não consigo registrá-lo. Parece que é necessário cadastrar primeiro em um smartphone com android para depois conseguir usa-lo no pc. Enfim, se alguém souber me explicar como funciona, eu ficaria agradecida! Abraços!

  4. Pingback: Ketsueki gata - Tipo Sanguíneo no Japão | Curiosidades do Japão

  5. 😉 😮 😛 😯 muito legall

  6. Leandro Camillo

    olá amigos,,,preciso da ajuda de vcs,,,,entrei no Google para saber quais as redes sociias mais usadas pelos japoneses,bem,,,vi que face book nao colou la,,,devido ne privacidade,,,pois bem,,,meu assundo é outro,,,queria ajuda de vcs de qual rede social os jovens usas,,,tanto japoneses como brasileiros no japao,,,estou ha seis anos sem noticias de minha filha,,,,desde 2009 quando eu retornei ao Brasil…nao teno noticias ,,,eu hj ela esta com 15 anos ,,,morava em Suzuka….ela estuda em escolas japonesa obviamente…me separei da ex e ela omite a minha filha. ..vou entrar com recursos junto ao consulado do Brasil em Nagoya….se alguem puder me ajudar nessa minha busca desesperada,,grato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *