50 coisas que provam que você já se adaptou no Japão


50 coisas que provam que você já se adaptou no Japão

Quando vamos ao Japão pela primeira vez, tudo é novidade e ficamos fascinados com a infraestrutura, a segurança e a praticidade que é viver neste país. No começo, é natural levar um tempinho para nos acostumarmos com a nova rotina e incorporar os hábitos que regem a sociedade japonesa.

Mas quando isso acontece, é algo mágico e ao mesmo engraçado pois sem nos darmos conta, passamos a fazer coisas que não fazíamos antes, mas que no Japão são coisas corriqueiras… De repente, percebemos que muita coisa da cultura e dos costumes japoneses se enraizou em nossa maneira de ser e pensar.

Esse novo estilo de vida passa a ser tão natural, que parece existir desde sempre. Se você compartilha desse sentimento, provavelmente vai se identificar com pelo 1/3 da lista abaixo.

Você já se adaptou bem no Japão quando…

01. Vai ao Konbini praticamente todos os dias. É como se fosse sua segunda casa.
02. Tem o hábito de tomar um banho de ofurô quando chega exausto do trabalho.
03. Presenteia seus colegas de trabalho com chocolate no Valentines Day.
04. Se curva enquanto fala ao telefone como se a pessoa estivesse na sua frente.
05. Faz sinal de V (de vitória) com os dedos ao tirar uma foto.

Sinal de V para tirar fotos no Japão (matome.naver.jp)

06. Faz gestos com as mãos quando diz ‘não’ (ie), ‘dame’ (não pode), entre outros.
07. Se preocupa em presentear alguém que lhe prestou um favor importante.
08. Tem ou já teve uma coleção de fotinhas adesivas tiradas no Purikura.
09. Compra café e outras bebidas com certa frequência nas máquinas de venda automática.
10. Fica do lado esquerdo da escada rolante, para dar passagem no lado direito.

Escada rolante no Japão (impressivemagazine.com)

11. Tem lapsos de memória ao esquecer o nome de algumas palavras em português.
12. Fica ansioso (a) pela chegada da Primavera para ver o sakura.
13. Fica ansioso (a) pela chegada do verão para ir nas piscinas públicas.
14. Fica ansioso (a) pela chegada do outono para se deslumbrar com o Koyo.
15. Fica ansioso (a) pela chegada do inverno para esquiar e andar de snowboard.

Snowboard (commons wikimedia)

16. Já se acostumou com o barulho dos corvos (Karasus) e das cigarras (Semi).
17. Incorpora várias palavras japonesas em conversas com conterrâneos como gomen, arigato, shoganai, daijobu, onegai, ganbatte, entre outras.
18. Aprende a gostar de alguns alimentos que não gostava antes, como chá verde, natto ou polvo.
19. Assiste dorama na TV japonesa, mesmo sabendo que terá que esperar a próxima semana pra assistir o próximo capítulo.
20. Consegue manter-se na posição seiza por pelo menos 30 minutos sem se queixar.

21. Seus filhos (se os tiver) chamam você de Otosan / Okasan.
22. Compra acessórios para o carro para deixa-lo mais customizado.
23. Aprende a usar o banheiro de agachar por achar ser mais higiênico.
24. Acha normal cochilar dentro dos vagões dos trens tão despreocupadamente.
25. Não se surpreende mais ao encontrar uma máquina automática no meio do nada.

Máquina de venda automática (epole.exblog.jp)

26. Não sente tanta falta de comer comida brasileira como antes.
27. Tem preparado em casa um Kit Terremoto no caso de uma emergência.
28. Fala e escreve japonês, mesmo que seja apenas o básico.
29. Prepara gohan todos os dias na panela elétrica de arroz.
30. Manda Nengajo (Cartão de Postal de Ano Novo) para os conhecidos.

Nengajo (matome.naver.jp)

31. Passa o Reveillon assistindo NHK Kohaku Uta Gassen.
32. Você passa a entender completamente o conceito de “fofura”.
33. Acha a cerveja japonesa mais gostosa do que a do Brasil.
34. Chama um táxi de bêbado para voltar pra casa, quando percebe que bebeu além da conta.
35. Não tem mais medo de dirigir nas ruas estreitas de mão dupla.

Rua estreita no Japão (japanguide.com)

36. Anda pelas ruas de madrugada sem medo de ser assaltado.
37. Acha normal as Mujin Hanbai (vendinhas de verduras sem atendentes)
38. Prefere os postos de gasolina Self Service por serem mais baratos.
39. Passa várias horas no Karaokê Box com seus amigos.
40. Compra um Kurisumasu keeki na véspera de Natal.

Kurisumasu Keeki (jpgames.de)

41. Se preocupa com a pontualidade na hora de trabalhar ou pegar um transporte público.
42. Se reúne com amigos para fazer piquenique durante o Hanami e/ou Hanabi.
43. Viaja para um lugar turístico e compra “omiyage” para dar aos mais chegados.
44. Respeita as regras de coleta de lixo do bairro onde mora.
45. Usa máscaras cirúrgicas quando está resfriado ou com kafunsho.

Máscaras cirúrgicas no Japão (Tofugu.com)

46. Não se espanta mais por receber o troco correto, sem faltar um centavo.
47. Leva um saquinho e pazinha para recolher a sujeira do seu cão.
48. Não vive mais sem “tissue” e carrega sempre um na bolsa ou no carro.
49. Se surpreende com o multiculturalismo brasileiro quando visita o Brasil.
50. Se sente estrangeiro em sua própria terra natal.

Você gostaria de acrescentar algo? Deixe nos comentários 🙂

Quer Aprender Japonês?

9 Comentários

  1. jorge t.hino

    Andar de bicicleta por todos os lugares e sempre tem estacionamento para elas.
    Tem hortas, pomares, arrozais e cemitérios no meio da cidade sem portões e muros ou qualquer obstáculo.
    Tem 100 Y shop e lojas de usados, que vendem tudo que necessitamos para a casa sem precisarmos gastar muito.
    As lojas de eletrônicos são o paraíso da tecnologia.
    Tem clubes da prefeitura que são melhores que os clubes particulares daqui do Brasil,
    Etc . . .

  2. Marlene Chagas Fukucima

    Fiquei encantada desde a primeira vez q pisei no japao,achei tudo maravilhoso,faz 5 anos que voltei pro brasil,e ainda sinto muitas saudades do japao,jamais esquecerei jamais…La e tudo d bom…saudades eternas…

  3. Emanuel Elias

    Eu já me sinto estrangeiro no Brasil kkjjkjk meu modo de vida tem nada a ver com o modo brasileiro

  4. Edlaine Karine Stabele

    São hábitos que a gente acaba carregando pela vida toda. Mesmo após retornar ao Brasil.

  5. Luiza Almeida

    mas não é mesmo? kkkkk

  6. Be Silva

    Gente nunca pisei no Japão mas conheço o Konbini muito bem tenho amigo mora lá toda vez falo com ele ele está lá

  7. jhovanna araujo

    queria muito mesmo morar lá

  8. Willian

    Sim a cerveja japonesa é melhor que a cerveja brasileira, salvo algumas artesanais brasileiras que seguem um estilo específico como o alemão ou britânico, mas estas de consumo baratas são muito melhores (vide asahi dry contra uma brahma, vai entender)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *